Entretenimento

6 coisas que os bebês não precisam, mas os pais compram

0

Todos nós trabalhamos para nos dar ao luxo de fazer compras. Poucas coisas são mais excitantes do que sair para comprar roupas, trocar a mobília da casa, comprar pacotes de viagens e etc, não é mesmo? No entanto, quando temos filho, e principalmente quando temos o primeiro filho, as coisas mudam um pouco. Nessas situações, podemos cair na tentadora compulsão de comprar tudo o que há para bebês. A emoção toma conta das pessoas que acabam ultrapassando um pouco dos limites. O que costuma acontecer é que, justamente por conta dessa emoção, expectativa ou incerteza, os pais se deixam levar, assim comprando uma infinidade de coisas que o bebê sequer vai usar.

Não dá para julgar quem não tem o conhecimento sobre isso, até porque a chegada de um filho é algo mágico e queremos nos preparar da melhor maneira possível. E foi pensando um pouco mais sobre esse assunto, que decidimos trazer essa matéria para você, caro leitor. A redação da Fatos Desconhecidos buscou e listou algumas coisas que os bebês não precisam, mas a maioria dos pais acaba comprando. Confira conosco a seguir e surpreenda-se com essa lista. Aproveite para compartilhar com seus amigos desde já.

Coisas que os bebês não precisam, mas os pais compram

1 – Sapatos

Por mais que sejam fofos, esses calçados são totalmente desnecessários e pouco práticos. Normalmente, os bebês não andam com menos de um ano e o tamanho dos pés muda rapidamente. Além disso, quando finalmente começam a andar, especialistas recomendam que estejam totalmente descalços, pois tal costume estimula muitas habilidades, como equilíbrio, por exemplo.

2 – Meias para bebês

Muitos pais, quase todos na verdade, perdem as meias dos seus bebês. É mito que os bebês se resfriam se estiverem com os pés descobertos, então esse acessório acaba sendo desnecessário. No entanto, se quiser que o bebê se sinta quentinho, é melhor comprar aqueles macacões que cobrem os pés.

3 – Roupão para bebês

Roupões também são coisas desnecessárias. Após o banho, basta secar a criança com uma toalha e vesti-la imediatamente. A hora do banho do bebê deve sempre ser um momento tranquilo, inclusive para os pais. Por isso, quanto menos tarefas, melhor.

4 – Sabonete especial

Tudo o que leva a palavra “bebê” custa mais caro. Isso acontece até com o sabonete. Os bebês não precisam de sabonetes especiais. Basta um produto neutro, sem perfume, de barra, para realizar o banho correto. É até melhor evitar os sabonetes sofisticados, com muito aroma, pois podem ressecar a pele da criança.

5 – Talco para bebê

Por décadas, o talco foi algo indispensável no armário dos pais de primeira viagem. No entanto, o uso disso é algo desnecessário e um tanto perigoso. O talco pode causar problemas respiratórios, irritação nos olhos ou até mesmo asfixia.

6 – Vestidos

Os vestidos costumam ser muito fofos, mas pouco práticos e desconfortáveis. Além disso, custam o dobro de outras roupas. Esse tipo de roupa causa desconforto nas crianças e até mesmo irritação. O mais aconselhável é vesti-las com peças únicas e completas, fáceis de trocar e que permitam mobilidade.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos.

7 pessoas que encontraram coisas absurdas em suas novas casas

Matéria anterior

Os cachorros que comem apenas comidas frescas humanas têm uma grande mudança em particular

Próxima matéria

Você pode gostar