7 prisões mais tenebrosas de toda a história

POR Diogo Quiareli    EM História      07/06/18 às 15h21

Deparamo-nos com diversos crimes diariamente ao assistir um jornal ou navegando rapidamente na internet. De pequenos furtos a assassinatos extremamente frios, há de tudo. No entanto, existem as punições para aqueles que cometem qualquer atrocidade. Prender o indivíduo é a escolha de todos os países.

As prisões são lugares que não costumam ser tão agradáveis. Algumas oferecem péssimas condições de vida, crueldade ao extremo e várias outras coisas que as tornam tenebrosas. Você pode achar que já viu as piores em filmes ou documentários, mas afirmamos, não viu! A Ilha do Diabo ou o Buraco Negro de Calcutá conseguem te fazer ficar noites sem dormir.

Nós da Fatos Desconhecidos listamos algumas das prisões mais tenebrosas de toda a história. Após ver isso, temos a total certeza de que seu medo de ser preso aumentará. Sem mais delongas, confira conosco e compartilhe com seus amigos.

1 - Acampamento Sumter

A Guerra Civil Americana levou a criação de campos de prisão para manter os soldados capturados presos. Esses lugares são conhecidos pela brutalidade e mortes de detentos. O pior deles com toda certeza foi o Acampamento Sumter que deteve cerca de 45 mil soldados da União. Era um grande campo de concentração. Pelo menos 13 mil homens morreram no local por negligência e exaustão. Há registros de que pelo menos 100 homens eram tirados sem vida diariamente dessa prisão. Alguns ainda morreram assassinados por outros detentos em busca de comida. Quando libertaram o campo, era difícil distinguir os cadáveres dos sobreviventes.

2 - Ilha do Diabo

A Ilha do Diabo era uma colônia prisional do império francês. Durante cem anos, a ilha foi um dos lugares mais temidos de todo o mundo. Ela ficava ao largo da costa da América do Sul. Os presos perdiam suas identidades e recebiam números ao invés de nomes. Eram enviados para essa prisão em gaiolas, igual animais. Quando chegavam, eram colocadas algemas em suas pernas, eles tinham que trabalhar e eram disciplinados como escravos. Os que tentavam escapar eram capturados e colocados em quartos superlotados e quase sempre morriam. Os prisioneiros trabalhavam o dia inteiro independente do seu estado de saúde. Quem fazia algo errado era trancado em um confinamento solitário por pelo menos seis meses. A fuga era quase impossível por causa da água infestada por tubarões ao redor. O local foi fechado em 1953.

3 - Buraco Negro de Calcutá

Em meados do século XVIII, as empresas das Índias Orientais eram mais poderosas do que muitos países. Em Calcutá, construíram uma grande prisão. Quem ia parar nela, era jogado dentro de uma pequena masmorra conhecida como "Buraco Negro de Calcutá". Os sobreviventes relataram que cerca de 150 pessoas eram presas em uma masmorra tão pequena que mal dava pra fechar a porta. A maioria morria sufocada. Eles ficavam trancados lá por apenas uma noite e isso já era o suficiente. De 150, cerca de 20 viam o dia seguinte.

4 - Castelo de If

O castelo foi temido por três séculos e as pessoas mandadas para lá ficavam no local até sua morte. Políticos que mentiam também eram enviados para o lugar. Os poucos que conseguiam passar pelas grandes muralhas acabavam morrendo do outro lado.

5 - HMS Jersey

Durante a Revolução Americana, os rebeldes eram capturados e mantidos em diversos lugares. Alguns eram presos em navios com situações precárias. Eles eram conhecidos como "navios-prisão" e o mais notório foi o HMS Jersey. Os mantidos a bordo sabiam o que era o verdadeiro "Inferno". Os guardas ficaram conhecidos por venderem rações para os prisioneiros e ganhar em cima disso. Por esse motivo, muitos morriam de fome. Morriam entre 6 e 14 prisioneiros diariamente. Mil foram mantidos presos o tempo inteiro e até, no final de tudo isso, 11 prisioneiros foram mortos.

6 - A Torre de Londres

Os renegados do século XVII sofriam com a aterrorizante Torre de Londres. Ela detinha nobres traidores, espiões estrangeiros e gangsteres. O local abrigava as pessoas antes de serem decapitadas. A última execução na torre aconteceu em 1941. Um espião nazista encontrado com documentos falsos foi morto a tiros.

7 - A Bastilha

A Bastilha era tão notória que há um feriado na França para celebrar sua destruição. O local era uma enorme fortaleza que guardava os portões de Paris. Com o tempo, a estrutura acabou se transformando numa prisão. Apenas um pequeno número de pessoas foi mantido na Bastilha. Ficou conhecido como local de tortura e isolamento. As células eram pequenas e escuras e os prisioneiros eram abaixados por cordas. Algumas famílias nobres conspiravam para ter seus inimigos secretamente levados para a Bastilha e nunca mais libertados. Alguns rumores descreveram moradores desaparecendo durante a noite e nunca mais sendo vistos. O homem da máscara de ferro não foi apenas um personagem fictício. Por 34 anos ele foi trancado e sua identidade escondida por uma máscara de ferro. Não se sabe quem ele era de fato, só sabemos que foi mantido na Bastilha.

E aí, o que você achou dessa lista? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Via   Eskify  
Imagens Quora Super Novo
Diogo Quiareli
Geminiano, 24 anos, goiano.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+