7 coisas que a Família Real Britânica deixará de aproveitar em 2021
Tempo de leitura:3 Minutos, 15 Segundos

7 coisas que a Família Real Britânica deixará de aproveitar em 2021

Muitas pessoas já sonharam em fazer parte da família real britânica. Os membros da realeza esbanjam poder, elegância e um estilo de vida invejável por todos. Ainda vivendo as tradições antigas, a família real inglesa deve seguir costumes e algumas regras que jamais imaginaríamos. Acredite ou não, eles não podem desfrutar de todos os privilégios do mundo ou sair fazendo o que bem entendem.

Assim como nós temos as nossas regras a serem seguidas, eles também possuem as suas e, talvez, devam seguir de forma mais rígida do que as pessoas ‘comuns’. Há uma série de cerimônias e rituais que todos devem participar e são obrigados a seguir desde pequenos.

No entanto, desde o começo da pandemia do COVID-19, em março do ano passado, a rainha Elizabeth II e outros membros da realeza tiveram que se adaptar para desempenhar os seus papéis reais. Em 2021, essa realidade ainda se mantém. Não apenas os plebeus, mas a família real também irá perder muitas coisas esse ano. Mostramos aqui algumas dessas coisas.

1 – Festa de Natal

Algumas coisas já foram privadas família real desde o fim do ano passado. Como por exemplo, a celebração do natal. Mesmo com todas as precauções possíveis, alguns membros da família real foram infectados com o coronavírus. O príncipe Charles e seu filho, William, adoeceram.

Felizmente, Elizabeth e Philip não foram infectados. E para se preservarem, passaram as últimas semanas do ano no Castelo de Windsor, que fica perto de Londres. Por conta disso, o natal deles foi feito sem nenhum parente.

2 – Escola

Assim como a maioria das pessoas ao redor do mundo, a geração mais nova da realeza irá voltar com o aprendizado online. Em uma entrevista, príncipe William foi perguntado sobre o que tinha aprendido nesse primeiro momento ensinando seus filhos em casa.

“Provavelmente minha paciência é muito mais curta do que eu pensava… E que minha esposa tem muita paciência. Eu fiquei um pouco envergonhado das minhas habilidades matemáticas. Não consigo nem fazer matemática do segundo ano!”, respondeu.

3 – Compromissos reais

No fim de 2020, o príncipe Charles, Camilla, o príncipe William e Kate Middelton fizeram alguns compromissos presencialmente. No entanto, esse ano é mais provável que eles façam seus compromissos por videochamadas.

A realeza encontrou algumas formas de manter contato com seus vários projetos e instituições de caridade. Por exemplo, William e Kate mostraram suas habilidades no bingo via Zoom.

4 – Tradições familiares

A rainha Elizabeth II tem suas próprias tradições de fim ano. Tradicionalmente, ela passa a época das festas em Sandringham, e volta para Londres depois do aniversário de morte do seu pai, o rei George VI, no dia seis de fevereiro.

Além disso, a rainha também homenageia a memória do pai, deixando as decorações de natal à mostra na sua propriedade em Norfolk, até a data da morte. No entanto, neste ano, Elizabeth II está no Castelo de Windsor desde outubro.

5 – Aniversários separados

Muito provavelmente, esse ano não acontecerão grandes festas de aniversário em 2021. O príncipe Phillip vai comemorar um aniversário muito especial, já que completará 100 anos. E Meghan Markle fará 40 anos.

No entanto, não haverá grandes celebrações por conta da pandemia. Contudo, a família real provavelmente se reunirá de qualquer forma, mas virtualmente.

6 – Sem viagens

Outro costume da realeza é viajar com seus filhos durante o período de férias, que para eles é em fevereiro. Mas esse costume não será possível de ser feito em 2021. Nas primeiras férias de seus filhos, William e Kate levaram os filhos, George e Charlotte, para os Alpes franceses.

7 – Aniversário de casamento

Em 2021, no dia 28 de abril, o príncipe William e Kate Middleton irão fazer 10 anos de casados. Normalmente, a rainha Elizabeth II e alguns membros da família seriam convidados para a celebração.

No entanto, essa celebração pode nem acontecer, devido às restrições atuais para conter a pandemia e infecção de pessoas.