Entretenimento

10 maiores bilheterias do cinema brasileiro

0

cinema brasileiro existe desde julho de 1896. Em seus mais de 120 anos de história, ele teve momentos de grande repercussão internacional, como na época do Cinema Novo. Na primeira década do século XXI, a atividade cinematográfica no Brasil envolveu pouco mais de 2 mil salas, que vendem uma média de 100 milhões de ingressos anuais, dos quais entre 15 e 20% são para filmes brasileiros.

produção nacional tem mantido uma média de 90 a 100 filmes de longa-metragem por ano, sendo que nem todos conseguem lançamento comercial. Quem diz que o Brasil não faz excelentes filmes, realmente não sabe o que está dizendo. E não é de hoje que o Brasil faz bons filmes. E mesmo com toda a dificuldade, espaço e orçamento bem menores que os filmes de Hollywood, as produções brasileiras não deixam a desejar quando o assunto é qualidade.

Além disso, as produções nacionais contam histórias com as quais várias parcelas da população podem se identificar. Mesmo com vários problemas, o cinema nacional resiste e entrega grandes produções. Mostramos aqui quais foram os filmes nacionais que tiveram as maiores bilheterias.

1° – Nada a perder: Contra tudo. Por Todos

O filme é atualmente o filme nacional que teve mais venda de ingressos. Ao todo foram vendidos 12.184,373 ingressos. Ele foi dirigido por Alexandre Avancini e produzido pela Record Filmes.
O longa conta a história do bispo da Igreja Universal, Edir Macedo. A produção foi criticada por não mostrar as polêmicas da vida do bispo. Além disso, a imprensa acusou a Igreja Universal de comprar lotes de ingressos para distribuir para seus fiéis.

2° – Minha Mãe é uma Peça 3

O terceiro filme dessa trilogia de Paulo Gustavo conseguiu o segundo lugar de maior bilheteria do país em fevereiro de 2020. O longa foi dirigido por Susana Garcia conseguiu 11,4 milhões de espectadores.

3° – Os Dez Mandamentos – O Filme

Esse filme foi uma adaptação da novela da Record de mesmo nome. Ele teve a terceira maior bilheteria do cinema nacional com 11.305,479 ingressos vendidos. Contudo, de acordo com a Folha de São Paaulo, as salas de cinema estavam vazias.
O filme se baseia em histórias bíblicas. Ele foi bem criticado por conta dos cenários, roteiro e som. Mas os efeitos especiais receberam críticas positivas.

4° – Tropa de Elite 2: O inimigo agora é outro

O filme dirigido por José Padilha é protagonizado por Wagner Moura. Ele conseguiu uma bilheteria de  11.146.723 espectadores. Nessa segunda parte da história é mostrado o envolvimento de políticos nos conflitos entre policiais e milícias no Rio de Janeiro.

5° – Dona Flor e seus Dois Maridos

Esse longa de 1976 é o quinto filme nacional com maior bilheteria. Ao todo foram 10.735,524 de ingressos vendidos. O longa estrelado por Sônia Braga, José Wilker e Mauro Mendonça é baseado na obra de Jorge Amado.
Além de ter tido uma grande bilheteria, “Dona Flor e seus Dois Maridos” é considerado um dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos pela Abraccine. O enredo mostra uma professora que recebe visitas do espírito do seu falecido marido enquanto está casado com outro.

6° – Minha Mãe é uma Peça 2

O segundo filme dessa franquia foi dirigido por César Rodrigues e teve o roteiro de Paulo Gustavo. O longa vendeu mais de nove milhões de ingressos. Nele, Dona Hermínia é uma famosa apresentadora de televisão que tem que lidar com um neto, uma tia doente e a volta de uma de suas irmãs para o Brasil.

7° – A Dama da Lotação

Esse filme é um drama erótico, de 1978, dirigido por Neville d’Almeida. Ele é baseado em um conto de Nelson Rodrigues e vendeu um total de 6.509,134 de ingressos.

8° – Nada a Perder

O longa de 2019 é a sequência cinebiográfica do bispo Edir Macedo. O filme foi dirigido por Alexandre Avancine. No enredo, depois que Edir saiu da cadeia ele enfrenta acontecimentos como o desabamento do teto de uma igreja, a doença da sua mãe e fiéis perseguidos.

9° – Se Eu fosse Você 2

A comédia protagonizada por Glória Pires e Tony Ramos foi dirigida por Daniel Filho. O filme teve uma bilheteria de 6.137,345 espectadores. Nessa sequência, os protagonistas trocam de novo de corpo  tem que lidar com a gravidez da filha de 18 anos e organizar um casamento.

10° – O Trapalhão nas Minas do Rei Salomão

O filme de 1977, protagonizado por Renato Aragão, Dedé Santana e Mussum, foi o décimo filme mais visto no Brasil. O longa foi dirigido por J.B. Tnalo e teve quase 5,8 milhões de espectadores nos cinemas.

Americano morre enterrado vivo após abrir um túmulo

Matéria anterior

Angelina Jolie vende quadro pintado por Winston Churchill por mais de US$ 11,5 milhões

Próxima matéria

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.