7 coisas que você precisa saber sobre a incrível nova armadura de Tony Stark

POR Gabriela Tyemi    EM Fatos Nerd      11/05/18 às 15h50

O Universo Cinematográfico Marvel faz com que a difícil tarefa de adaptar as histórias dos quadrinhos, pareça muito fácil. Os leitores nunca sabem quais aspectos dos quadrinhos vão aparecer do nada nos filmes, o que torna a experiência cinematográfica ainda mais divertida e interessante. A famosa armadura Bleeding Edge do Homem de Ferro tem apenas 10 anos, mas já foi adaptada para a UCM - inclusive em Vingadores: Guerra Infinita.

É uma peça de tecnologia fascinante, que já ganhou várias retoques e versões nos quadrinhos. Pensando nisso, veja 7 coisas que você precisa saber sobre a incrível nova armadura de Tony Stark:

1 - A armadura é instintiva

Nos últimos anos, o Homem de Ferro passou a depender bastante da inteligência artificial, com a qual ele pode se comunicar. No entanto, a Bleeding Edge não era configurada para isso. Por outro lado, ela era uma armadura instintiva de proteger seu dono quando o perigo se aproxima.

2 - O destruidor de ferro

Durante o arco de Fear Itself dos quadrinhos, o Homem de Ferro foi para a fundição onde o martelo de Thor foi fabricado. Lá, ele usou a Bleeding Edge para se fundir com o metal Uru para formar uma armadura incrivelmente poderosa. Tony ficou tão poderoso com a armadura que teve que se certificar de devolver o objeto quando a crise passasse.

3 - Os Guardiões da Galáxia ajudaram a construir uma armadura

Depois de passar um tempo como membro dos Guardiões da Galáxia, Tony volta à Terra motivado. Então, ele criou uma nova armadura inspirada na Bleeding Edge. Este novo uniforme foi desenvolvido para ser modular, só que com um design mais tradicional. Ele usou algumas tecnologias que os Guardiões o emprestaram para melhorar a capacidade de controlar sua armadura remotamente, mesmo de uma longa distância.

4 - Homem de Ferro Superior

Nos quadrinhos, os heróis tiveram que se juntar com os vilões para destruir o Red Onslaught. Em um momento de desespero, um feitiço foi lançado, transformando os vilões em heróis e os heróis em vilões. Acontece que o maligno Homem de Ferro achou um jeito de evitar ser transformado em sua antiga forma. Chamado de Homem de Ferro Superior, o novo vilão usava uma armadura inspirada na Bleeding Edge, só que mais parecido com um simbionte e prateada.

5 - O retorno reator arc

Em Vingadores: Guerra Infinita, Tony Stark aparece com o reator arc para a infelicidade da sua amada Pepper Potts. No entanto, o herói explica que o dispositivo ativa a Bleeding Edge apenas pelo seu pensamento. Tony queria se assegurar de ter uma armadura em si mesmo a qualquer momento.

6 - Armadura de película modular

Sim, a armadura do Homem de Ferro em Vingadores: Guerra Infinita é a Bleeding Edge, mas ela também possui propriedades de outros uniformes do herói. Ela foi construída para ter adições modulares especiais - capazes de se adaptar e desenvolver novas ferramentas para escapar de situações extremas. A mesma tecnologia foi colocada no novo uniforme do Homem-Aranha no filme.

7 - Conservação da armadura

Nos filmes, a tecnologia das nano-máquinas é usada de maneira diferente nos quadrinhos. Em Vingadores: Guerra Infinita, por exemplo, as nano-máquinas ainda existem. Contudo, elas não conseguem proteger o Tony e disponibilizar as armas que ele quiser, simultaneamente. Em um momento do filme, o Homem de Ferro está lutando contra o Thanos e precisa escolher se quer armas para destruir o vilão gigante ou uma armadura para se proteger. Há um momento em que dá até para ver o corpo de Tony, depois que parte da armadura foi destruída.

E aí, você gostou desta armadura de Tony Stark em Vingadores: Guerra Infinita? Deixe nos comentários e compartilhe a matéria.

Gabriela Tyemi
Não tenho coisas preferidas.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+