A verdadeira razão que fez a Coreia do Norte parar os testes nucleares é assustadora

POR Isabela Ferreira    EM Mundo Afora      28/04/18 às 17h48

Coreia do Norte, liderada pelo ditador King Jong-un, era bastante conhecida por fazer testes nucleares. Inclusive, chamou atenção de todo o mundo e até mesmo da ONU, indicando que poderíamos estar correndo algum tipo de perigo. No entanto, o país norte coreano decidiu cessar seus testes de tal natureza no outono passado, e ninguém havia entendido muito bem o que aconteceu. Mas os motivos para isso podem finalmente ter sido revelados.

É provável que a montanha de Punggye-ri, local que era usado para a execução dos testes nucleares, tenha entrado em colapso. Isso teria acontecido justamente durante o último teste que foi conduzido no outono. Tal acontecimento teria provocado grande preocupação em relação a precipitações radioativas e catástrofes ambientais, de acordo com geólogos da Universidade de Ciência e Tecnologia da China.

A notícia veio em menos de uma semana, após Kim Jong-un anunciar que seu país suspenderia os testes nucleares e lançamentos de mísseis antes de fazer reuniões com a Coreia do Sul e Estados Unidos, o que sugeria uma alternativa para fechar o local. No entanto, um estudo que será publicado no Geoophysical Research Letters, afirma: "O colapso do local exige um monitoramento próximo e contínuo dos materiais radioativos do local de testes nucleares".

Informações adicionais

Não é novidade que as explosões nucleares liberam imensa quantidade de energia e calor. Dessa forma, os pesquisadores dizem que após a explosão do teste conduzido em 3 de setembro, foi criada uma cavidade e uma "chaminé danificada de pedras" próximo ao Monte Mantap. Isso poderia estar liberando radioatividade. E bem, vale mencionar que o referido teste foi um dos mais poderosos já efetuados na Coreia do Norte.

Cientistas coletaram dados sísmicos da região. Concluíram que a área foi amplamente afetada pelo estresse tectônico, à medida que falhas tectônicas até então inativas, apresentaram estado alarmante, consideradas como "falhas críticas". Isso quer dizer que futuros testes nucleares ou qualquer outro tipo de perturbação no local, poderiam provocar terremotos altamente destrutivos.

Ainda segundo o estudo: "Dada a história dos testes nucleares que a Coreia do Norte realizou sob essa montanha... Outro teste de rendimento similar produziria colapsos em uma escala ainda maior... O que poderia criar uma catástrofe ambiental". Essas descobertas apenas comprovaram o que cientistas já suspeitavam. Eles acreditavam que os eventos tectônicos haviam sido criados por ações humanas... E não como uma eventualidade natural.

A grande questão é que materiais radioativos não foram coletados entre a fronteira da Coreia do Norte com a china. No entanto, autoridades chinesas tem medo que uma nuvem de radioatividade possa estar vazando pelas rachaduras da montanha danificada... O que poderia representar um risco de saúde para todos que estão por perto.

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Via   IFL Science     AP News  
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+