Satanás é considerado um dos seres mais falados da história. Ele é o centro de discussões e discórdias para os cristãos. E assim como muitas coisas, as pessoas ficaram a mercê de traduções da Bíblia, mas o quanto daquilo que você sabe é verdade?

A Bíblia não somente revela a existência do Diabo, como também o apresenta como um ser espiritual, pessoal, extremamente poderoso e totalmente maligno. E foi pensando nisso que nós da Fatos Desconhecidos trouxemos 7 ideias equivocadas sobre Satanás. Confira:

1 – A igreja satanista não adora Satanás

Pode parecer estranho, mas a ideia de rituais de adoração a Satanás não acontece nas igrejas satanistas. Nesse tipo de igreja, Satanás se trata de uma metáfora para representar a crença no poder da fantasia, que eles dizem compartilhar com outras religiões. É um tipo de oposição da presença de seres sobrenaturais. Os satanistas fazem diferente, eles colocam sua fé em coisas tangíveis.

2 – 666 e o Número da Besta

Publicidade
continue a leitura

Na Bíblia, o número 666 é associado ao “Anti-Cristo”. Segundos alguns estudiosos, em vários pergaminhos históricos, o número é 616, e não 666.

3 – Lúcifer não é outro nome de Satanás

A única ocorrência do nome Lúcifer na Bíblia é em Isaías 14:12, e muitos acreditam que se trata de um erro de interpretação e de tradução. A história original, em hebreu, descreve um rei babilônio que foi destronado enquanto perseguia israelitas. Quando os cristãos fizeram a tradução, um rei virou um anjo, e o nome do rei, Helal, que significa “estrela do dia” ou “filho da alvorada” virou Lúcifer, a estrela da manhã (Vênus) dos romanos.

4 – Cruz invertida é um símbolo de respeito

Publicidade
continue a leitura

Muitos consideram a Cruz Invertida como um símbolo de Satanás, mas a verdade é que se trata de um símbolo de humildade. Segundo alguns cristãos antigos, Pedro, o discípulo que recebera as chaves do Paraíso, teria sido condenado a crucificação, mas, julgando-se indigno de morrer da mesma forma que o Mestre, ele teria pedido para ser crucificado de cabeça para baixo.

5 – Demônios de Satanás

Segundo um grimório anônimo “A Chave Menor do Rei Salomão”, Salomão podia falar com qualquer criatura. E foi só com a ajuda de Asmodeus e outros demônios que ele teria conseguido construir o Templo de Salomão. Apesar de suas tendências a mentir, manipular e enganar, eles não eram as criaturas irracionais e problemáticas que as pessoas acreditam que sejam.

6 – Satanás não é o governador do inferno

Publicidade
continue a leitura

Na Bíblia essa parte pode ser clara: “o inferno é a prisão de Satanás, é onde ele será castigado por toda a eternidade. Entre os trechos que deixam isto claro estão Hebreus 2:14 e Apocalipse 20:10. Todos que escolhessem o Mal sofreriam a mesma punição, inclusive Satanás.

7 – Satanás não vive no inferno, e sim na Turquia

Satanás

Segundo a Bíblia, Satanás não governa o inferno e nem viveria lá. O livro de Apocalipse vai mais longe e chega a afirmar que o trono de Satanás é em Pérgamo, uma antiga cidade turca. As palavra de João ao povo de Pérgamo são uma expressão de gratidão pela fé que eles demonstraram enquanto parte da igreja de lá estava sendo morta de formas horríveis.

E aí, o que acharam da matéria? Comenta aí e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.

Publicado em: 23/05/18 14h59