Terror e Sobrenatural

7 terríveis casos reais de pessoas que brincaram com o Jogo do Copo

0

O jogo do copo, mundialmente famoso como ouija, tem como objetivo falar com espíritos. Na versão ouija, a brincadeira do copo é feita com um tabuleiro que contém as letras do alfabeto, números entre 0 e 9, as palavras “sim”, “não”, “Olá” (ocasionalmente), e “adeus”, juntamente com vários símbolos.

O jogo do copo indica a mensagem de um espírito, assim como em uma sessão espírita. Os participantes colocam os dedos sobre o copo, e ele é movido sobre a placa para soletrar palavras. O tabuleiro Ouija era considerado um jogo de inocente, não relacionado com o ocultismo, até a americana espírita Pérola Curran popularizar seu uso como uma ferramenta de adivinhação durante a Primeira Guerra Mundial.

Algumas denominações cristãs acreditam que a brincadeira do copo, assim como a versão Ouija, podem levar à possessão demoníaca. Os ocultistas, por outro lado, estão divididos sobre a questão, com alguns dizendo que o jogo pode ser inofensivo e outros acreditam que as pessoas inexperientes devem ter cautela ao brincar com espíritos.

Conheça alguns casos reais e assustadores que envolveram a polêmica brincadeira do copo:

Fez surgir ‘O Exorcista’

Nos Estados Unidos, em 1949, um menino de 14 anos de idade, tentou entrar em contato com sua tia morta através do tabuleiro Ouija. Depois disso, coisas bizarras ocorreram: sua cama tremeu violentamente, objetos voavam no quarto e vergões apareceram em sua pele. Ele foi acusado de estar possuído por demônios e foi “exorcizado”. Parece familiar? Este conto do tabuleiro Ouija foi a base para o filme “O Exorcista”, um dos mais arrepiantes filmes de terror já feitos.

Encontrou um homem desaparecido

12

Em 1978, professores da Universidade de Bolonha realizaram uma sessão com um tabuleiro Ouija. Eles pediram para o tabuleiro Ouija dizer o local onde o político Aldo Moro estava. Ele havia sido sequestrado por terroristas. O tabuleiro Ouija enunciou ‘Gradoli’. Somente após os terroristas matarem Moro, foi descoberto que ele tinha sido mantido prisioneiro em um subúrbio de Roma, em uma casa na ‘Via Gradoli’.

Livro

13

Em 1913, no Missouri, uma jovem chamada Pérola Curran canalizou um espírito chamado “Ira Paciente” através de um tabuleiro Ouija. Durante os próximos 24 anos, o espírito, que disse que tinha vivido em Dorset em 1600, escreveu seis romances e milhares de poemas para Pérola através do tabuleiro Ouija. Pérola, que tinha pouca educação literária, tornou-se uma sensação editorial.

Enloqueceu uma cidade

14

A cidade de El Cerrito, Califórnia virou notícia em 1920 quando a polícia prendeu várias pessoas que estavam “enlouquecidas” depois de usar um tabuleiro Ouija. Elas ficaram histéricas e começaram a arrancar suas roupas na rua. Funcionários públicos da cidade imediatamente proibiram o tabuleiro Ouija.

Matou um homem

15

No estado do Arizona, em 1934, Mattie Turley atirou em seu pai com uma espingarda. O jovem de 15 anos disse no tribunal que o tabuleiro Ouija disse que ele deveria matar seu pai. Mattie disse que o tabuleiro Ouija, usado por sua mãe Dorthea, soletrou ‘Papai deve morrer’. Dorthea foi condenada à prisão, mas foi libertada após três anos – Mattie ficou em um reformatório até seus 21 anos.

“Ajudou” em um julgamento

16

Em 1993, um júri em Hove, EUA condenou Stephen Young por um duplo assassinato de ​​depois de consultar um tabuleiro Ouija. Aparentemente, depois de algumas bebidas, os jurados pediram ao tabuleiro Ouija como deveriam votar – “culpado” foi que ele disse. Devido a esse “experimento bêbado” com o tabuleiro Ouija, o juiz determinou o julgamento como inseguro e ordenou um novo julgamento.

Começou um motim prisional

17

Depois de fazer o seu próprio tabuleiro Ouija, membros de gangues latinas em uma prisão californiana acreditavam que eles estavam possuídos pelo diabo. Eles causaram um tumulto e um padre teve que realizar um exorcismo coletivo.

8 coisas que você nunca soube sobre o Chaves

Matéria anterior

7 maiores segredos de todos os jogos de Super Mario

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos