10 mitos ridículos sobre o espaço que todo mundo acredita

POR Thamyris Fernandes    EM Ciência e Tecnologia      17/12/14 às 15h55

Boatos e mitos fazem parte de nosso cotidiano e, às vezes, a gente nem percebe que tudo se trata de uma história infundada. Isso acontece, especificamente com assunto que a maioria não conhece ou que não conhece explicar, como no caso dos astros e fenômenos que estão por aí, fora do alcance de nossos olhos, muito acima da atmosfera de nosso planeta.

Mas, mesmo que muitos desses mitos tenham se tornado verdades populares, é preciso começar a chamar atenção das pessoas para a versão real dos fatos. A matéria de hoje, aliás, tem como objetivo desvendar mitos ridículos sobre o espaço que você  e muitas outras pessoas acabam acreditando, mas que são verdadeiras farsas, muitas delas inventadas por Hollywood.

Confira a lista:

1. O ser humano explode no espaço

1

Mentira! Essa história de que as pessoas explodem se foram ao espaço sem as roupas adequadas de astronautas não é verdade. Essa foi uma conversa furada, inventada pelos filmes de Hollywood para tornar as tramas mais interessantes e, literalmente, bombásticas. Claro que, se exposta ao espaço sem equipamentos de proteção - por mais de meio minuto - a pessoa morre de qualquer forma, mas de asfixia.

2. Vênus é semelhante à Terra

2

Outro mito que foi espalhado por falta de conhecimento. Na época que essa conversa foi espalhada, a NASA ainda não havia explorado o planeta e havia indícios de que, além do tamanho parecido, os planetas poderiam ser semelhantes também em outros aspectos. Bastou uma sonda ser enviada, então, até Vênus para que os cientistas percebessem o quão espessa e mortal a superfície desse planeta poderia ser.

3. O sol é uma bola incandescente

3

O sol realmente brilha e emite calor, mas essas não são reações causadas por fogo, como o que usamos aqui na Terra. O que faz o sol nos aquecer e iluminar é a reação nuclear que acontece em toda sua extensão, que também causa combustão.

4. A cor do sol é amarela

4

É difícil de acreditar, mas a verdadeira cor do Sol é branca. Segundo os especialistas, ele aparece amarelo em no céu devido à influência de nossa atmosfera, que modifica sua cor. Isso porque, conforme explicam, a coloração das estrelas depende muito de suas temperaturas: as frias começam com uma cor marrom, que passa para o vermelho escuro e aumenta de intensidade à medida que ficam mais quentes.

As estrelas quentes, por outro lado, vão ficando mais claras à medida que se mostram ainda mais aquecidas. A superfície de uma estrela de 10 mil Kelvin, por exemplo, é azul. O sol, que tem uma temperatura média de 6 mil Kelvin está no meio termo e, assim, sua cor é branca.

Aliás, estamos tão acostumados a dizer que o sol é amarelo que até mesmo nos registros espaciais, os cientistas costumam alterar a tonalidade da estrela, a fim de que as pessoas a identifiquem sem dificuldades.

5. No verão, a Terra fica mais próxima do sol

6

A verdade é que há um entendimento bastante errado sobre a forma como se dão as estações do ano. A Terra, não fica mais próxima ao sol durante o verão. O que acontece é que seu eixo orbital fica mais inclinado, no sentido da estrela.

Mas é verdade que, às vezes, a Terra realmente fica mais próxima ou mais distante do Sol ao longo do ano. A proximidade entre os corpos, por exemplo, que costuma ser de 150 milhões de quilômetros, pode reduzir durante o periélio (período de maior proximidade), a distância entre nosso planeta e a Terra reduz para 147 milhões de quilômetros. No afélio (menor proximidade) a distância que separa os dois corpos celestes cresce e ultrapassa os 152 milhões de quilômetros. No entanto, como falamos acima, não é isso que origina as estações do ano.

6. A lua tem um lado escuro

7

Não, isso não é verdade. A ideia de que uma face da lua é sempre imersa na escuridão é complemente errada. Todos os lados da lua recebem luz solar em vários pontos, até porque, como nosso satélite natural, a força gravitacional da lua é exercida pela Terra. Isso, para quem não entendeu, significa que ela tem sempre o mesmo lado voltado para nós, não para o sol.

7. Som no espaço

8

Nenhuma explosão ou outro som jamais poderia ser ouvido no espaço, como mostram os filmes hollywoodianos. Isso porque, fora da atmosfera, as ondas sonoras simplesmente não conseguem se propagar. No entanto, se você for para marte, por exemplo, o som voltará a ser ouvido, mas em uma frequência mais aguda que aqui, na Terra, devido às diferenças exercidas pela atmosfera desse outro planeta.

8. Não é possível viajar através de um cinturão de asteroides

9

Esse é um outro grande mito. Na verdade, ao contrário do que é mostrado em Star Wars, não há problema algum em atravessar um cinturão de asteroides, caso você tenha uma nave espacial. Isso porque, mesmo que esses cinturões conte com milhões de asteroides, seria preciso ser a pessoa mais azarada do mundo para colidir com um, já que o espaço é gigantesco e as coisas estão muito mais distantes e se mostram muito menos do que realmente imaginamos.

9. Dá para ver a Muralha da China do espaço

11

Bom, não que essa seja uma completa mentira, mas para ver a Grande Muralha do espaço seria preciso usar instrumentos ópticos, como no caso de astronautas como Gene Cernam, que afirmou ter visto o monumento. Só para explicar direitinho, não dá para ver essa construção gigantesca porque ela tem proporções muito estreitas, além de ter sido erguida com blocos de pedra de cores muito semelhantes ao do solo, visto do espaço.

10. O homem não foi à lua

10

Foi sim! Pelo menos é isso que cientistas lutam para provar, apesar de todos os boatos, que estão por aí há décadas. Mas, essa é uma história que você confere nesse link, onde você vai conhecer a prova definitiva de que essa viagem realmente aconteceu.

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+