7 personalidades históricas que mais sofreram ameaças de morte

POR Natália Pereira    EM História      12/02/18 às 18h41

Ameaças de morte já foram empregadas a diversas pessoas até hoje, desde as mais conhecidas até as mais normais - como qualquer um de nós. É claro que casos como esses quando acontecem com pessoas de maior destaque acabam recebendo maior repercussão, mas muitos deles você pode nem imaginar. A situação é complicada e já foi retratada em muitos filmes até hoje. Você já teve ter visto algum e se sentido incomodado com a forma com que elas são feitas.

Já imaginou sofrer uma ameaça de morte? Ficar com medo de sair na rua ou mesmo ter que se esconder ou ser protegido para manter a própria vida? Querer tirara a vida de alguém de verdade é algo muito pesado e infelizmente muitos passam por isso. Famosos, ou pessoas com maior repercussão na internet, também já passaram por isso e relataram o fato pela internet. A justiça acaba entrando no meio de casos como esses a fim de impedir que esse ato aconteça, algo muito difícil. Mas, você sabia que pessoas da história já passaram por isso também. Alguns desses vão te surpreender, outros talvez nem tanto. Mas, em geral, todos enfrentaram a triste realidade de terem suas vidas ameaçadas.

1 - Adolf Hitler

O primeiro da nossa lista não podia ser outra pessoa que não Hitler, o Führer da Alemanha nazista. Você não deve estar nem um pouco surpreso com a sua aparição aqui. Ele matou mais de 6 milhões de judeus, 2 milhões de poloneses e 4 milhões de pessoas "indignas" de viver. Dentre eles, prisioneiros de guerra, homossexuais, maçons, testemunhas de Jeová, dentre outros. Mas, algumas das ameaças também se voltaram para ele. A primeira delas foi em 1920. Naquele ano, enquanto fazia um de seus pronunciamentos, um tiro se voltou contra ele. Muitos ataques e ameaças como essa se seguiram, totalizando certa de 50, mas nenhuma foi capaz de trazer a sua morte.

2 - Grigori Rasputin

Existem muitas suposições e mistérios que envolvem a vida de Grigori Rasputin. Ainda sim, mesmo em vida, alguns conspiraram para a sua morte. O primeiro dos ataques aconteceu no dia 29 de junho de 1914, uma ex-prostituta chamada Khionia Guseva o teria atacado. Outras versões afirmam que na verdade ele estaria saindo da igreja, mas não se sabe ao certo. Ela teria apunhalado uma faca sobre o seu abdômen e, assim que achou que ele estava morto, gritado "Eu matei o anticristo!". Ele sobreviveu ao ataque da mulher e não parou por aí. Outros atentados como esse ainda se seguiram.

3 - Fidel Castro

Esse deve ser um dos homens mais difíceis de se matar que viveram até hoje. O ditador de Cuba, Fidel Castro, sofreu o maior número de tentativas de assassinato. Fabian Escalante teve muito tempo para protegê-lo e analisar os esquemas voltados para a sua morte. De acordo com ele, cerca de 638 tentativas foram aplicadas sobre Fidel, nos registros da CIA. Todas elas compunham os mais diversos dos cenários, desde um charuto explosivo até ataques armados da máfia. As tentativas contra ele foram apresentadas no documento "638 Formas de matar Castro". Uma das mais estranhas tentativas foi feita através da união da própria CIA com a amante de FidelMarita Lorenz. O plano incluía que ela contrabandeasse pílulas venenosas em seu quarto em uma jarra. Quando ele percebeu o que estava acontecendo a teria entregado uma arma e pedido que ela atirasse nele. Ela não conseguiu fazer isso.

4 - Hussein da Jordânia

O rei da Jordânia, Hussein, abdicou do trono de seu pai em 1952 e se manteve nele até o dia da sua morte, em 1999. Ele enfrentou 12 ameaças de morte antes que isso realmente acontecesse. A primeira e mais estranha aconteceu em 1951 depois que um extremista palestino atirou nele e em seu avô. Seu avô acabou morrendo no ataque e fez com que Hussein perseguisse o atirador. Depois de segui-lo, outro tiro ainda foi disparado contra ele mas ele foi salvo devido uma medalha que carregava. Uma vez ele chegou a dizer que se sentia como o personagem principal de um novela de detetive.

5 - Zog I da Albânia

O rei dos albaneses entre os anos 1928 e 1939, Zog I, aparentemente sobreviveu a 55 tentativas de assassinato. Em uma delas, da qual se tem mais conhecimento, ele teria recebido um tiro depois de sair de uma ópera em Viena. Ele teria revidado o ataque e atirado em seu atirador com uma arma que carregava sempre junto a ele.

6 - Yasser Arafat

Um dos líderes de maior destaque dos palestinos, Yasser Arafat, foi alvo de diversos ataques em sua vida. Uma delas envolveu um bombardeamento das forças aéreas israelenses sobre uma de suas sedes em 1985. 73 pessoas morreram decorrente ao ataque e ainda assim Yasser sobreviveu. Ele só morreu em 2004, quando tinha 75  anos. Ainda assim os motivos que o levaram a isso não foram divulgados publicamente.

7 - Gabriel Garcia Moreno

A presidência de Moreno, no Equador, durou mais do que se podia imaginar. Ele foi eleito pela primeira vez em 1861, mas ainda foi reeleito três outras vezes. As coisas já não estavam muito bem depois de sua terceira vez na eleição e ele chegou a pedir a benção do Papa. suas premonições aparentemente estavam certas. Assim que saiu da igreja que frequentava ele foi atacado por um grupo de homens. O líder do grupo, Faustino Rayo, o teria atingido com um facão enquanto o resto atirava sobre ele. De alguma forma ele ainda teria conseguido reconhecer seus agressores, mesmo com um braço decepado e vários outros ferimentos. Relatos afirmam que ele teria dito "Dios no muere" - Deus não morre, antes de morrer realmente.

Difícil imaginar como seria viver no lugar de todos esses homens marcados para morrer. Passar seus dias sabendo que existem pessoas querendo tirar a sua vida e que fariam de tudo para isso. Sabia que todos eles haviam passado por isso?

Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+