Entretenimento

7 escalações de atores mais polêmicas de Hollywood

0

Algumas pessoas acreditam que a escalação de elenco acontece na base do sorteio. Selecionam uns cinco nomes, escrevem no papelzinho, colocam na cartola e deixam o universo decidir. Na verdade, o trabalho é bem mais complicado. Existe uma função conhecida como Diretor de Elenco, na qual a pessoa é encarregada de encontrar profissionais que se encaixem no papel de determinada história. Eles trabalham com uma descrição física e de personalidade. E realizam audições para ter certeza se o ator ou atriz é a escolha certa para tal personagem.

Essa tarefa é complicada e demorada. Com o passar do tempo, Hollywood foi mudando um pouco quando o assunto é diversidade nas produções. Entretanto, a indústria está longe de não gerar polêmicas pela escalação de alguns atores para determinados papéis.

Fatores como favorecimento de celebridades em determinadas produções, exclusão de profissionais por características físicas são algumas das barreiras que a igualdade e inclusão encontram nas produções hollywoodianas. Mostramos aqui algumas dessas escalações polêmicas.

1 – Sia

A cantora está sendo alvo de polêmica por conta do filme “Music”. O longa marcará a estreia dela como diretora e está previsto para ser lançado em fevereiro. O problema com a produção é que ao invés de ter escalado u ator autista para fazer o papel principal, Sia decidiu escalar Maddie Ziegler, a dançarina de vários clipes da cantora.

A questão é grave. Tanto que vário grupos de proteção ao autismo, como o National Autism Association, irão convocar membros da indústria para boicotar as premiações em que o longa possa a vir ser indicado.

2 – Halle Berry

A atriz gerou polêmica em julho do ano passado quando disse ao público os planos dela de interpretar um homem trans. “Essa mulher é transgênero. Ela é uma mulher que faz a transição para homem, então meu cabelo vai precisar ficar bem curto. Eu quero experimentar esse mundo, quero entender esse mundo”, disse.

Claro que a fala d Berry não soou nada bem. E membros da comunidade LGBTQIA+ a criticaram e defenderam que o papel deveria ser feito por um ator trans. Atá porque, Berry sendo uma mulher cisgênero ela claramente não entende a experiência que uma pessoa trans tem ao se assumir tem todos os âmbitos da vida.

Felizmente, a atriz reagiu de forma positiva e se desculpou por ter dito oq ue disse. Além de também reconhecer que um ator trans era a escolha certa a se fazer.

3 – Scarlett Johansson

De acordo com a BBC,  em 2018, a atriz tinha aceitado interpretar o papel de um homem transgênero em “Rub & Tug”. Contudo, depois de ter recebido várias críticas ela acabou desistindo do papel.

Além dessa polêmica, Scarlett também foi criticada pelo filme “A Vigilante do Amanhã: Ghost i the Shell”, de 2017. No filme, a personagem Motoko Kusanagi, que a atriz interpreta, é originalmente asiática. E a atriz foi acusada de “branquear” a heroína.

4 – Matt Bomer

O galã de Hollywood interpretou Freda Von Rhenburg, que era uma prostituta transgênero, no filme “Anything”, de 2017. Claro que a escalação do ator também foi alvo de muita crítica.

Tanto que, o produtor executivo do filme, Mar Ruffalo, se desculpou depois por conta da má recepção que o filme teve na comunidade trans.

5 – Matt Damon

O filme “A Grande Muralha”, de 2016, foi criticado por conta da sua história. Isso porque, no longa vemos a história de um herói, um homem branco, que protege a Muralha da China.

Contudo, Matt Damon, que é o protagonista do longa, tentou se defender e disse que ele não tirou o lugar de outro ator chinês para o papel.

6 – Armie Hammer e Timothée Chalamet

Por mais que o filme “Me chame pelo seu nome” tenha sido bem aclamado pela crítica e até tenha sido indicado ao Oscar, ele foi alvo de polêmicas por conta da escalação dos atores.

Isso porque, tanto Armie Hammer como Timothée Chalamet são heterossexuais na vida real. E isso foi mau visto pelo público, já que eles interpretam um casal gay.

7 – Eddie Redmayne

Outro astro que se envolveu em polêmica pelo papel que interpretou foi Eddie Redmayne. O ator britânico, é um homem cisgênero, e deu vida à Lile Elbe, uma mulher trans, em “A garota Dinamarquesa”.

O ator chegou a ser indicado ao Oscar como Melhor Ator. No entanto, a polêmica não gira em torno do talento de Eddie. Mas sim da falta de visibilidade que a comunidade trans tem e a falta de oportunidade que atrizes trans tem de contar suas próprias histórias ao invés de homens cis que nunca entenderão sua dor.

Mulher dá aula de ginástica em meio ao golpe militar em Mianmar

Matéria anterior

Estudo identifica neurônios especialmente vulneráveis ao Alzheimer

Próxima matéria

Você pode gostar