• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

5 símbolos famosos que não significam nada daquilo que você pensava

POR Mateus Graff    EM Curiosidades      31/08/16 às 19h46

Charles Sanders Pierce desenvolveu uma classificação geral dos signos. Sendo um signo, "símbolo" é sempre algo que representa outra coisa (para alguém). O símbolo é um elemento essencial no processo de comunicação, encontrado-se difundido pelo nosso cotidiano e pelas mais variadas vertentes do saber humano. Embora existam símbolos que sejam reconhecidos internacionalmente, outros só são compreendidos dentro de um determinado grupo ou contexto.

A representação específica para cada símbolo pode surgir como resultado de um processo natural ou pode ser convencionada de modo que o receptor consiga fazer a interpretação do seu significado implícito e atribuir-lhe determinada conotação. Pode, também, estar mais ou menos relacionada fisicamente com o objeto ou ideia que representa, podendo não só ter uma representação gráfica ou tridimensional como também sonora ou mesmo gestual.

Bom, existem alguns símbolos que as pessoas não sabem exatamente a origem, como por exemplo, o peixe cristão que as pessoas colocam nos carros. Pensando nisso, nós trouxemos 5 símbolos famosos que não significam nada daquilo que você pensava:

1 - Peixe cristão

001

Além da cruz, um dos símbolo mais onipresente no cristianismo é o conhecido peixe. E hoje podemos ver ele por todas as partes, principalmente em pára-choques dos carros, ao lado do adesivo "Foi Deus que me deu!". O que poucas pessoas não sabem é que o símbolo remonta aos tempos antigos quando o cristianismo ainda era uma seita obscura, e, considerando que os peixes e a pesca eram frequentemente usados como símbolos na Bíblia, você pode argumentar que é um símbolo bem mais apropriado para os ensinamentos de Cristo, do que o dispositivo usado para torturar e matar que é a cruz. Você vai sentir em pecado quando descobrirem que esse ícone tão usado pelos religiosos, na verdade, representa a vagina.

Um dos nomes dados para o peixe é vesica pisces (navio do peixe), e foi usado para representar as mulheres e várias deusas mitológicas, como Atargatis (a deusa síria da fertilidade), Afrodite/Vênus (a deusa do amor e do sexo) e a Grande Deusa Mãe Pagã, onde simbolizava a vulva que gerava a vida.

2 - Coração

002

Alguns estudos indicam que o coração surgiu na Idade Média, mas o uso do coração não era associado necessariamente ao amor ou romantismo, e é claro que a figura está longe de ser semelhante ao coração real. Essa forma já foi encontrada em pictogramas da última idade do gelo, mas provavelmente não ganhou seu significado moderno até a Idade Média. Alguns afirmam que o símbolo foi baseado em uma planta norte-africana do gênero Silphium, que era popularmente usada para controle de natalidade até ser extinta. A cidade-estado do Cirene até mesmo cunhou moedas com a imagem da planta, que se assemelhava muito a forma do coração, o que pode ter ajudado a associar o formato com sexo e amor.

Outros reivindicam uma inspiração mais divina, dizendo que o símbolo do coração moderno é descendente do símbolo medieval do Sagrado Coração, que representava o sacrifício de Jesus Cristo. A Igreja Católica ensina que o símbolo foi revelado em uma visão a Santa Margarida Maria Alocoque o século 17, onde apareceu cercado de espinhos. Historiadores apontam que o símbolo era conhecido e usado muito mais cedo do que nos anos 1600.

3 - Símbolo da paz

2

Muitos de nós tem esse símbolo associado com o movimento Hippie da década de 60, outros com a representação da liberdade, mas seu significado mais popular nos dias de hoje é o da paz. Porém, ambos estão errados.

O símbolo foi projetado por um homem chamado Gerald Holtom, com uma única mensagem: O desarmamento nuclear. Segundo Gerald, o símbolo representa um homem com os braços para baixo, ou seja, de mãos vazias. O símbolo foi projetado também para lembrar as letras D e N, de "nuclear disarmament" (desarmamento nuclear).

4 - "Barber pole"

003

Para quem não sabe, o "barber pole", como o poste é conhecido nos EUA, remonta tempos bem longíneos, e nesse período, eram utilizados postes na frente dos estabelecimentos comerciais para identificá-los e os barbeiros não faziam apenas cabelos e barbas, mas sim algumas coisas bem aterrorizantes. Na idade média, barbeiros, além de barba, cabelo e bigode, atuavam como médicos e dentistas, fazendo desde pequenas cirurgias a extrações de dentes e sangrias.

Ao realizar as sangrias, o babeiro pedia que o cliente segurasse firme em um poste para aliviar a dor dos cortes. O sangue que escorria era depositado em uma vasilha aos pés do paciente. Na limpeza eram utilizadas bandagens de tecidos brancos, que depois de lavadas, ficavam penduradas no poste para secar. Portanto, o poste de barbeiro atual remete aos postes onde as pessoas se seguravam. Já as cores, fazem alusão ao branco das bandagens, ao vermelho do sangue arterial e ao azul do sangue venoso.

5 - Pé de coelho

004

Mas como assim um pé de coelho cortado traz sorte para as pessoas? Nos EUA, o simbolismo do pé de coelho teve origem em um termo da magia popular do lugar. Os americanos acreditavam que os coelhos podiam ser bruxas disfarçadas, e assim que cortassem um pé de coelho, significava para eles obter uma parte de uma bruxa para usar em volta do seu pescoço como amuleto de proteção contra a feitiçaria. As primeiras referências a leda do pé de coelho detalham inúmeras maneiras em que você pode maximizar o poder da pata do animal antes de cortá-la. Aparentemente, funciona melhor quando o coelho é morto em uma sexta-feira, especialmente numa sexta-feira chuvosa, em um cemitério, por um afro-americano. Claro que eles não usavam o termo "afro-americano" na época.

Mas como exatamente o pé de coelho foi de um instrumento de magia negra, a um souvenir vendido a turistas em bancas de recordações? Assim como ocorre com um monte de coisas ousadas que chegam na mão do mainstream, a lenda simplesmente foi aguada, diluída e adocicada. As pessoas foram condicionadas a esquecer o lado negro da história, e só ficaram com a parte boa do pé de coelho ser um talismã mágico - que só não traz sorte para o próprio coelho.

E aí amigos, já sabiam as origens de todos esses símbolos? Comentem!

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+