Curiosidades

Rover finalmente tirou fotos mais perto do cubo misterioso da lua

0

Recentemente, a lua se tornou um ponto de mistério. Ou melhor, não a lua, mas sim uma imagem feita pelo rover chinês Yutu 2, que viu um objeto estranho no horizonte.

A imagem era bastante borrada e o que se via parecia ser algo no formato de um cubo no meio de uma paisagem praticamente sem nada. O programa de divulgação da Administração Nacional do Espaço da China, Nosso Espaço, usou a rede social Weixin para se pronunciar sobre esse avistamento, eles se referiram a ele como uma “cabana misteriosa”.

“Foi uma casa construída por alienígenas após o pouso forçado? Ou é a espaçonave pioneira dos predecessores a explorar a Lua?”, especulou o post, mas claro que com um tom de brincadeira.

Contudo, agora esse misterioso cubo na lua não é mais um mistério. A revelação veio. Ele é, na realidade, uma rocha que nem mesmo tem o formato de um cubo. Nesse sentido, a Administração Espacial Nacional da China (CNSA) estimou que esse objeto estava a aproximadamente 80 metros de distância do rover.

Rover

Science Alert

 

Ademais, de acordo com o Nosso Espaço, iria demorar entre dois ou três meses para que o rover chegasse até o cubo. Contudo, depois de várias semanas de preparação e condução, o rover chegou perto o suficiente para ver que o cubo misterioso é, na verdade, somente uma pedra.

Uma coisa que se sabe é que a lua tem, em abundância, rochas. Na época do avsitamento do cubo não se sabia com certeza o que ele era. A resposta viria quando Yutu 2 conseguisse atingir uma distância média de 80 metros para examinar o objeto de perto.

A aparência geométrica com linhas bem definidas que ele apresentava visto de longe eram apenas um truque simples de perspectiva, luz e sombra. Em uma atualização postada na última sexta-feira, a Our Space publicou a última foto feita pelo rover desse cubo misterioso na lua.

Cubo

Science Alert

Um dos controladores do solo do rover observou que a rocha tem o formato de um coelho com pedras menores na sua frente que lembram uma cenoura. O nome do rover, Yutu, significa coelho de jade. Agora, esse também é o nome da rocha.

O Yutu-2 chegou na lua em janeiro de 2019, quando o módulo de pouso Chang’e-4 pousou na superfície lunar e abriu sua rampa para que o rover descesse. Essa foi a primeira missão a pousar do outro lado da lua.

Lua

Science Alert

Nesses três anos de missão, o Yutu-2 já andou mais de mil metros, usou seu radar de penetração no solo para revelar uma camada surpreendentemente profunda no solo lunar e também identificou rochas do manto lunar embaixo da crosta.

O rover é movido à energia solar e precisa ser desligado durante a noite lunar, que chega a durar semanas. Além de que, quando o sol está diretamente em acima da lua, ele também tem que ser desligado para não correr o risco de superaquecer.

Esse rover sobreviveu muito mais do que sua missão originalmente estava prevista para ser. Em teoria, o Yutu-2 duraria três meses na lua. Portanto, o rover teve muito tempo livre para caçar e analisar esse cubo misterioso.

Fonte: Science Alert

Imagens: Science Alert

7 lugares lendários que provavelmente não existem

Matéria anterior

Botos atacam filhotes na Amazônia

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos