Curiosidades

Túmulos antigos e recinto estranho foram descobertos em Stonehenge

0

A arqueologia é a ciência responsável por estudar culturas e civilizações do passado. E através das descobertas arqueológicas, vestígios de antigas sociedades, culturas e fósseis de animais são descobertos. Diversos estudiosos dedicam suas vidas em busca de objetos, fósseis e detalhes do passado.

E o trabalho arqueológico, antes da construção de um túnel rodoviário ao lado de Stonehenge, revelou túmulos antigos incluindo alguns com restos mortais de um bebê datado de mais de 4.500 anos. Além de um estranho recinto de terra, cerâmica pré-histórica e outros tesouros enterrados.

Algumas dessas descobertas podem ter sido usadas pelas pessoas que construíram o misterioso monumento. E todas elas mostram que a região foi habitada por diferentes povos antigos por milhares de anos.

“Coletivamente, as descobertas nos permitem construir uma imagem cada vez mais detalhada do que as pessoas estavam fazendo e como viviam na área ao redor de Stonehenge”, disse Matt Leivers, arqueólogo consultor da Wessex Archaeology.

Descobertas

As autoridades britânicas tinham incumbido a Wessex Archaeology de fazer uma investigação completa das terras acima da rodovia subterrânea, que estava para ser construída.

Para fazer essa investigação, os arqueólogos caminharam pelos campos e criaram trincheiras e fossos para testar vestígios arqueológicos e artefatos na faixa de três quilômetros de extensão onde o túnel foi planejado.

A equipe se orientou por levantamentos aéreos e usou equipamentos de levantamento geofísico para procurar terrenos perturbados por escavações e estruturas no passado distante.

Essas últimas descobertas foram feitas durante estudos preliminares da área, antes de escavações arqueológicas completas que durarão 18 meses.

Entre essas últimas descobertas feitas, estão várias sepulturas, que foram descobertas somente a sudoeste do círculo de Stonehenge. Acredita-se que os túmulos são  da cultura Beaker, que tem esse nome por conta da sua prática de enterrar  os mortos com recipientes de cerâmica no formato de um sino.

O povo Beaker viveu na Europa Ocidental entre 4.800 e 3.800 anos atrás. Esse foi o período calclítico, que foi quando as primeiras ferramentas de cobre entraram em uso.

Artefatos

Os pesquisadores encontraram, em um dos túmulos, um pote simples ao lado dos restos mortais de um bebê. E um poço próximo a esse tinha os ossos de uma mulher que morreu na faixa dos 20 anos. O corpo dela está agachado ao redor de uma panela ou copo relativamente ornamentado.

Além disso, no túmulo dessa mulher também foi encontrado um fragmento de um furador ou agulha de cobre,  e um objeto de xisto cilíndrico misterioso. Talvez ele fosse parte de um bastão  ou porrete.

Os pesquisadores acreditam que esses dois túmulos tenham cerca de 4.500 anos. O que os dataria da mesma época das “pedras azuis” menores que ficam em volta e dentro do círculo principal de arenito de Stonehenge.

Ao longo da rota, também foram encontrados outras parte de artefatos antigos enterrados, incluindo vasos de cerâmica, pederneiras e chifres de veado.

“Stonehenge foi construído durante um longo período de tempo. Mesmo as fases individuais de sua construção poderiam levar anos ou décadas para serem concluídas. É totalmente concebível que as pessoas que deixaram essas coisas para trás ou que foram enterradas nas proximidades tenham algum papel na construção de Stonehenge”, disse Leivers.

7 patrimônios mundiais que ficam no Brasil

Matéria anterior

Atleta corre descalço meia maratona na neve para quebrar recorde do Guinness

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos