7 crimes contra animais mais cruéis que você vai ouvir falar

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      11/07/18 às 16h03

Violência contra animais é uma realidade crescente. E infelizmente os casos que chegam a ser relatados são só a ponta de um iceberg muito maior. Diferentemente dos casos de abusos contra pessoas, os abusos contra os animais não são verificados com o mesmo empenho por órgãos estaduais ou federais. E os dois tem uma correlação direta. Aqueles que abusam dos seus filhos ou cônjuges também abusam de seus animais. Essa não verificação dificulta a mensuração da ocorrência do abuso. Mas pode-se usar as informações que se tem para evitar que mais casos aconteçam.

Esses crimes não escolhem lugares. As estatísticas mostram que essa crueldade cruza qualquer fronteira e é comum tanto no campo como na cidade. Mas alguns animais sofrem com mais frequência que outros, sendo eles cães, gatos, cavalos e o gado. As pesquisas também apontam que aqueles que intencionalmente abusam dos animais são homens com menos de 30 anos, diferente das mulheres que tendem a acumularem animais e os tratam melhor. Essas são algumas das crueldades já feitas com animais.

1 - Menos de um centímetro

Caçadores ilegais no Kragga Kamma Game Park na África do Sul mataram uma rinoceronte por menos de um centímetro de chifre. A rinoceronte chamada Bella, de 20 anos, foi morta pelos caçadores e deixou seu bezerro órfão. Ele foi encontrado vagando ao lado da carcaça de sua mãe.

Chifres de rinocerontes são muito valiosos no mercado negro, podendo ser vendidos por até 300 mil dólares. Bella já tinha sido atacada anteriormente e tinha poucos centímetros de chifre, mas isso não impediu que a crueldade dos caçadores se repetisse. Seu filhote órfão ficou sendo alimentado com leite de vaca.

2 - Criados para morrer

O consumo de proteína animal é comum em todo o mundo, mas alguns meios pelos quais essas carnes são obtidas são uma forma de crueldade com os animais. A manipulação genética de frangos para corte, ou seja, criados especificamente para extração de carne tem consequências muito ruins nos animais. Esses animais que vivem para morrer possuem inclusive dificuldades de andar.

3 - Briga de cachorro grande

Nos Estados Unidos a briga de cães ficou muito famosa depois da Guerra Civil e se proliferou na década de 1860. A crueldade feita com os cães para o divertimento dos soldados matou vários animais de maneira cruel.

Ainda nos dias de hoje a briga de cães é relatada nos Estados Unidos em centros urbanos, em subúrbios e regiões rurais em todo o país.

4 - Briga de galo

Não muito diferente da briga de cães nos Estados Unidos, a briga de galo foi muito difundida no Brasil. Elas começaram nos tempos gregos e em 1978 foi declarada, com toda razão, uma forma de maus-tratos aos animais pela Declaração Universal dos Direitos dos Animais.

No Brasil as rinhas, como eram chamadas, foram proibidas em 1934 no governo Getúlio Vargas. E em 1941 passaram a ser consideradas contravenção penal. No governo Jânio Quadros, em 1962, elas foram proibidas por decreto. Mas até hoje é possível encontrar lugares escondidos que realizam essa crueldade com os galos.

5 - Belo casaco

É ótimo sair de casa quando está frio com um casaco quentinho, mas dependendo do casado ele pode vir atrelado a várias mortes e sofrimento. Casacos de pele já tiveram seu auge na moda, mas os maus-tratos para que a moda sobreviva eram absurdos. Cães, gatos, ursos e vários outros animais são sangrados até a morte e esfolados vivos para se conseguir a pele desejada.

Muitas vezes as peles são rotuladas como chinesas, mas a verdade é que não há como saber com precisão de onde elas vem. A única coisa sabida é que essa forma é uma das piores crueldades feitas com os animais.

6 - Tá na make boa

Passar um batom, um blush, lavar o cabelo com um shampoo que é agradável também pode ser resultado de maus-tratos. Quem não lembra da "Lei Brusier" de Legalmente Loira, onde ela tentava salvar a mãe do seu chihuahua de um laboratório!? Pois é, como aquela máxima diz que a arte imita a vida esse é exatamente o caso.

Mais de 115 milhões de animais, entre ratos, cachorros, gatos, coelhos, macacos, são mortos em experimentos de laboratório testando químicos, medicamentos e cosméticos. Por isso as marcas que não realizam testes em animais fazem questão de frizar esse ponto. Cada vez mais pessoas tem procurado evitar esse tipo de consumo.

7 - Olé

Quase todos os eventos onde animais são o centro das atenções e, onde é esperado que obedeçam comandos a qualquer custo são certamente situações onde existem maus-tratos. Esse é o caso da maioria dos eventos de rodeio.

Os animais são mantidos em um ambiente estressante. Para que o rodeio se realize é necessário que os bichos sejam provocados e irritados. Torcer o rabo dos bezerros, dar choques elétricos ou amarrar seus testículos são alguns dos feitos com esses animais.

Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+