Fatos Nerd

8 segredos que a produção de Two and a Half Men não quer que você saiba

0
"Apologies For The Frivolities" -- Charlie (Charlie Sheen, left) talks with his brother Alan (Jon Cryer, center) and his nephew Jake (Angus T. Jones, right) about his new girlfriend, on TWO AND A HALF MEN, scheduled to air on the CBS Television Network. Photo: Greg Gayne/Warner Bros ©2006 Warner Bros. Television. All Rights Reserved.

Centrado na vida de dois irmãos, Charlie (Charlie Sheen), Alan Harper (Jon Cryer) e seu filho Jake (Angus T. Jones), Two and a Half Men foi um dos sitcons mais amados dos Estados Unidos entre 2003 e 2015. Mas por trás das risadas que a série causava em seus espectadores, havia um elenco bastante conturbado. Apesar do sucesso, as coisas começaram a decair quando Charlie Sheen perdeu o controle. Por algum tempo, os produtores tentaram esconder o abuso de álcool e drogas do ator, mas o segredo logo foi descoberto pela mídia.

Depois da saída de Charlie, o ator Ashton Kutcher entrou em seu lugar como o Walden Schmidt, e Two And a Half Men finalmente chegou ao último e polêmico episódio no dia 19 de fevereiro de 2015. Mas, tirando os vexames de Charlie que todos conhecemos, existem outros segredos que você provavelmente não sabe sobre a série. Confira:

1 – Os produtores queriam que o Charlie participasse do final

Apesar dos ressentimentos entre Charlie e os produtores, eles queriam a presença do ator no episódio final para terminar a série com chave de ouro. Depois de mostrar a história para o ator, ele não se interessou. Em entrevista para a New York Times, Chuck Lorre afirmou: “Eu acho que ele não enxergou o humor nele (no episódio final), o que está tudo bem. O que você pode fazer? Nós achávamos que seria uma excelente maneira de terminar a série“.

2 – Charlie e Ashton Kutcher brigaram

Apesar de elogiar a série pela forma como eles lidaram com a morte de Charlie Harper, e fizeram a transição para Ashton Kutcher, parece que Charlie não estava verdadeiramente feliz com a substituição. Ele demonstrou o desprezo através da sua conta no Twitter, dizendo a Kutcher para parar de arruinar a “sua” série. Durante entrevista para o Jimmy Kimmel, Kutcher respondeu dizendo para Charliecalar a p* da boca“. E claro, Charlie foi novamente ao Twitter para responder: “mas as notícias correm. Cara, você pede para eu calar a p* da minha boca de novo, que eu te coloco em um hospital com comida diet por um ano“. Tenso.

3 – Charlie parou a produção para ir para a reabilitação

Mesmo contra sua vontade, Charlie foi obrigado pelos produtores a se internar em uma clínica de reabilitação. A série estava no meio das gravações, e eles concordaram que, se fosse para ajudar o ator, eles pausariam as filmagens. Claro, isso não resolveu a situação problemática de Charlie Sheen.

4 – Angus T. Jones deixou a série devido a valores morais

Não foi apenas Charlie Sheen que teve uma saída dramática de Two and a Half Men. Angus T. Jones se juntou a uma igreja adventista, e afirmou que a série era imunda e ele não queria participar mais daquilo. Jones acreditava que o enredo de Two and a Half Men era contra seus valores morais, e ele não podia continuar. “Você não pode ser uma pessoa verdadeiramente de Deus e estar em um programa de televisão como esse“, afirmou o ator.

5 – Havia um segundo final

O episódio final de Two and a Half Men foi praticamente uma indireta para Charlie Sheen. Em uma nota no final, Chuck Lorre explica que havia outra ideia em mente que incluía Sheen no enredo, mas isso não aconteceu. “Para o registro, ele recebeu a proposta do papel. Nossa ideia era levá-lo para caminhar até a porta da frente na última cena, tocar a campainha, depois virar, olhar diretamente para a câmera e sair com uma advertência maníaca sobre os perigos do abuso de drogas. Ele explicaria esses perigos apenas aplicados a pessoas comuns. Que ele estava muito acima da média. Ele era um guerreiro ninja de Marte. Ele era invencível. E então nós deixávamos um piano sobre ele. Achamos que foi engraçado. Ele não achou“, escreveu o criador.

6 – Houve um triangulo amoroso real

Depois de se divorciar em 2004, Jon Cryer começou a namorar uma mulher. Certo dia, ele decidiu apresentar a sua nova namorada para o seu colega de elenco, Charlie Sheen. É isso mesmo que você está pensando! As coisas ficaram muito estranhas quando a mulher afirmou que ela já conhecia o Charlie, mas ele negou. Para a surpresa de Cryer, sua nova namorada já havia dormido com o seu colega. Imediatamente, o ator terminou com ela.

7 – Hugh Grant deveria substituir Charlie

Depois da saída de Charlie Sheen, os roteiristas de produtores da série não sabiam o que fazer. Eles contataram o ator Hugh Grant para ver se ele estava disponível a entrar na história de alguma forma. Em entrevista para a Howard Stern o ator afirmou que não aceitou a proposta, pois não sabia nada sobre o personagem que eles estavam oferecendo. “Eles conversaram comigo, mas o problema é que eles não tinham um script ou um novo personagem“, afirmou o ator.

8 – Charlie queria um spin-off

Mesmo após a sua saída, Charlie queria estar envolvido na série de alguma forma. Em uma nota no final do último episódio, o criador Chuck Lorre revelou que Charlie queria um spin-off de Two And a Half Men. Ele esperava que os produtores se interessariam em criar uma série voltada apenas para a vida do Charlie e Alan, que se chamaria The Harpers. Contudo, depois de tantos transtornos, eles não queriam trabalhar com o ator novamente.

E aí, qual desses segredos mais te surpreendeu? Deixe nos comentários e compartilhe a matéria.

Isso é o que acontece quando você coloca refrigerante no tanque do seu carro

Matéria anterior

Seven Deadly Sins – Novo poster revela um personagem muito esperado pelos fãs

Próxima matéria

Mais em Fatos Nerd

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.