Os cachorros que comem apenas comidas frescas humanas têm uma grande mudança em particular
Tempo de leitura:2 Minutos, 39 Segundos

Os cachorros que comem apenas comidas frescas humanas têm uma grande mudança em particular

cachorro é o melhor amigo do homem. Eles podem fazer companhia para seus donos, os ajudar a andar, caso sejam cegos, servir como método de terapia para alguma doença. Do mesmo modo, também alegram o ambiente em que estão.

Essa amizade já dura séculos, e por isso, o animal é considerado o melhor amigo do homem. Além de fazerem companhia para seus donos, os cachorros são capazes de salvar vidas. As pessoas mesmo percebem que seus cachorros são preocupados com o bem-estar dos donos e que tentariam salvá-los se fosse preciso.

E do mesmo jeito que nosso bichinho quer o nosso bem-estar, nós queremos o dele. Quem é dono de um cãozinho sabe toda a alegria que ele traz para o ambiente em que está.

Nessa de querer o melhor para o animal acabamos dando comida humana para eles. E alguns tipos de comida humana podem ser mais fáceis do cachorro digerir do que as rações secas.

Dieta

Agora, se essa dieta mais natural tem como resultado um animal mais saudável é outro ponto. Contudo, pelo menos, o animal irá fazer bem menos cocô, chegando até dois terços menos.

A ideia de que comida humana é ruim para cachorros é relativamente nova e historicamente baseada no marketing e não na ciência. Por mais que realmente existam determinados alimentos que os cachorros devem evitar, como por exemplo chocolate, temperos e frutas, vários tipos de proteínas e vegetais podem ser dados aos animais.

Os humanos alimentam os cachorros com restos animais há milhares de anos. E os animais evoluíram para conseguir digeri-los. Já a comida comercial feita para os cachorros tem somente um século e meio de existência.

Atualmente, vários donos tem a ideia de que as sobras de comida são perigosas para os cães e que a ração tem todos os nutrientes que os animais precisam. No entanto, nos últimos anos, quando a história do “Big Kibble” veio à público e mostrou que algumas rações foram recolhidas por questões de segurança, as alternativas caseiras ficaram bem mais populares.

Observações

Mesmo com tudo isso, os pesquisadores ainda não podem afirmar com certeza que essas alternativas sejam a melhor escolha. Até porque, várias dietas para os animais de estimação  não foram testadas rigorosamente ou comparadas em grandes detalhes. Além de também não estar claro como determinar o que a dieta ancestral “natural” de um cachorro realmente tinha. E qual o impacto que a comida moderna tem na saúde geral do animal.

E  algumas das primeiras pesquisas a respeito de comida de cachorro de qualidade humana encontraram algumas vantagens em pular a ração. Dar aos animais uma mistura de carne e vegetais fazem os cães fazerem menos cocô do que a sua ração seca.

“Como mostramos em estudos anteriores, as comunidades microbianas fecais de cães saudáveis ​​alimentados com dietas frescas eram diferentes daquelas alimentadas com ração. Esses perfis microbianos únicos provavelmente se deviam a diferenças no processamento da dieta, fonte de ingredientes e concentração e tipo de fibras, proteínas e gorduras dietéticas que influenciam o que é digerido pelo cão e o que chega ao cólon para fermentação”, disse a cientista nutricional Kelly Swanson, da Universidade de Illinois.