• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 provas de que a linha do tempo dos filmes de X-Men está completamente fora de ordem

POR Gabi Noronha    EM Fatos Nerd      14/06/18 às 17h13

No universo cinematográfico dos super-heróis, nada consegue ser tão bagunçado quanto a - suposta - cronologia dos filmes dos X-Men. Ao longo de dezoito anos de produção, a linha temporal foi mais mexida que ovo na frigideira e o vai e vem das histórias ficou bem complicado de acompanhar com o tempo. Sendo assim, os fãs simplesmente pararam de se preocupar com a ordem dos eventos nos filmes e passaram a curtir as obras independente desse "detalhe".

Mesmo assim, alguns fãs ainda insistem em tentar juntar os fatos para, quem sabe, encontrar algum sentido. No entanto, quanto mais mexemos na linha temporal de X-Men, mais confusa ela se torna. Quanto mais tentamos encaixar as peças, mais percebemos o quanto elas são diferentes. A fim de pura curiosidade, separamos alguns fatos que comprovam a desordem cronológica nas histórias dos filmes.

1 - Mutantes entre nós

No primeiro filme da franquia, lançado em 2000, a partir da trama apresentada, subentende-se que os mutantes tinham acabado de se revelar para o mundo. Por causa disso, o governo lutava para aprovar uma lei de registro para eles. Essa é a base da história do filme, já que Xavier tenta a todo custo provar a pacificidade dos mutantes. No entanto, isso pode ser contestado graças a Dias de Um Futuro Esquecido. O filme se passa nos anos 1970, período em que os mutantes ainda viviam em segredo. Contudo, como manter a existência da espécie escondida se Magneto e companhia realizaram um espetáculo no final ao destruir o estádio? Meio complicado.

2 - O passado de Tempestade

Tempestade faz parte dos X-Men desde o primeiro filme. Já adulta e bem experiente, ela não possui tanto destaque no primeiro longa. No entanto, a partir do segundo ela assume o comando da equipe e se torna uma referência para os estudantes do Instituto. Já em X-Men: Apocalipse, vemos como ela entrou para a equipe e é exatamente nessa parte que se encontra o problema. No filme, Ororo nasceu no Cairo, teve uma juventude conturbada e possui um forte sotaque. Nada do que é mostrado em Apocalipse tem qualquer referência ao futuro da personagem. Nos primeiros X-Men, Tempestade não tem sotaque algum e nem menciona qualquer parte de seu passado. Parecem duas pessoas à parte.

3 - A época de Logan

Logan é o melhor filme do Wolverine e parece ser um filme totalmente independente de seus antecessores. Não deveria ser assim, afinal ele é a terceira parte do arco individual do personagem. Dessa forma, temos uma ótima história contada, mas sem respostas suficientes. Não sabemos ao certo o período histórico em que Logan se encontra. Também não há explicações para o que aconteceu com o Professor Xavier ou como Wolverine conseguiu seu adamantium de volta. Claro, nada que atrapalhe essa verdadeira obra prima.

4 - Equipe fica mais jovem com o tempo

Alguns mutantes realmente demoram a envelhecer, de modo que vinte anos depois eles tendem a ter a mesma fisionomia. Contudo, no caso dos personagens dos filmes de X-Men, outro fenômeno acontece. Com o passar do tempo eles ficam mais jovens. No longa de 2000, o período histórico é o atual e os principais heróis são mostrados já na idade adulta. Primeira Classe se passa na década de 1960. Já Dias de Um Futuro Esquecido na década de 1970 e Apocalipse na de 1980. Mesmo assim, muitos personagens não parecem ter envelhecido um dia sequer ao longo das décadas - pelo contrário, até parecem mais jovens!

5 - A relação entre Xavier e Mística

Xavier e Mística aparecem em todos os filmes originais; ele já como um senhor e ela um pouco mais nova. Apesar disso, eles nunca se encontram na história. Eles não conversam entre si ou comentam qualquer coisa sobre se conhecerem. Nem mesmo Magneto fala a respeito disso. Por outro lado, em Primeira Classe eles são mostrados como irmãos. Os dois cresceram juntos, foram muito amigos e por um bom tempo serviram o mesmo lado. Então, como uma relação tão forte dessa simplesmente é esquecida?

6 - Criação do Cérebro

Os filmes lançados depois de O Confronto Final parecem ignorar completamente os originais. Outro exemplo de que o roteiro não segue uma ordem lógica está na criação do Cérebro. No primeiro, Xavier explica a Wolverine que Magneto o ajudou a criar a máquina. Tudo isso para, em Primeira Classe, o Professor nunca nem ter ouvido falar disso. Nessa versão, Hank é o responsável por criar o equipamento.

7 - A ressurreição de Xavier

Com todo o sucesso conseguido nos filmes originais, Wolverine acabou ganhando spinoffs com uma linha temporal tão complicada quanto a dos filmes anteriores. Por exemplo, Professor Xavier morre em X-Men: O Confronto Final. Ao menos era o que todos pensaram, apesar da cena pós-crédito que indica uma ressurreição em outro corpo. No entanto, como todos sabem, ele retorna para os outros filmes de Wolverine com a mesma aparência de sempre, sem nenhuma explicação ou preocupação com a cronologia, ou mesmo a lógica.

Próxima Matéria
Via   CBR  
Imagens BDS HG DOG TVOM TZ EG IGNBR
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Mais aventuras em Instagram: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+