7 pessoas que são verdadeiros sobreviventes

POR Fatos Desconhecidos (Acervo)    EM Mundo Afora      02/08/15 às 15h49

Imagine se houvesse uma apocalipse zumbi ou se as condições de sobrevivência no planeta Terra fossem reduzidas por alguma razão, você acredita que conseguiria sobreviver?

Nestes casos, se manter vivo pode ser mais difícil do que aquelas provas de resistência dos reality shows que testam o limite humano. Mas não se preocupe, existe uma coisa que podem te ajudar, aliás, na verdade existem sete.

Afinal das contas, nada melhor para apreender a sobreviver do que se inspirar em pessoas que conseguiram essa proeza em circunstâncias bem complicas. Sendo assim, melhor ficar de olho nesses super sobreviventes da história:

1. Raúl Fernando Gómez Circunegui

raul

Quando tinha 58 anos, Raúl Fernando se perdeu durante uma tempestade de neve nas montanhas entre a Argentina e o Chile. Ele andava pelo local com a sua motocicleta que acabou quebrando.

Mas não pense que ele foi resgatado em seguida, o homem ficou quatro meses perdido e para sobreviver precisou comer ratos mortos e também uvas passas.  Por sorte, ele conseguiu encontrar um refúgio, onde foi encontrado apenas no dia 9 de setembro de 2013, a uma altitude de mais de 2.800 metros.

Mesmo sofrendo de pressão alta, e em estado de profunda desidratação, ele conseguiu se manter com vida, porém com cerca de 20 quilos. Já imaginou ficar perdido sozinho em uma cordilheira?

2. Tenentes Kloor, Hinton e Farrell

tenente

No dia 13 de dezembro de 1920, os tenentes Kloor, Hinton e Farrell, da Marinha dos Estados Unidos, caíram de um balão de hidrogênio e foram parar nas profundezas de uma selva no Canadá.

A cidade mais próxima era Moose Factory, em Ontário, que ficava a cerca de 32 quilômetros. Para sobreviver, os oficiais tiveram que caminhar durante uma semana na mata fechada, a baixas temperaturas e com pouco equipamento e alimentos.  Depois da longa caminhada eles chegarem ao posto de Hudson Bay, onde finalmente foram resgatados.

3.  John McCollom, Margaret Hastings e Kenneth Decker

No dia 13 de maio de 1945, um avião da força aérea do exército dos Estados Unidos, conhecido como "Gremlin Especial", se chocou contra uma montanha na então Nova Guiné Holandesa.

Dentro do avião estavam 24 oficiais, no entanto apenas três deles sobreviveram, John McCollom, que teve apenas pequenos ferimentos, Margaret Hastings e Kenneth Decker, que ficaram gravemente feridos.

Eles acabaram no meio de uma tribo local, conhecida pela prática do canibalismo. No entanto, para sorte dos três, eles preferiam a carne da tribo inimiga. O resgate do grupo ocorreu no dia 2 de julho de 1945, depois de 42 dias na selva em companhia dos nativos.

4. Slavomir Rawicz

polac ed

Slavomir Rawicz era um oficial da cavalaria no exército polonês, que acabou sendo capturado pelo Exército Vermelho em 1939. Ele foi torturado e levado a julgamento em Moscou, episódio em que foi condenado a 25 anos de trabalhos forçados na Sibéria.

Depois de trabalhar durante um ano em condições degradantes, Rawicz e outros seis prisioneiros decidiram escapar do campo de trabalho em que estavam, em Yakutsk.

Os fugitivos marcharam por cerca de 6.437 quilômetros a pé por uma tundra siberiana congelada, pelo deserto de Gobi, pelo Tibete e sobre as montanhas do Himalaia rumo a Índia britânica.

6. Poon Lim

pom lim
O record de sobrevivência em um bote é do marinheiro chinês Poon Lim, que ficou a deriva por 133 dias. Ele saiu da Cidade do Cabo em 23 de novembro de 1942 e seu barco foi atingido alguns dias depois por um torpedo nazista.

Antes que o navio afundasse por completo, Lim pulou na água e nadou durante duas horas até que encontrou um bote salva-vidas.

Para não morrer de fome, Lim improvisou uma linha de pesca e se alimentava de peixes, gaivotas e tubarões. Para não morrer de sede, ele tomava o sangue dos animais.

Ele marcava os dias que estava no bote e nadava sempre para os músculos não atrofiarem. O resgate finalmente aconteceu no Rio Amazonas.

Durante os dias em que estava perdido, Poon Lim perdeu apenas dez quilos. Ele relata ter avistado pelo menos sete navios, que não o viram ou simplesmente não paravam para ajudar.

7. Juliane Diller

diller
Juliane Diller ficou conhecida por ser a única sobrevivente entre os 93 passageiros do voo 508 da LANSA, que sofreu um acidente aéreo no dia 24 de dezembro de 1971.

O avião caiu em uma floresta peruana após ser atingido por um raio durante uma tempestade. A mulher, que na época tinha apenas 17 anos, caiu ainda presa no seu assento e teve a queda amortecida pela selva.

Ela sobreviveu com apenas uma clavícula quebrada, um corte em seu braço direito e o olho direito inchado. Mesmo sem nenhum treino de sobrevivência, ela conseguiu encontrar um pequeno riacho, que seguiu durante nove dias. Após a caminhada, Diller encontrou uma canoa e um abrigo próximo e decidiu esperar, logo foi resgatada por dois madeireiros.

Bônus: Carlos Páez
1
O uruguaio Carlos Páez é conhecido no mundo inteiro por ter sobrevivido a um acidente aéreo nos andes em 1972. O avião em que ele estava caiu, ele e outras dezenas de pessoas ficaram isolados e para sobreviver o grupo precisou comer a carne das pessoas que haviam morrido no acidente. Juntos os isolados comiam a carne das vítimas fatais em fatias finíssimas e congeladas, como carpaccio, quando eles finalmente foram salvos muita gente criticou o grupo por ter tido coragem de comer carne humana. E você o que faria?

Fatos Desconhecidos (Acervo)
Acervo, matérias feitas antes do ano de 2015.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+