10 músicas que causaram polêmica ao serem banidas

POR Natália Pereira    EM Curiosidades      18/01/18 às 18h28

A censura já impediu que muitas coisas fossem veiculadas em todo o mundo. Sendo as manifestações artísticas e jornalísticas as mais restritas de todos os tempo. E as músicas não podiam ficar fora dessa, não é mesmo? Para aqueles que pensam que essas coisas não chegaram a atingir realmente o Brasil, é bom saber que você está enganado quanto a isso. A própria ditadura militar brasileira foi responsável por um grande número de censuras. Dentre elas muitas músicas marcantes, das quais citaremos aqui.

Temas como o sexo, violência, drogas, política e religião sempre foram polêmicos. Sendo um grande tabu durante muito tempo. A ponto de fazer com que alguns desses conteúdos, principalmente aqueles divergentes do comportamento esperado pelo período, fossem taxados como impróprios e consequentemente tiveram suas exibições proibidas. Felizmente, hoje em dia, temos a possibilidade de revermos esses conteúdos de forma mais livre. E é por isso que montamos essa lista com algumas músicas que já foram vetadas em alguma parte do mundo.

1. Tom Petty - You Don't Know How It Feels (1994)

A música que fala "vamos enrolar outro baseado" foi cesurada devido fazer apologia ao uso de drogas. Alguns canais, como a MTV, chegaram a alterar a parte onde se diz "baseado" na música.

2. The Game - Red Nation (2011)

O estilo de vida dos gangster representado na música fez com que algumas estações de rádio e canais como a MTV e BET não a veiculassem. O rapper se manifestou dizendo que isso não impediu que a música fizesse sucesso e que até desejava que outras músicas dele fossem censuradas para obter a mesma popularização. Ela chegou a receber mais de 30 milhões de visualizações.

3. The Shirelles - Will You Still Love Me Tomorrow (1960)

A música foi feita como uma forma das mulheres se expressarem sobre os famosos encontros de uma noite só. Apesar de ter alcançado primeiro lugar em muitos tópicos, ela acabou sendo retirada de algumas estações de rádio por seu "conteúdo sexual". Carregando o nome "Você ainda me amará amanhã" como uma contestação ao comportamento masculino. Apesar disso a música ainda vendeu milhões de cópias.

4. Lady Gaga - Judas (2011)

Se você é fã da cantora, pode ficar desapontado ao saber que muitas rádios acabaram proibindo a veiculação da música devido ao conteúdo sugestivo. Os problemas de censura enfrentados por ela rodaram o mundo e a sua música Judas foi banida no Líbano por ser considerada ofensiva a religião cristã.

5. Loretta Lynn - The Pill (1975)

A música foi completamente reprovada na época por tratar do controle de natalidade. Diversas estações de rádio impediram a sua veiculação e ela foi considerada imprópria por grande parte da população.

6. MIA - Paper Planes (2007)

A música fez muito sucesso quando foi lançada e você provavelmente já a escutou. Pode não fazer sentido para muitos mas a música chegou a ser censurada na MTV por causa dos sons de tiro ao fundo.

7. Jadakiss - Why (2004)

Inicialmente a música foi censurada por estações de rádio e até pela MTV por dar a entender que o presidente Bush estaria envolvido com o 11 de setembro. Uma edição foi feita pela própria gravadora do cantor, Interscope, e enviada para a MTV.

8. Olivia Newton John - Physical (1981)

A música de Olivia foi considerada imprópria e proibida por algumas estações de rádio devido seu conteúdo sexual. Algumas partes como "Não resta mais nada para falar a menos que seja horizontalmente" foram censuradas. Emissoras de televisão, como a MTV, também baniram seu vídeo por apresentar um casal gay de mãos dadas ao final.

9. Geraldo Vandré - Pra Não Dizer Que Não Falei Das Flores (1968)

Não podíamos deixar a clássico brasileiro de fora. A música que faz referência a ditadura militar do Brasil foi proibida na época e causou muita polêmica. Os envolvidos com sua criação chegaram a ser reprimidos pelo governo e tiveram seus apartamentos revistados. Além de enfrentarem diversos outros problemas.

10. Chico Buarque - Cálice (1973)

A música usava o duplo sentido da palavra para exibir sua ideia. Seu título original "Cale-se" Foi alterado para "Cálice" e referia-se a censura e a repressão do período. Percebida através da frase "Pai, afasta de mim este cálice". Apesar de ter sido inicialmente aprovada seu microfone foi cortado pelos militares durante uma apresentação no palácio das Convenções do Anhembi depois que perceberam o seu verdadeiro significado.

Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+