Você já deve ter ouvido falar do Stonehenge, assim como a maior parte do mundo. Este trata-se de uma estrutura composta, formada por alguns círculos concêntricos de pedras. Alguns deles chegam a medir 5 metros de altura e seu peso pode ultrapassar 40 toneladas. Tema de alguns documentários, músicas e demais produções, o Stonehenge é mundialmente famoso e está localizado no Reino Unido, na Europa. Diversas pessoas do mundo inteiro viajam até o local para prestigiarem tudo de perto e há eventos importantes e marcantes por lá. Um exemplo disso é o nascer do Sol no dia 21 de junho de cada ano. Nessa data, em específico, nossa estrela principal nasce em perfeita exatidão sob a pedra principal.

Há muitos segredos envolvendo o Stonehenge. Um dos maiores segredos é: como as pedras foram arrastadas até o local e como foram colocadas nessas posições. Há teorias da conspiração que dizem que as pedras foram movidas por extra-terrestres. Já quem acredite que um forte furacão foi o responsável por arrastá-las até o local. Recentemente, estudiosos entraram nessa questão novamente e um estudo revelou a verdadeira forma de deslocamento das pedras. E foi pensando nisso, que resolvemos trazer para você essa matéria, caro leitor. Confira conosco a seguir e surpreenda-se.

Estudo reforça teoria a respeito do transporte das pedras do Stonehenge

Publicidade
continue a leitura

Os enormes blocos de pedra que compõe o Stonehenge, localizado em Wiltshire, sul da Inglaterra, foram transportados até o local por via terrestre. Isso, de acordo com análises mineralógicas realizadas por cientistas britânicos. A conclusão do estudo foi publicada na edição de agosto do Journal of Archaelogical Science e vai contra uma antiga teoria. Essa amplamente aceita anteriormente diz que a matéria-prima do monumento foi levada do País de Gales, por meio do Canal de Bristol.

Publicidade
continue a leitura

Construído entre 3000 e 2000 a.C., esse monumento teria sido criado utilizando uma mistura de pedras locais e de origem distante. A Pedra do Altar é um exemplo. Trata-se de um bloco de 2 metros de largura que pesa cerca de 5,5 toneladas. A pedra está parcialmente escondida sob duas outras pedras do monumento. Segundo estudos, sua composição teria origem em uma pedreira em Milford Haven, noroeste do País de Gales.

Publicidade
continue a leitura

O novo estudo, no entanto, indica que a composição de minerais na Pedra do Altar não combina com a matéria prima da pedreira. Essa teria ligação com o mineral presente na área onde encontra-se a cidade de Abergavenny, leste do país. Alguns cientistas já teorizavam que as pedras do Stonehenge não eram do País de Gales. Eles mostraram isso em um artigo publicado na Antiquity em 2019. Essa equipe defendia que a matéria-prima não fora extraída de Milford Haven. Sendo assim, estima-se fortemente que essas pedras foram arrastadas, de alguma forma, até o local.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Publicado em: 10/07/20 16h11