Curiosidades

Qual é o voo mais curto do mundo?

0

O voo mais curto do mundo é o Loganair LM711. Ele recebeu o título pelo Guinness World Records. Porém, esse pequeno avião não é conhecido como uma experiência extremamente confortável. Isso porque os oito passageiros ficam apertados em um espaço do tamanho de uma Kombi. Além disso, o ruído do motor é implacável e não existe conforto a bordo.

Uma peculiaridade é que esse voo cobre cerca de 1,7 quilômetro, menos tempo do que leva a maioria dos aviões de passageiros a atingir a altitude de cruzeiro. Em um bom dia, com ventos favoráveis e bagagem leve, ele leva cerca de 53 segundos. A viagem é realizada de duas a três vezes por dia e liga Westray, uma ilha à beira do arquipélago Orkney, no norte da Escócia, à pequena ilha de Papa Westray.

Esse serviço é utilizado pelas 80 pessoas que vivem na ilha de quatro quilômetros quadrados. No verão, também pode ser usado por turistas que vão passar o dia na ilha. Para os visitantes, a viagem começa no aeroporto de Kirkwall, a capital de Orkney, na maior ilha do arquipélago, Mainland. Depois disso, é preciso pegar um voo de quinze minutos para Westray antes do último trecho. Já em Kirkwall, os passageiros embarcam pela primeira vez na cabine do Britten Norman BN-2 Islander da Loganair.

Devido ao pouco espaço da cabine, é possível escutar série de interruptores, mostradores e sons de rádio. Além disso, pode-se ver a rotação do altímetro analógico e a inclinação do horizonte no indicador de atitude devido à vista para fora da janela. No verão, é possível ver um patchwork de verde das terras agrícolas de Orkney alternados com as águas verdes-azuis do Atlântico ao voar sobre as ilhas de Gairsay e Rousay.

O voo

Barry Neild/CNN

O voo é conhecido por ser menor que o comprimento da pista de alguns aeroportos. Antes mesmo de levantar o voo, é possível ver pela janela onde irá aterrissar.

Já na hora do pouso, feito na pista principal de cascalho de Papa Westray, é possível observar a ilha ao redor. Em dias que o vento está soprando na direção errada, o pouso é feito em outras duas pistas, cobertas de grama e flores silvestres.

O voo custa US$ 20 (cerca de R$ 112) e tem como maior atração a ilha. Apesar dela não ter árvores e parecer deserta, a pequena Papa Westray é conhecida como um local mágico.

O local também possui lendas e fofocas. Uma delas é a descoberta de uma espada viking e as noites agitadas no centro da ilha. No local também possui trailers e casas móveis amarradas em blocos de pedra para impedir que elas voem com o vento. 

A ilha

Barry Neild/CNN

A ilha também possui pequenos chalés e grandes casas de campo. Além disso, várias hectares de terra arável cercadas por muros de pedra seca construídos à mão. Na ilha, há um muro pintado com listras vermelhas e brancas para marcá-lo como o fim da pista.

A maior fazenda do local é a Holland Farm, nela, uma trilha leva à costa e a um sítio arqueológico, a Knap of Howar, além de levar a uma casa de pedra de 5.000 anos de idade que seria a residência mais antiga da Europa. O local é aberto a todos.

Outro ponto alto é o St. Boniface, uma capela restaurada que a arquitetura em forma de degraus sugere influências hanseáticas da Europa continental. Enquanto isso, atrás da capela, o cemitério conta com uma capela cujo ocupante pode ter sido da nobreza.

Além do voo mais rápido do mundo, a ilha ainda possui um serviço de barco lento. Por isso, a ligação aérea para Kirkwall faz com que os serviços médicos e sociais essenciais possam ser rapidamente acessados. Outro fato é que para as crianças mais velhas, o avião é como uma van escolar.

Fonte: CNN

Deve-se triplicar casos de demência até 2050

Matéria anterior

Qual era o cardápio da família imperial brasileira?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos