5 teorias reais sobre a viagem no tempo

POR Lucas Franco    EM Ciência e Tecnologia      18/09/15 às 19h17

Ao longo dos anos, em especial devido a cultura pop, viajar no tempo se tornou uma verdadeira fascinação da humanidade. Esta tendência, ainda que seja muito mais antiga, começou a ser observada em filmes como "De Volta para o Futuro" e "Planeta dos Macacos". Mais recentemente, tivemos ainda a grande produção de Christopher Nolan, Interestelar. Todos estes filmes dão perspectivas diferentes sobre a possibilidade de o ser humano ser capaz de viajar pelo tempo. Alguns deles até se baseiam em teorias reais, como a da Relatividade, de Albert Einstein, ou mesmo à possibilidade de um buraco de minhoca ser capaz de quebrar esta barreira.

No mundo todo, cientistas confrontam e se aprofundam em todas estas teses, realizando experimentos com partículas, naves espaciais simulares e antipartículas, a fim de encontrar alguma evidência concreta que sustente a mínima possibilidade de viajar pelo tempo. Conheça algumas destas teorias!

Paradoxo do Avô

De volta

De acordo com a física sueca Sabine Hossenfelder, nenhuma partícula é capaz de interpretar a passagem do tempo de forma abrupta. "De fato, as partículas podem ser interpretadas como antipartículas tanto ao avançar no tempo, como ao retroceder". O que isto significa? Bom, segundo o raciocínio de Paul Dirac, que descobriu tal substância, o choque com a partícula poderia aniquilar a matéria - ou seja, quando o você do futuro se deparasse com o você do passado, o choque faria com que ambos desaparecessem do mapa. Já pensou a quantidade de filmes que seriam defasados só por esta teoria?

B-subs

B-subs

A Teoria da Relatividade de Einstein diz que nada pode viajar numa velocidade superior à da luz. Já existem algns cientistas, no entanto, que defendem que isso é, sim, possível, desde que se injete uma carga muito robusta de energia - e com isto quero dizer quase infinita. EM 2013, os cientistas que trabalharam no Large Hadron Center (LHC) simularam o que seria um buraco negro de pequenas proporções, enviando em um reator uma substância rara chamada B-subs, com uma quantidade não conhecida de partículas subatômicas, denominadas muons, os "primos dos elétrons". Assim, seria possível avançar nas análises que dizem respeito ao "buraco negro" e, quem sabe, viajar no tempo. Basta injetar ainda mais energia.

Você do passado vs Você do futuro

Trunks

Um físico da Universidade do Michigan, Robert Nemiroff, realizou um experimento que simula naves espaciais com a velocidade da luz. Sem transparecer a metodologia, ele apontou que, em uma viagem do tempo, a pessoa que estivesse a procura de si mesmo aniquilaria sua outra versão - mas não morreria no processo. A teoria afirma que uma versão iria, na verdade, substituir a outra - diferente do que afirma o paradoxo do avô. "Uma dupla de fantasmas do objeto que viaja na velocidade da luz sumiria do ar, e então, uma versão seria recuada e aniquilada pela outra", explica Robert.

Dilatação do Tempo

Tempo

Um professor de engenharia mecânica quântica do MIT (Massachusetts Institute of Technology), Seth Lloyd, é mais otimista quando se trata em viagens no tempo de uma forma simples. Ele realmente acredita que "podemos viajar de diferentes maneiras para o futuro". Lloyd toma o GPS como exemplo; sua localização em satélite ganha 38 microssegundos em relação ao tempo do planeta, o que pode interferir na localização precisa dos dispositivos que dependem deste monitoramento. Isto é fruto da "dilatação do tempo", uma invariável da velocidade da luz.

Lloyd explica que os relógios da Terra são mais lentos que os do espaço. Esta diferença teria que ser multiplicada muitas e muitas vezes para a possibilidade de uma viagem no tempo de fato acontecer, mas já é um começo.

Curvas do Tempo

Curvas

Se partirmos do princípio que um buraco negro em atividade realmente poderia bagunçar o tempo, isto significa que seria possível voltar ao passado? Bom, isto remonta ao buraco de minhoca exemplificado no filme Interestelar, de 2014. Há uma corrente da mecânica quântica que acredita que, medindo as propriedades iniciais e finais de uma partícula, é possível sim alterar seu meio. Estas chamadas curvas do tempo, quando seguidas, poderiam levar qualquer um para o passado. Mesmo assim, mudar o que já aconteceu seria algo muito improvável. "Quando você volta ao tempo, não importa o quanto você tente, você não pode mudar aquilo que quer"

Lucas Franco
O cara que gosta do Batman! @heymac14

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+