Quem foram os 10 maiores hackers da história?

POR Fabiana Souza    EM Ciência e Tecnologia      22/09/15 às 19h22

É certo que a internet é um meio um tanto quanto vulnerável e não é muito recomendável sair distribuindo informações por ela. Além de estar acessível a qualquer pessoa do mundo, ainda existem os hackers, aquelas pessoas que se destacam por dedicarem a vida para descobrir e invadir sistemas de informação.

Preparamos uma lista com os 10 hackers mais perigosos do mundo pra te mostrar o quão a internet pode ser algo invasivo. Hoje, para o nosso bem, muitos desses rapazes não estão mais do "lado negro da força", mas já causaram dor de cabeça para muita gente por aí. Veja:

10. David L. Smith

10

Smith foi o responsável por tirar vários servidores de email do ar em 1999, gerando um prejuízo de mais de US$ 80 milhões. Após o ocorrido, David foi condenado a 10 anos prisão, porém, só cumpriu 2 anos e pagou multa de US$ 5 mil, após aceitar um convite para trabalhar no FBI.

Ele foi incumbido de obter conexões entre os autores de vírus novos, mantendo a atenção para a vulnerabilidades dos softwares e contribuindo para a captura dos invasores.

9. Robert Morris

9

Filho do cientista chefe do Centro Nacional de Segurança Computacional dos EUA, Morris teve a quem puxar. O filho "prodígio" criou um vírus em 1998 responsável por danificar 10% da internet da época, o equivalente a 6 mil computadores.

Robert também foi o primeiro a ser condenado através da lei de Abuso e Fraude de Computadores dos Estados Unidos. Porém, sua capacidade de trabalhar com softwares chamou a atenção da MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) e ele foi chamado para trabalhar no Laboratório de Inteligência Artificial, e nem mesmo chegou a cumprir a pena. Atualmente ele é considerado o mestre dos criadores de pragas virtuais.

8. Kevin Poulsen

HOLLYWOOD, CA - JANUARY 08: Journalist Kevin Poulsen arrives for the Premiere Of Universal Pictures And Legendary Pictures' "Blackhat" held at TCL Chinese Theatre IMAX on January 8, 2015 in Hollywood, California. (Photo by Albert L. Ortega/Getty Images)

Seu principal feito foi quando interceptou todas as linhas telefônicas da estação de rádio KIIS-FM, em 1990. O objetivo do hacker era ganhar o prêmio da emissora, um Porche novinho.

O prêmio funcionava em forma de sorteio, o 102º ouvinte que telefonasse ganharia o carro. O resultado: Após interceptar todas as linhas telefônicas da rádio, Kevin ganhou o prêmio. Contudo, o Porche veio acompanhado de 51 meses de prisão, que Poulsen cumpriu e hoje é diretor do site Security Focus e editor da Wired.

7. Onel de Guzman

7

Criador do vírus "I love you", que era enviado por email, o jovem conseguiu infectar cerca de 84 milhões de computadores. Quando o arquivo do email era aberto, automaticamente era enviado para todos os contatos da pessoa que o abriu.

Além de se multiplicar, o vírus corrompia arquivos dos computadores e absorvia informações. Fazendo com que o arquivo fosse aberto toda vez que a pessoa tentasse abrir um arquivo em MP3, por exemplo. O intrigante é que Onel espalhou o vírus em sinal de vingança. O projeto havia sido criado para um trabalho de escola, que foi rejeitado pelos professores do garoto. O preço por essa gracinha foi de mais de US$ 9 bilhões.

6. Vladimir Levin

6

O famoso ataque aos computadores do Citybank foi comandado por Vladimir. Que montou uma equipe de hackers e os orientou na invasão do sistema do banco. O ataque durou mais de uma semana até que enfim eles tiveram acesso à rede bancária.

Após conseguir se infiltrar na rede do banco, Vladimir e seus comparsas conseguiram o acesso da conta dos clientes e desviaram mais de US$ 10 milhões. Após o ataque, o hacker tentou fuga pelo Aeroporto de Heathorow, no Reino Unido e foi descoberto e preso pela Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal).

5. Jon Lech Johansen

5

Uma coisa é certa, os vendedores de DVDs piratas devem muito à Jon Lech. Quando tinha apenas 15 anos, Jon conseguiu burlar a proteção regional inserida nos DVDs comerciais, desvendando o seu código de proteção. Dando início a pirataria.

Quando o feito foi descoberto os pais de Jon foram processados (pois o garoto não tinha idade para responder um julgamento), contudo, conseguiram se livrar das acusações graças a uma alegação do juiz: "Como DVDs são objetos mais frágeis do que, por exemplo, livros, as pessoas deveriam ter a possibilidade de fazer uma cópia de segurança para uso pessoal." Hoje em dia, Jon trabalha para invadir os sistemas anticópias do Blu-Ray.

4. Jonathan James

44

Jonathan foi preso por invadir os computadores do Departamento de Defesa dos Estados Unidos e da NASA, em 1999. Isso tudo aos 15 anos de idade. James foi o primeiro adolescente a ser preso por crimes digitais nos Estados Unidos.

Oito anos após o crime James foi pego novamente, dessa vez acusado de um roubo de dados de clientes de várias lojas virtuais norte-americanas. Ele foi condenado e preso. Um ano após a prisão do rapaz, James suicidou-se em sua sela na prisão em 2008. Com o corpo foi encontrada uma carta com mais de 4 páginas. Na carta James dizia que não acreditava mais no sistema judiciário, pois não havia sido ele que teria cometido os crimes pelos quais estava pagando.

3. Raphael Gray

3

Gray foi um dos hackers mais criativos. Preso em março de 1999, com apenas 19 anos, o rapaz foi acusado de roubar 23 mil números de cartões de crédito. Os números eram roubados e divulgados nos sites que Gray criou, o "ecrackers.com" e o "freecreditcards.com".

Dentre os milhares de números divulgados, Gray afirmou que um deles era do bilionário Bill Gates, que foi publicado juntamente com os outros cartões, seguido dos telefones de sua casa.

2. Adrian Lamo

2

Adrian é conhecido por quebrar sistemas de computadores de alta segurança, como a Microsoft, Yahoo! e Excite@Home.

O norte-americano se tornou conhecido quando em 2003 conseguiu invadir o sistema do jornal The New York Times. A justificativa da invasão era apenas "se incluir na lista de colaboradores". Ou seja, o jovem conseguiu tripudiar em cima dos sistemas de segurança.

1. Kevin Mitnick

1

Kevin foi responsável por inúmeros crimes, um deles, inclusive, foi enganar o FBI, além de invadir vários computadores de operadoras de telefonia e provedores de internet em 1990. O americano já foi o cibercriminoso mais procurado do mundo.

Quando enfim conseguiram capturá-lo em 1995, Kevin cumpriu 5 anos de prisão após pagar fiança. O intrigante é que, mesmo depois de solto, nos primeiros 3 anos de liberdade, Kevin era proibido de acessar a internet. Hoje em dia, o famoso hacker é consultor de segurança digital, e participou, inclusive, do evento Campus Party 2010 no Brasil.

Fabiana Souza
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+