Curiosidades

7 dicas para manter a saúde mental na pandemia

0
Felizmente, estamos vivendo um momento em que falar sobre saúde mental não é mais um tabu, como já foi no passado. As pessoas estão se sentindo mais confortáveis em debater sobre o assunto e procurar ajuda. Até mesmo porque, hoje, as pessoas estão vendo como é importante ter e manter um equilíbrio emocional.

A saúde mental está diretamente ligada à maneira como você se sente e sua capacidade de lidar com os altos e baixos da vida. E estar em sintonia com você mesmo proporciona que você encontre o equilíbrio e desfrute de uma sensação de bem-estar, onde você se sente capaz e confiante para enfrentar os seus desafios.

Portanto, sempre procuramos a melhor maneira de manter a saúde mental boa. Contudo, nesse tempo pandêmico que estamos vivendo, manter a saúde mental boa parece não ser uma coisa fácil.

Vivendo praticamente um ano dentro de casa e com várias restrições e medidas de segurança os hábitos de todos mudaram. E tanto tempo com ansiedade, tristeza e solidão pode ser um espiral que não é tão fácil de sair.

Até porque, o estresse crônico muda o cérebro. E, às vezes, quando as pessoas estão deprimidas, elas não têm o interesse de fazer coisas que realmente poderiam fazer com que elas se sentissem melhor. Por isso, para que a vida seja aproveitada é preciso que hábitos destrutivos sejam deixados para trás. E os níveis de energia precisam ser recuperados.

Saúde mental

A pandemia teve seu impacto na saúde mental e também nos aspectos comportamentais dos brasileiros e das pessoas de todo mundo. A mudança da forma de trabalho para um trabalho remoto, o fechamento das escolas, tudo isso fez com que principalmente as mulheres ficasse muito sobrecarregadas com a rotina diária.

Segundo estudos feitos com homens e mulheres de várias regiões brasileiras, eles apontaram que as mulheres foram as mais afetadas emocionalmente. Com 40,5% com sintomas de depressão, 34,9% de ansiedade e 37,3% de estresse.

Assim como várias pessoas, Janaína Araújo, que é mãe de uma adolescente e responsável pelo sustento da casa, sentiu na pele os reflexos da pandemia. E pensando em como ajudar outras mulheres a conseguirem encarar os novos desafios que esse tempo trás ela fundou o Intituto Lékè.

O instituto foi fundado em março desse ano, com o objetivo de empoderar mulheres em situação de vulnerabilidade social através de uma assistência emocional, jurídica e com cursos de capacitação.

Dicas

Não menos importante do que cuidar da saúde física, também é necessário estar atento ao emocional. E para isso, existem ações que podem auxiliar as pessoas para que elas consigam melhorar a sua saúde mental. Mudanças de comportamento e atividades cotidianas podem ajudar a manter a mente e corpo ativos e saudáveis.

A própria Janaína deu sete dicas do que fazer para conseguir manter a saúde emocional nesses tempos de crise.

1 – Organize as tarefas diárias, anote e defina as prioridades

2 – Faça atividades físicas para controlar a ansiedade

3 – Medite

4 – Descubra um novo hobby

5 – Seja otimista

6 – Diminua o tempo nas redes sociais

7 – Seja gentil.

NASA e SpaceX enviam quatro astronautas ao espaço

Matéria anterior

O que acontece no ar quando você dá descarga em um banheiro público?

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Curiosidades

O poder do emoji

De acordo com uma reportagem publicada pela CBS, digitamos 10 bilhões de emojis diariamente enquanto mantemos uma conversa virtual.

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.