Ciência e Tecnologia

Por que uma parte do nosso corpo apodrece se ficar muito tempo apertada?

0

Talvez você já tenha visto situações em que a pele de uma parte do corpo fica mais pálica ou adquire tons diferentes do original, causando até mesmo sensações de dormência no local. Em alguns casos, o tecido do corpo pode também ficar inchado ou muito dolorido e provocar febre nas pessoas. Quando isso acontece, podemos estar falando de um caso de gangrena.

Gangrena é o nome que se dá a condição que acontece com a morte de um tecido do corpo. Ela é causada pela falta de irrigação de sangue no local devido a alguma doença, ferida, infeção ou, como questionamos no título da matéria, pressão sobre um tecido.

Apesar de dedos e extremidades serem mais afetados, partes internas do corpo, como órgãos e músculos, também podem ser afetadas.

O sangue possui uma função importante e essencial para nossa saúde. Não só ele transporta oxigênio e nutrientes para todas as células do corpo, como também distribui anticorpos que nos protegem de infecções. Quando o sangue não consegue viajar livremente, algumas células não conseguem sobreviver, causando infecções e morte de tecidos.

As condições mais comuns que afetam a circulação sanguínea podem oferecer risco de gangrenas, como diabetes, fumo, traumas ou ferimentos graves, obesidade e sistema imunológico enfraquecido.

Existem diferentes tipos de gangrena e todos eles necessitam de cuidado e atenção médica.

A gangrena seca é mais comum em pessoas com doenças nos vasos sanguíneos, diabetes e problemas no sistema imunológico, afetando mãos e pés. Ela se desenvolve quando a circulação de sangue na área afetada é prejudicada por conta de má circulação. Nesse tipo de problema, o tecido se seca e pode adquirir tons marrons, roxos, azuis ou pretos e podem chegar a cair.

Diferente de outros tipos de gangrena, a seca não costuma apresentar infecções. Porém, caso adquira esse tipo de problema, a gangrena seca pode se tornar úmida.

A gangrena úmida quase sempre envolve infecção bacteriana. Ela costuma se desenvolver depois de queimaduras, congelamentos ou ferimentos que envolvem esmagamento ou pressão sobre alguma parte do corpo capaz de cortar o fornecimento sanguíneo. O tecido morto e possivelmente infectado apresenta inchaço, bolhas e aparência “molhada” gerada por causa de pus.

As infecções das gangrenas úmidas podem se espalhar rapidamente pelo corpo, fazendo com que ela seja extremamente perigosa e ofereça risco de morte em alguns casos.

Além dessas, existem tipos de gangrenas gasosa (que afeta os músculos), interna (que afeta órgãos internos como os intestinos e o apêndice) e de Fournier (que afeta a região dos genitais e períneo).

Tratamentos para gangrenas envolvem a remoção do tecido morto, impedindo que as infecções se espalhem. Além disso, é fundamental tratar a condição que permitiu o desenvolvimento da gangrena. Quanto mais cedo chegar o tratamento, maiores são as chances de recuperação. Dependendo do tipo de gangrena, os tratamentos podem incluir cirurgia, terapia com larvas, antibióticos ou terapia com oxigenação da área.

A gangrena é uma condição médica séria que requer tratamento médico imediato. Enquanto a maioria das pessoas com gangrenas secas se recupera completamente com tratamentos, as que envolvem infecções podem ameaçar a vida. Se você tem algum tipo de dor inexplicável numa área do corpo, muita febre, alguma ferida que demora a se curar ou percebe mudança no tom de pele, pode ser importante procurar um médico.

12 filmes de suspense que você pode ver na Netflix

Matéria anterior

Será que você sabe o nome dessas bandas brasileiras? [Quiz]

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos