A trágica história do maior sacrifício em massa de crianças

POR Gustavo Camargo    EM História      27/04/18 às 14h01

Desde os primórdios, o sacrifício esteve presente em grande parte das culturas antigas. Recentemente no Peru, foi descoberto o que muitos estudiosos estão considerando como o maior sacrifício em massa de crianças do mundo, que teria acontecido a 550 anos.

Arqueólogos encontram restos de mais de 140 crianças e 200 lhamas, que teriam sido oferecidas em um ritual. Tudo em um penhasco com vista para o Oceano Pacífico, o que era então capital do Império Chimú, norte do Peru.

Toda a investigação está em andamento, sendo feita por uma equipe de colaboração internacional, liderada por Gabriel Prieto, da Universidade Nacional de Trujillo e John Verano, da Universidade de Tulano. Mais informações da descoberta deve ser informadas ao longo dos dias.

De início, foram encontrados restos mortais de 42 crianças e 76 lhamas foram encontrados em Las Llamas em 2011. Nativo e arqueólogo de Huanchaco, Prieto estava escavando um templo de 3.500 anos na estrada do local do sacrifício, quando moradores locais o alertaram de restos humanos erodindo das dunas costeiras próximas pela primeira vez.

Toda a pesquisa

O tempo passou e, em 2016, mais de 140 restos de crianças foram encontrados, junto de cordas e tecidos têxteis que datam o sacrifício entre 1400 e 1450 d.C.

Os exemplares encontrados mostram os esqueletos com evidentes de cortes no esterno, bem como deslocamentos de costela. Isso sugere que os peitos das vítimas foram abertos e separados. O que surpreende os estudiosos é a falta de cortes hesitantes. Isso indica que tudo foi feito por pessoas treinadas. "É um assassinato em forma de ritual e muito sistemático", disse Verano.

Perto dali, o resto de três adultos, um homem e duas mulheres foram encontrados. Ele possuem sinais de traumatismo na cabeça e falta de bens. Isso levou os pesquisadores a suspeitar que eles podem ter desempenhado um papel no evento de sacrifício e foram mortos pouco tempo depois.

sacrifício

E aí, o que acharam da matéria? Comenta aí e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.

Via   Nationalgeographic     Istoe     hypescience  
Gustavo Camargo
A verdade é que eu queria ser astronauta, mas na minha cidade ainda não tem a escolinha. Instagram: gustavoloopi

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+