Você usou desodorante errado a vida inteira! Entenda o porquê

POR A redação    EM Ciência e Tecnologia      28/07/15 às 08h54

Desodorante é um dos itens básicos quando se trata de cuidados com higiene, não é mesmo? Ele tem como principal objetivo prevenir os odores causados por nosso organismo enquanto transpiramos. No caso dos "antitranspirantes", os mais utilizados, além disso, eles bloqueiam cerca de 50% das glândulas sudoríparas do nosso corpo para reduzir as toxinas.

As pessoas costumam ter o hábito de logo pela manhã, aplicarem o desodorante e seguir com suas rotinas. É aí que está o erro. O problema com a aplicação de manhã é que seu corpo vai suar antes que o antitranspirante tenha tempo para bloquear os canais responsáveis pelo suor. Assim, você continua suando pelo resto do dia.

O mais recomendado é que o produto seja aplicado antes de dormir. Ao aplicar à noite, o antitranspirante tem tempo para agir nos canais responsáveis pela transpiração. Uma vez que o antitranspirante tenha tido tempo para fazer efeito, ele pode durar até 24 horas, mesmo que você tome um banho durante esse intervalo.

História

1

O primeiro desodorante comercializado se chamava "Mum" e foi inventado no século 19 por um inventor da Filadélfia, Pensilvânia de nome desconhecido. O desodorante como conhecemos hoje foi inventado e patenteado por Jules Montenier em 28 de janeiro de 1941 chamado "Stopette".

Antes dessas invenções, já existiam indícios de que o desodorante embaixo dos braços já era usado na península ibérica de Al-Andalus no século IX. Entre 1942 e 1957 o mercado de desodorantes aumentou 600 vezes e se tornou um mercado de US$ 70 milhões.

O produto era originalmente comercializado para as mulheres mas por volta de 1957 o mercado havia se expandido para usuários do sexo masculino. Estimativas eram de que 50% dos homens estavam usando desodorantes até essa data. Atualmente, essa indústria movimenta bilhões de dólares.

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+