Já se passaram 7 dias desde que greve dos caminhoneiros começou e muitas cidades começaram a sofrer pela falta de combustível. Uma das soluções encontradas para quem tem carro flex, que funciona a gasolina e etanol, é utilizar álcool de farmácia no seu veículo. A pergunta é que fica: isso pode acabar com seu carro?

Para a surpresa de muitos, em situações de emergência, álcool de farmácia pode sim ser utilizado para abastecer carros flex. O problema é que não pode sair colocando qualquer produto no seu carro. No rótulo do produto você pode encontrar a graduação ºGL (Gay-Lussac), que indica a porcentagem de álcool puro naquele produto.

O álcool ideal

Publicidade
continue a leitura

O produto ideal para ser utilizado deve ter pelo menos 90º GL. As farmácias geralmente vendem produtos que variam de 70º GL a 96º GL, então basta dar uma lida no rótulo para encontrar uma saída até que combustível chegue nos postos novamente.

E o álcool de supermercado e bebidas alcoólicas?

Publicidade
continue a leitura

Aqui mora mais uma dúvida do brasileiro, principalmente depois de vários vídeos viralizarem no Whatsapp de pessoas abastecendo motocicletas com bebidas alcoólicas. A resposta é simples: não é recomendado, uma vez que essas bebidas raramente passam de 50º GL, enquanto o álcool vendido em supermercado tem apenas 54º GL, por medidas de segurança.

Publicidade
continue a leitura

Com outros elementos presentes no liquido, que na sua grande maioria das vezes é água, o motor não consegue trabalhar com liquido podendo causar um grande problema no seu veículo. Também é bom ressaltar que se deve usar álcool de farmácia apenas em medidas de emergência, já que o produto não foi feito para esse fim.

E aí, o que achou? Está sentindo a falta combustível aí na sua cidade? Já teve que usar álcool de farmácia no seu veículo? Comenta aí e compartilha com todo mundo.

Publicado em: 27/05/18 23h27