• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Quem herdou toda a fortuna de Hitler?

POR Bruno Destéfano    EM Curiosidades      30/07/19 às 18h14

"Creio que sou o único estadista do mundo que não possui uma conta bancária. Não tenho participação em nenhuma empresa e nem dividendos". Em seus discursos inflamados, Adolf Hitler não deixou de rememorar a sua imagem de homem comum, modesto e altruísta, dedicando corpo e alma à nação. O que não o impediu de desfilar diante da multidão em uma limusine da Mercedes-Benz com motorista e secretários particulares. O Führer teve um período menos próspero, especialmente depois de seu duplo fracasso nos exames de admissão na Academia de Belas Artes, em 1907 e 1908. Ele havia vivido por algum tempo no abrigo noturno de uma cidade. No entanto, é inegável a sua ascensão financeira e por isso perguntamos: quem herdou toda a fortuna de Hitler?

O Führer acumulou uma quantia impressionante em uma conta secreta, cuja soma poderia chegar aos bilhões de euros. No documentário A caça aos milhões perdidos de Hitler, há ainda mais detalhes das finanças do ditador.

Herman Rothman, um judeu alemão que cooperou com o serviço secreto britânico durante a Segunda Guerra Mundial, conta pela primeira vez como descobriu o testamento secreto de Hitler. Isso seria, inclusive, a prova de sua imensa fortuna.

Testamento e detalhes imprecisos

Quem herdou toda a fortuna de Hitler? Nos escritos, Hitler expôs suas motivações sobre o que fez e o que ainda planejava fazer. Mas em relação a seus bens, não havia muitos detalhes pertinentes. "O que possuo, pertence - se tiver algum valor - ao Partido, se este já não existe, ao Estado, se o Estado também for destruído, nenhuma outra decisão minha é necessária".

Investigações, documentários e relatórios calcularam o montante de suas finanças. No entanto, não foi possível chegar em um número específico. A falta de evidências concretas levantou outra questão. E o paradeiro de sua riqueza (os mais de US$ 350 milhões encontrados em contas a partir de uma investigação)?

Fortuna com o Mein Kampf

As vendas do Mein Kampf eram relativamente modestas. Em 1925, totalizaram 9 mil cópias. Mas, Adolf Hitler acabou infelizmente ascendendo como político e, assim, sua popularidade como autor explodiu país e mundo afora.

O número de livros vendidos ultrapassou 50 mil. Em 1933, foram vendidas 1 milhão de cópias pelo fato de que o livro se tornara leitura obrigatória nas escolas. Sem contar que emergiu um costume de que administrações municipais comprassem o livro e o dessem de presente aos recém-casados. Logo após o suicídio e a derrota dos nazistas, no entanto, os aliados confiscaram o patrimônio de Hitler.

Quem herdou toda a fortuna de Hitler?

Sua última vontade não poderia ser cumprida, porque o partido nazista foi abolido e o Estado nazista também deixara de existir. "Se o Estado também for destruído, nenhuma outra decisão minha é necessária". Segundo a BBC Brasil, foram os aliados que tomaram a decisão de transferir a propriedade de Hitler para a Bavária, local onde o Führer era um residente registrado.

Entretanto, a casa nas montanhas foi danificada por bombas e saqueada no final do conflito. O que restou foi destruído pelo governo da região para que se não tornasse uma atração turística. Com o passar do tempo, a Bavária tomou posse dos direitos autorais e impediu a publicação do livro em territórios de língua alemã e até cair no domínio público, em 2015.

Próxima Matéria
Bruno Destéfano
Escritor, fotógrafo e jornalista // Deixe que o conhecimento te revolucione de dentro para fora.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+