Curiosidades

7 conselhos se você não se preparou financeiramente para a longevidade

0

O que entendemos por expectativa de vida é o número de anos que um grupo de pessoas nascidas na mesma época vai conseguir viver. Essa expectativa é feita com um cálculo, uma média aritmética das idades que as pessoas de determinado grupo analisado morreram.

A relação da expectativa de vida com a qualidade de vida de um país é grande. Até porque, é possível ver os investimentos em saúde. Atualmente todo mundo está cada vez mais preocupado com a qualidade de vida. Esse comportamento reflete, consequentemente, no aumento da expectativas de vida.

A geração que está chegando aos 60 anos ganhou, em média, 30 anos de expectativa de vida. Isso é uma coisa fantástica. No entanto, são poucos os integrantes dessa geração que estão preparados financeiramente para viver tanto tempo assim. Por isso, Jurandir Sell Macedo Jr., doutor em finanças comportamentais e  professor universitário na Universidade Federal de Santa Catarina, deu algumas dicas para quem não se programou economicamente para a longevidade.

1 – Levante todas as receitas

Longevidade1 624x416, Fatos Desconhecidos

Você tem que fazer as contas. É bom colocar todos os dados em uma planilha e ver quais os valores vai continuar recebendo depois que parar de trabalhar. Nessa parte pode incluir o que irá receber do INSS, rendas de planos de previdência privada e possíveis alugueis.

Os imóveis de lazer podem ser uma fonte de renda quando não estão sendo usados. Sites como o Airbnb ajudam a fazer uma renda extra. Além disso, confira o saldo do FGTS e revise todos os detalhes das suas finanças para não deixar nada passar em branco.

2 – Ver a estrutura dos gastos

Longevidade2 624x416, Fatos Desconhecidos

Depois de saber direitinho qual a sua renda, faça uma planilha com cada gasto que você tem que fazer. Quem já possui esse hábito de anotar seus gastos vai ter mais facilidade. Agora, se você não costuma fazer isso é bom começar a anotar tudo, pelo menos um ano antes de parar de trabalhar.

É importante também questionar cada despesa, por menor que ela seja. Assim, você verá quais são fundamentais e quais valem o esforço que se tem que fazer para ganhar o dinheiro que elas custam.

3 – Questione os gastos fixos

Longevidade3 624x416, Fatos Desconhecidos

Geralmente, alguns gastos são vistos como imutáveis. Mas na realidade eles dependem de uma  decisão para mudar. Um exemplo disso são os seguros de vida. Eles são fundamentais quando se tem dependentes. Mas podem ser diminuídos ou até mesmo eliminados quando não se tem mais dependentes.

Aqui, o segredo não é eliminar o importante, mas sim se livrar daquilo que está no orçamento apenas por comodismo.

4 – Evite apego a coisas caras

Longevidade4 624x416, Fatos Desconhecidos

Nessa fase da vida é o momento de aliviar a sua bagagem. Por exemplo, a casa dos sonhos do passado pode não fazer mais sentido atualmente. O carro pode ser substituído por aplicativos de transporte para uma economia maior. Quando se está na terceira idade é hora de aprender que menos pode sim ser mais.

5 – Possibilidade de nova carreira

Longevidade5 624x416, Fatos Desconhecidos

Com a expectativa de vida aumentando, as pessoas também ganham a possibilidade de viver com qualidade de vida e de maneira produtiva na terceira idade. De acordo com pesquisas, continuar trabalhando até os 70 anos aumenta de forma significativa as chances de se chegar com saúde aos 80.

Começar uma nova carreira na terceira idade tem outros sentidos. Aqui, o importante é um trabalho que gere propósito. Além de conciliar um estresse baixo e um tempo de lazer maior.

6 – Planejar vida pós-carreira

Longevidade6 624x416, Fatos Desconhecidos

Parar de trabalhar pode ser o sonho de muita gente. No entanto. é preciso pensar no que irá fazer depois. Dificilmente, ficar sem fazer  nada ou viajar sem parar preenche a vida de alguém. Por conta disso, o futuro deve ser planejado antes mesmo de sair do trabalho remunerado.

7 – Emancipe os filhos financeiramente

Longevidade7 624x416, Fatos Desconhecidos

Os filhos tem que se emancipar financeiramente o quanto antes. Isso porque, pais que protegem os filhos em excesso, além de prejudicarem suas próprias finanças, também criam filhos que irão encontrar muitas dificuldades em se tornar adultos e se emancipar.

Uma lagoa na Argentina ficou rosa brilhante e não foi por causas naturais

Matéria anterior

10 bebidas imortalizadas por séries ou filmes

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos