Curiosidades

7 dicas para lidar com a rejeição

0

Em alguma hora da vida, todos nós já fomos rejeitados por algum motivo. Seja em uma vaga de emprego que você não conseguiu, em um encontro que não foi bem sucedido ou então quando um amigo parou de retornar suas ligações. De qualquer que seja a forma, a  rejeição traz dor e outros sentimentos ruins para qualquer um.

Isso porque a imagem negativa que as pessoas podem ter de nós é um motivo de preocupação. E a tendência é a gente nos culpar sempre é uma coisa fácil de acontecer. Contudo, não é preciso sofrer tanto tempo. Até porque a rejeição é uma coisa inevitável, mas existem formas de lidar com ela. Mostramos algumas aqui.

1 – Reconheça a dor

Geralmente, as pessoas falam sobre a “picada de rejeição” como se ela fosse uma dor física, como por exemplo uma picada de abelha ou uma dor de cabeça. Isso pode parecer bobo, mas existe alguma verdade nisso.

Segundo um estudo da Universidade d Michigan, a rejeição desencadeia a mesma parte do cérebro que a dor física. Então, você realmente pode pensar na rejeição como a dor.

2 – Se dê tempo para processar os sentimentos

Assim como acontece com qualquer emoção difícil, às vezes temos o instinto de varrer os sentimentos para debaixo do tapete. No entanto, é importante que nós os enfrentemos, vivenciemos eles e tenhamos tempo de processá-los.

Até porque ser rejeitado por trazer todos os tipos de emoções complexas e negativas. Por siso, seja gentil consigo mesmo e lembre-se de que não existe uma forma certa ou errada para sentir.

Segundo a psicóloga Leslie Becker-Phelps, uma coisa útil é anotar todas as emoções que você está sentindo e depois relacioná-las com pensamentos que as acompanham.

3 – Liste suas qualidades

Depois que você se der o tempo para vivenciar as emoções, comece a reconstruir a sua auto-estima. Uma forma de fazer isso é listar suas qualidades. Tente escrever todos os seus pontos fortes. Colocar suas qualidades no papel pode ajudá-lo a absorver o que está escrito em um nível mais profundo.

Tente também ler essa lista em voz alta para si  mesmo todas as manhãs. A psicóloga diz que essas autoafirmações positivas fortalecem as pessoas e mostram a elas mesmas como realmente são.

4 – Pense no que fez ou deixou de fazer

Em algumas rejeições, provavelmente, você não tem culpa. Mas também existem aqueles cenários onde desempenhamos um papel mais importante. Por conta disso é importante pensar no motivo da rejeição. E com isso aprender sobre os seus possíveis erros e como você pode consertá-los no futuro.

5 – Não se martirize

Claro que é importante pensar em suas atitudes, mas é importante saber que não é bom insistir em se culpar pelo que você  fez para ser rejeitado. A auto reflexão e auto exame são coisas positivas, já a auto crítica nem tanto.

Se você percebeu que em uma situação você poderia ter se comportado de uma forma diferente, não se martirize por isso. Absorva o que aprendeu e use isso de lição para fazer melhor da próxima vez.

6 – Não se sabote

Um ponto também muito importante é não deixar que os pensamentos depreciativos te contaminem depois de um encontro ruim, por exemplo. Até porque um encontro ruim é uma coisa fácil de acontecer. E isso não se resume a nada que qualquer um dos dois tenha feito de errado.

7 – Certifique-se que as pessoas te valorizam

Uma outra forma de aumentar sua autoestima, além da lista com suas qualidades, é se cercar de pessoas que te fazem se sentir bem e valorizado.  Segundo o psicólogo Guy Winch, a rejeição mexe com nosso sentimento de pertencimento. Por isso é importante que depois de ser rejeitado você passe um tempo com pessoas que gostam de você como você é.

Como é nadar na única piscina panorâmica do mundo

Matéria anterior

Arqueólogos descobrem vila submersa sob um lago suíço

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.