5 dicas para proteger seu animal de estimação dos fogos de artifício
Tempo de leitura:3 Minutos, 0 Segundos

5 dicas para proteger seu animal de estimação dos fogos de artifício

O final do ano é um momento feliz e cheio de comemorações por todos os lado. Essa época é marcada pela queima de fogos de artifício. Eles podem ser bonitos e brilhantes e fazerem um verdadeiro show no céu. Mas eles também são extremamente barulhentos, e isso é um problema.

Quem tem animal em casa, sabe que todo fim de ano pode ser bastante estressante para seu pet. Os fogos de artifício deixam eles bem nervosos e agitados. Por conta disso, é importante saber como acalmar seu cachorro ou gato nessas horas.

De acordo com a veterinária Thaís Matos, é preciso supervisionar os animais para que eles sejam mantidos seguros e  saudáveis. “Mesmo durante as ocasiões especiais, os tutores precisam manter a rotina do animal o quanto for possível. Horário regular de alimentação, sono e caminhada. É preciso ficar de olho e perceber se há mudanças que demonstrem ansiedade, depressão ou perda de apetite. O medo e o estresse causados pelos fogos do Ano-Novo podem gerar trauma e fazer mal para o cãozinho, portanto, deve-se evitar que ele passe por uma situação crítica sem nenhum tipo de cuidado ou amparo”, explicou.

Além dos fogos, a movimentação da casa  pode ser grande no fim de ano. Então é preciso tomar alguns cuidados com seus pets. Mostramos algumas dicas para tranquilizar os animais nesse período.

1 – Agir naturalmente

Mostrando para o seu animal que você não está preocupado como o barulho  ele tende a se sentir mais confiante e tranquilo com a situação. É importante não castigar o pet por algum comportamento que ele tenha relacionado ao medo. E também não dê recompensas a ele por conta desse comportamento.

2 – Isolar o ambiente

O cachorro irá se acalmar e ter menos sinais de estresse quanto menor for o barulho e a quantidade de flashes dentro de casa. Por isso, é recomendável que o dono mantenha o animal dentro de casa e nunca do lado  de fora. E o deixe em apenas um cômodo, como por exemplo a sala ou  um quarto.

3 – Distração

O animal pode ficar pedindo colo, pulando ou chorando por conta da ansiedade. Então, um ótimo jeito de fazer com que o pet perceba que ele está seguro é oferecer  petiscos ou então brinquedos para que ele se distraia. E sempre oferecer essas coisas sorrindo, para ele ver que não tem com o que se preocupar.

4 – Rotas de fuga e abrigo

É importante deixar que o pet se esconda na hora da euforia das pessoas. É sempre bom ter “rotas de fuga” onde ele possa ficar  sem ser incomodado por ninguém.

Vários cachorros gostam de ficar embaixo da cama. Se isso não for nenhum risco para o animal deixe que ele fique lá e só saia quando ele se sentir bem. Nunca force a saída, porque isso deixará o animal mais estressado.

5 – Feromônios sintéticos

Hoje em dia, é possível encontrar produtos que prometem minimizar o desconforto dos pets que se estressam com os fogos e rojões. Alguns desses produtos podem ser encontrados tanto em forma de spray, como em difusor.

Para que eles tenham o resultado esperado eles devem ser usados dias antes  do começo das comemorações. Já que se usados em cima da hora, não se mostram tão eficazes.

Eles agem como feromônios sintéticos específicos e dão a sensação de prazer e calmaria. Esses produtos também podem ser usados em outras situações que causem ansiedade e agitação nos pets. Como por exemplo, na hora do banho e tosa, em um pós-cirúrgico, na chegada de um bebê ou na adoção de um novo animal.