Curiosidades

Prefeitura emite decreto que torna o banho facultativo em dias frios

0

No momento, o Brasil tem um quarto poder da República: o frio. Em Ourinhos (SP), a Prefeitura da cidade publicou um “decreto” nas redes sociais que torna o banho uma prática facultativa. Ou seja, desde a última quarta-feira (18), os moradores não precisar entrar debaixo do chuveiro todos os dias por conta do frio que faz no interior de São Paulo.

Apesar da brincadeira, a intenção da postagem é alertar a população sobre a importância de se acionar o serviço de acolhimento social. Sendo assim, se o internauta notar alguém em situação de rua, ele deve ligar para a equipe de abordagem social. Esta vai dar abrigo ao indivíduo durante as frias noites paulistas deste mês de maio.

Fonte: Reprodução / Instagram

Decretado!

A Prefeitura de Ourinhos diz no decreto que: “em uso de sua atribuições legais, considerando as baixas temperaturas, informa que: o banho nessa semana passa a ser facultativo em todo território ourinhense”.

Em suma, a turma da comunicação do poder municipal está apenas  brincando, porém, o frio da cidade está muito sério. Desde o fim de semana, os moradores da cidade de 115 mil habitantes estão sentido as bruscas quedas de temperatura.

De acordo com Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a cidade registrou mínima de 6ºC e máxima de 18ºC. Já na quarta-feira, o frio foi ainda mais intenso, tendo 3ºC de mínima e 14ºC de máxima. Nesta quinta-feira, o município deu uma suave “esquentada”, com a menor temperatura sendo 7ºC.

Fonte: Social Marília

Ainda assim, a população tem mudado suas rotinas por conta do frio, e a prova disso está nos comentários da postagem sobre o decreto. Nesse sentido, uma mãe marca o próprio filho dizendo “chegou o seu dia”, dando a entender que o garoto não é muito fã de tomar banho.

Uma outra internauta chama a sua amiga para morar de novo em Ourinhos após a nova “legislação” do município. Por fim, um usuário do Instagram aplaude a qualidade do marketing da Prefeitura: “Se não é a Prefs mais marketeira do uniiiiiverrso, não sei quem é”.

Brincadeira séria

Ao passar a imagem do decreto para o lado, a população descobre qual a real intenção da postagem em tom de piada. É alertar para a importância dos moradores se envolverem no abrigo de pessoas que estão em situação de rua.

A princípio, o município conta com uma Equipe Especializada em Abordagem Social e Serviço de Acolhimento Institucional de Adultos e Famílias. Essa organização vai a pontos da cidade que costumam concentrar moradores de rua e oferece abrigo durante as noites frias da cidade.

Fonte: Reprodução / Instagram

Enquanto a abordagem é feita, essa equipe distribui cobertores e kits de lanches para os moradores de rua que não quiserem ir para o abrigo. Além disso, o grupo também fornece café da manha para as pessoas assistidas.

Sendo assim, a postagem do decreto busca convidar as pessoas a entrarem em contato com esse serviço social. Isso deve se dar quando um morador de rua é notado sem lugar para se abrigar durante as friagens. O telefone da equipe de atendimento é (14) 99605-6840.

Decreto goianiense

Por sua vez, a Prefeitura de Goiânia também brincou com o frio que atinge a cidade por conta da forte massa de ar polar que cruza o Brasil. Na rede social do poder municipal, a equipe de comunicação publicou um decreto que diz que a capital goiana pode ser chamada de Polo Norte do Cerrado. Afinal, nesta quinta-feira, a metrópole viu suas temperaturas chegarem a 4ºC, segundo o INMET.

Fonte: Reprodução / Instagram

Além disso, a “legislação” incentiva a doação de agasalhos e cobertores e o uso de máscaras assim que surgirem sintomas de gripe ou resfriado. Quanto às pamonhas, o decreto diz que elas devem ser pedidas já pela manhã. Assim, o goianiense não ficará sem essa comida típica local boa de se comer no frio.

O artigo 2º do texto informa que, do mesmo modo que Ourinhos (SP), o banho também passa a ser facultativo. Nesse sentido, a Prefeitura defende que todos os compromissos do fim de semana são livres para serem desmarcados caso a pessoa queira ficar debaixo da coberta. Por fim, o decreto proíbe, em parágrafo único, que se encoste a mão gelada em alguém próximo.

Fonte: G1, Metrópoles.

Luísa Sonza assina contrato de US$ 20 milhões com a Sony, afirma colunista

Matéria anterior

WhatsApp testa saída disfarçada de grupos

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos