Curiosidades

Simples mosquitos estão carregando vírus mortal nos EUA

0

O Condado de Orange, na Flórida, divulgou um aviso público para servir de alerta. Aparentemente, o Departamento de Saúde encontrou sinais do raro vírus que tende a infectar estruturas cerebrais (EEEV). Várias galinhas contraíram EEEV, que pode se espalhar para humanos por meio de mosquitos e causar infecção e inchaço no cérebro. Essas galinhas são testadas regularmente quanto ao vírus do Nilo Ocidental e ao EEEV. A aplicação no sangue delas pode confirmar a presença das doenças, porém as galinhas não sofrem os efeitos dos vírus. Após os testes positivos para as galinhas no Condado de Orange, o Departamento de Saúde disse que “o risco de transmissão para os seres humanos aumentou”. E o pior: simples mosquitos estão carregando vírus mortal nos EUA.

A EEEV (vírus da encefalite equina do leste) é uma infecção particularmente rara. Tende a se espalhar em áreas remotas e pantanosas. Ou seja, longe da civilização humana. No entanto, quando a doença atinge o sistema imunológico da pessoa… isso pode se tornar mais grave do que o esperado. Gizmodo relata que a picada de um mosquito infectado pode causar um inchaço cerebral grave e fatal em questão de dias.

Detalhes sobre o vírus da encefalite equina do leste

Pelo visto, simples mosquitos estão carregando vírus mortal nos EUA. Autoridades de saúde da Flórida estão alertando as pessoas para se protegerem de doenças transmitidas por mosquitos, dizendo que “o risco de transmissão para humanos aumentou”. De acordo com a CNN, o Departamento de Saúde da Flórida confirmou as especulações. Funcionários do órgão descobriram EEEV em um bando de galinhas, que os governos locais usam para monitorar e rastrear doenças infecciosas.

EEEV é uma infecção rara, mas grave. É transmitida pela picada de um mosquito infectado. A doença pode causar encefalite ou inchaço do cérebro e às vezes pode ser fatal. Cerca de 30% das pessoas que contraem EEEV morrem, de acordo com o Centros de Controle e Prevenção de Doenças. Aproximadamente sete casos em humanos são relatados a cada ano. Muitos sobreviventes têm problemas neurológicos ao longo do processo.

Os cientistas ainda precisam descobrir uma vacina ou tratamento para a doença, o que representa um problema para o Condado de Orange e a Flórida como um todo. Segundo o Gizmodo, se os testes quanto ao EEEV nas galinhas sentinelas deram positivo, isso significa que as infecções humanas podem vir logo atrás. Até porque esses animais estão sendo picados pelos mosquitos que portam o vírus.

Sintomas e prevenção

Os sintomas aparecem cerca de 4 a 10 dias após a infecção. Podem incluir febre alta, calafrios, vômitos e início súbito de dor de cabeça. Também é possível sentir desorientação, convulsões e ter coma. Muitos sobreviventes experimentarão problemas neurológicos contínuos, de acordo com o CDC. A doença também pode infectar vários animais, incluindo mamíferos, répteis e aves.

O alerta também informou uma série de medidas que as pessoas podem tomar para evitar a proliferação dos mosquitos. Especialistas dizem que a melhor maneira de evitar vírus é se livrando de água parada em casa e no quintal.

O uso de telas para cobrir portas e janelas é extremamente recomendado. Além, também é importante usar repelente e cobrir toda a pele com roupas. Uma das principais medidas para os habitantes do condado e arredores, ao menos por enquanto, seria evitar o ar livre entre o crepúsculo e o amanhecer.

Chinesas são hospitalizadas após participarem de desafio de 1000 agachamentos

Matéria anterior

Conheça o curioso ”Darwinismo quântico”

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.