Descubra se seu animal de estimação tem problemas emocionais

POR A redação    EM Natureza      27/08/15 às 13h21

Assim como nós, os animais também passam por problemas emocionais. Eles são capazes de sentir tristeza, estresse, medo, ansiedade. Isso aparace através de sintomas comuns do dia-a-dia. Ocorre em muitas vezes por falta de tempo de seus donos, permanecem muito tempo sem sair de casa, mas, dependendo do caso o estresse é causado pelo própio passeio que se faz com o bichinho, o animal fica tão ansioso que não obedece o dono.

Os psicólogos comprovam que o sentimento dos donos pelos seus bichinhos, são tão fortes como por outros humanos. Por isso é tão dolorido ver seu animal triste. Descubra se seu animal de estimação tem problemas emocionais. Veja quais são os principais sintomas!

Segundo entrevista da BBC, Maria José adotou Fred em novembro de 2013, mas foi em janeiro deste ano que ela começou a se preocupar com a saúde mental de seu animal de estimação. Ela afirma que nunca tinha passado em sua cabeça que um cachorro pudesse ter sintomas de estresse e traumas do passado e aflorar anos depois.

150826100647_cachorro_624x351_mariajose_nocredit

Quando Maria o adotou, uma das patas do bichinho estava quebrada, por isso foi preciso colocar um pino em seus ossos. Além disso seu exame de leishmaniose havia dado positivo.

Durante sua recuperação, Fred permaneceu em casa, longe das ruas em que havia vivido antes de ser acolhido por sua dona. Quando Fred começou a sair, ele ficava nervoso, tirava a coleira e latia sem parar. Depois de ler sobre o assunto, Maria José percebeu que  estar na rua causava tanta ansiedade que o bichinho não conseguia obedecer ninguém.

Sinais

9452795_gjNvT

Segundo o biólogo comportamental e psicólogo de animais Dennis Tuner, não se pode ignorar qualquer mudança significativa no comportamento do animal. Dentre elas estão: Perda de apetite; inatividade incomum; comportamentos destrutivos quando são deixados sozinhos em casa; tentativas de escapar ou de se esconder; estar nervoso, deprimido ou com medo; fica incomodado ou sente ameaçado com muita facilidade; apresenta um comportamento histérico; reage com exagero a toque ou ruídos.

E aí? Seu animal apresenta algum  desses sintomas?

O que devemos fazer?

cachorro-comendo

 

O primeiro passo é observar o bichinho com cuidado. É necessário dar uma atenção especial as mudanças em longo prazo e anotá-las. Consulte um veterinário behaviorista (psicologia ligada ao comportamento). É importante que você não castigue o animal, não se mostre incomodado ou ameaçador, não prenda coleiras, não jogue galhos ou bolas. Deixe-o explorar o mundo através de seus própios sentidos. Permita que ele construa sua autoconfiança. Alimente-o bem e não se esqueça de deixá-lo dormir o suficiente! Aprenda a se comunicar com seu bichinho, dê atenção a ele.

Cada animal é único, assim como cada dono. Por isso é tão importante que você dê o máximo de atenção a eles. Vale ressaltar que os problemas podem vir através dos ambientes que o animal vive. Faça de seu lar um ambiente calmo e tranquilo!

Fonte: BBC 

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+