4 fatos assustadores por trás de pontos turísticos famosos

POR Ultra Curioso    EM Lugares & Construções      23/09/15 às 08h45

Existe um ditado que diz "quem não valoriza seu passado, não pode construir seu futuro", o que é uma completa verdade já que toda atitude que tomamos na vida é baseada em nossas próprias experiências. Por isso, é sempre essencial que olhemos para nossa história para que nosso futuro seja construído de forma sólida e benéfica.

Entretanto, há sempre aqueles que erraram tanto no passado que preferem simplesmente esquecê-lo, apagá-lo. E isso não se aplica apenas à história das pessoas. Alguns monumentos, cidades e até países possuem uma história de construção tão macabra e chocante que ela acaba sendo moldada e 'suavizada' com o passar das gerações, e é quando os vilões viram mocinhos e o "sangue vira vinho".

O Ultra Curioso vai te mostrar agora 4 fatos assustadores por trás de pontos turísticos famosos, aqueles que tiveram o passado totalmente abafado para que não fosse quebrada a beleza e o encanto que os mesmos ostentam atualmente. E você, conhecia a história de algum deles?

1. Minneapolis, a cidade antissemita

minneapolis eye candy

Minneapolis é a cidade mais populosa do estado de Minnesota, EUA, e é famosa pela afabilidade dos cidadãos e pela beleza da cidade no inverno, quando esta fica coberta de neve alva. Entretanto, a cidade nem sempre foi um lugar agradável para se morar - pelo menos não para os judeus.

A cidade tem várias leis que visam combater o preconceito e a intolerância, mas antes da promulgação destas nos ano de 1968, o lugar era um poço de preconceito principalmente contra o judeus. Minneapolis foi considerada a cidade que mais aderiu ao sentimento nazista dos EUA.

antissemitismo

Os primeiros incidentes documentados de antissemitismo (aversão a judeus) remontam ao ano de 1800, quando judeus eram literalmente chutados para fora de transportes públicos e espancados por gangues de rua. Era comum na época judeus serem cuspidos, xingados e agredidos em locais públicos, e as leis tecnicamente "apoiavam" o ódio contra os mesmos.

2. Morte e horror em Londres

londres2

Londres é uma das capitais mais visitadas do mundo. Seus ônibus de dois andares, sua população sempre pontual e simpática e, é claro, o relógio mais famoso do mundo - Big Ben - são fatores que fazem da terra da Rainha um ótimo lugar para se conhecer. Entretanto, o passado londrino não é nada bonito e sempre assusta quem o conhece.

Quando os construtores do metrô britânico alcançaram o Hyde Park, eles descobriram naquela época um lugar nada agrádavel que deixou mostrar como eram tratados aqueles que se opunham ao sistema vigente: uma vala preenchida com centenas de ossos humanos, que estavam ali aprodrecendo com o passar dos anos.

ggoi

Umas das coisas que deve-se saber é que, dentro de uma área de ligação entre o Big Ben e a Câmara dos Comuns, havia a chamada "Prison Room", onde eram jogados para apodrecer todos aqueles que questionavam a Rainha, se recusavam a jurar lealdade e defendiam o voto feminino.

3. San Francisco

ponte-san-fran

Situada na Califórnia, EUA,  a cidade de San Francisco é famosa por ter uma das maiores populações de homossexuais do mundo, suas inovações tecnológicas e seu ambiente que "respira arte". Mas nem sempre San Francisco foi tão tolerante tal como é hoje.

No ano de 1900, a peste bubônica chegou à cidade de San Francisco por um navio a vapor infestado de ratos contaminados. Quando um vendedor de madeira chamado Wong Chut King caiu doente e morreu, atingido pela peste, as autoridades da cidade simplesmente decidiram que a culpa da proliferação da praga era toda dos chineses, e o circuito de Chinatown foi todo posto em quarentena.

chi

Os brancos foram escoltados para fora da área, enquanto cidadãos chineses foram obrigados a ficar na área de risco, sob a crença ridícula de que sua "raça" tornou-os mais suscetíveis à doença. Inúmeros chineses morreram devido a esse ato irracional do governo da época.

4. Nova York

134795_Papel-de-Parede-Nova-York_1440x900

Quem ao menos nunca ouviu falar dos colossais letreiros luminosos da Times Square ou dos magníficos musicais da Broadway, ou mesmo do glamour da Quinta Avenida? Pois é, a cidade de Nova York é um dos símbolos dos Estados Unidos e uma parada obrigatória para os turistas. Mas será que a cidade sempre foi assim, repleta de glamour e brilho?

A cidade norte-americana foi muitas vezes o ponto de entrada para a maiorias das pessoas que migram para a América. Porém, houve uma época em que a chegada de estrangeiras estava totalmente sem controle, e com estes vinham doenças as quais o novaiorquino nunca tivera contato.

Resultado: o governo criou ilhas para pôr em quarentena milhares de doentes, como a Staten Island. Na ilha eram literalmente "despejados" aqueles estrangeiros que chegavam doentes ao país, para que assim não pudessem contaminar os cidadãos de Nova York.

sta

Fonte: Cracked

Ultra Curioso
Ultra Curioso o acervo de um dos maiores sites de curiosidades brasileiros.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+