Infelizmente, a história da humanidade é marcada por passagens completamente negativas. Desde os tempos remotos, sempre precisamos de um líder, alguém que assumisse as responsabilidades e fosse capaz de solucionar problemas de forma eficiente, ao mesmo tempo em que fosse capaz de delegar tarefas aos seus subordinados. Poderia ser apenas isso, mas sabemos que o poder pode acabar subindo a cabeça de muita gente. E foi assim que surgiram os ditadores.

O termo "ditador" define um líder autocrático ou absolutista que governa de forma solitária. É ele quem determina legislações e todas as outras questões que regem o país sob seu domínio. Conhecemos muitos que foram insanamente cruéis, a exemplo de Adolf Hitler, que certamente, ocupa um dos lugares mais altos na lista entre os piores ditadores.

Por outro lado, há quem acredite que líderes com essas características não existem mais. Pensando nisso, nós aqui da Fatos Desconhecidos, separamos abaixo 7 ditadores modernos mais malucos que muitos do passado. Confere aí!

1 - Muammar Kadhafi

Kadhafi foi um dos piores ditadores líbios. Assumiu o poder no ano de 1969, enquanto ocorria uma verdadeira revolução. Durante três anos permaneceu com o título de Primeiro Ministro, no entanto, mais tarde se auto intitulou como "Guia da Revolução". Ele, que faleceu no dia 20 de outubro de 2011, era conhecido por gostar de abusos e violências. Apenas para que você tenha ideia, ele chegou a manter 400 guarda-costas, todas mulheres, que ele obrigava que se mantivessem virgens. Por outro lado, muitas acabaram sendo estupradas por ele. Apesar disso, costumava dizer que a Líbia caminhava para a direta democracia.

Além disso, ainda possuía características e discursos bastante excêntricos. Certa vez, chegou a afirmar que havia conseguido conquistar os Estas Unidos. Na Itália, fez um discurso apenas para mulheres, explicando os motivos de a Europa precisar pagar a ele cerca de 5 bilhões de euros... Ainda tinha ódio declarado pela Suíça.

2 - Yahya Jammeh

Jammeh é o ex-presidente da Gâmbia e assumiu o poder no ano de 1994. O ditador afirmava a todos que possuía poderes místicos e deixava muitos com medo. Por outro lado, houve uma vez que a Gâmbia acabou sequestrando cerca de 1000 pessoas que eram acusadas de feitiçaria. O então presidente pretendia instaurar no país políticas tão rigorosas quanto aquelas do Irã... Dá pra imaginar?

E para provar que ele faz parte do time de ditadores malucos, afirmava que tinha habilidades de cura. Chegou a divulgar que havia encontrado a cura para o HIV. Ainda afirmava que a Gâmbia um dia foi o maior país da África, mas que acabou sendo reduzida após os franceses venderem a maior parte de suas terras.

3 - Saparmurat Niyazov

Como primeiro presidente do Turquemenistão, é claro que Niyazov se aproveitaria para ser um dos ditadores mais lembrados da modernidade. Ele esteve no poder entre os anos de 1990 até 2006, que foi o ano de sua morte. O país era monopartidário, portanto, livre de qualquer tipo de oposição. A partir daí, seu discurso mediante a população era: "Não há partidos de oposição, então, como podemos conceder-lhes liberdade?"

Dessa forma, ele fazia tudo que queria e implantava as leis mais absurdas que um país poderia ter. Autor de um livro, obrigava que a população mantivesse sua obra tão famosa quanto o próprio Alcorão! Se você quisesse dirigir no país, só poderia o fazer caso tivesse decorado, página por página, o livro dele. Da mesma forma, aqueles que não tivessem o livro decorado perderiam seus empregos. Ainda proibiu o uso de maquiagem, o uso de dentes de ouro e até mesmo que as pessoas cantassem junto aos músicos em concertos. Dá pra acreditar?

4 - Francisco Macias Nguema

Francisco foi presidente do Guiné Equatorial entre os anos de 1968 até 1979. Dentre os diversos feitos absurdos do ditador, podemos citar que um dos mais pesados foi o ato de fechar todos os hospitais do país. Ele afirmava que era um feiticeiro, portanto, não seria necessária ajuda médica. Além disso, ainda foi capaz de matar o chefe do banco nacional e esconder a verba pertencente ao Tesouro Nacional em sua própria casa.

No natal do ano de 1975, ordenou a execução de 150 de seus opositores em pleno campo de futebol. Eram mortos enquanto a música "Those Were The Days", de Mary Hopkin, tocava ao fundo. Em seu tempo no poder, instaurou o lema: "Não há outro Deus além de Macias Nguema". Certamente, um dos piores ditadores atuais. No entanto, acabou sendo executado, a mando do próprio sobrinho: Teodoro Obiang Nguema, que assumiu em seguida. Felizmente, parece não ser tão macabro quanto o tio.

5 - François Duvalier

Duvalier esteve no poder do Haiti entre os anos de 1957 até 1971. Também conhecido como "Papa Doc", chegou a sofrer um ataque cardíaco e escolheu Clemente Barbot, que era líder de um grupo paramilitar, para ficar em seu lugar enquanto se recuperava. Assim que retornou ao poder, acusou Barbot de tentar aplicar um golpe para tomar o poder definitivamente. Dessa forma, Duvalier mandou que caçassem Barbot até o inferno, caso fosse preciso... No entanto, não conseguiram encontrá-lo.

Por alguma razão completamente desconhecida, o ditador passou a acreditar que o homem havia se transformado em um cão preto, por isso não estava sendo encontrado. A partir daí, ordenou que todos os cães pretos do país fossem executados. Mais tarde, Barbot acabou sendo encontrado e morto. No ano de 1961, ocorreram novas eleições, onde foi reeleito com 100% dos votos... Parece ter algo estranho aí?

Pra piorar ainda mais, ele ainda obrigava a população a fazer orações, onde ele era visto como deus. Uma delas dizia o seguinte: "Nosso Doc, que está no Palácio Nacional para a vida, Santificado por seu nome pelas gerações presentes e futuras. Eles serão feitos em Porto Príncipe, como é nas províncias. Dê-nos neste dia o nosso novo Haiti e não perdoe as transgressões daqueles anti-patriotas que custam diariamente sobre o nosso país ... "

6 - Mobutu Sese Seko

Mobutu foi o presidente do Zaire, atualmente conhecida como República Democrática do Congo. Ele instaurou no país algumas leis que, convenhamos, eram completamente bizarras. Assim como grande parte dos ditadores aqui mencionados, ele se afirmava como deus. Era chamado por vários nomes, dentre eles, havia um que tem como significado: "O Todo Poderoso Guerreiro que, Por Sua Força e Inabalável Vontade de Vencer, Vai de Conquista em Conquista, Deixando Fogo em Seu Rastro"... Sim, letras maiúsculas no início de cada palavra, pois era como se fosse um nome próprio!

Uma de suas leis diziam que a TV do Zaire não poderia mencionar ninguém além dele mesmo. E ainda, todas as notícias exibidas em período noturno deveriam mostrá-lo antes, como se estivesse descendo dos céus. Acha pouco? Ele  ainda proibiu o uso de chapéus com estampas de onça... Era um artigo exclusivo para ele...

7 - Kim Jong-iI

E para fechar nossa lista de piores ditadores modernos, não poderíamos deixar de mencionar Kim Jong-iI, da Coreia do Norte. Chegou ao poder assim que seu pai, Kim Il-Sung, faleceu. Era louvado com o título de  "Criador do Universo" e realmente afirmava que era a mente brilhante por trás de todas as criações que conhecemos. Inclusive, construiu uma cidade exatamente na fronteira entre as Coreias, com a intenção de enganar todos aqueles que tentassem fugir para o lado do sul.

Nas escolas, os estudantes tinham matérias exclusivas sobre o ditador, onde eram ensinados que ele não defecava. Bizarro? Não para ele. Acredite, ainda pode ficar pior... Ele mantinha em cárcere privado dois cineastas sul-coreanos, sequestrados apenas para realizarem um remake do filme "Godzilla", em versão norte-coreana.

O pior de tudo, era que ele mantinha o discurso de que o país era o mais democrático, livre e respeitado do mundo... Mesmo liderando uma nação em que pessoas eram torturadas e forçadas ao trabalho. Assim que faleceu, seu filho Kim Jong-un assumiu o poder e, lamentavelmente, podemos dizer que a situação permanece ainda mais crítica.

E então pessoal, o que acharam? Conhecem outros ditadores tão ruins quanto? Compartilhem com a gente aí pelos cometários!

Publicado em: 20/12/17 14h27