Batman descobre que o assassinato de seus pais salvou o mundo inteiro

POR Gabi Noronha    EM Fatos Nerd      06/06/18 às 18h03

A maior tragédia na vida de Bruce Wayne foi a morte de seus pais. Ele nunca conseguiu superar a perda, um acontecimento que moldou todo seu futuro. Bruce se tornou um homem solitário, desconfiado de tudo e de todos. Para defender a justiça e a verdade, ele abraçou seu medo e o levou aos criminosos pelas ruas e becos de Gotham. Acima de tudo, o ato também foi uma forma de continuar o trabalho de seus pais de tentar salvar a cidade de si mesma. Foi por causa do assassinato de Thomas e Martha Wayne que Batman nasceu.

Essa questão sempre ficou muito clara dentro da mitologia do personagem. Entretanto, o que as pessoas não sabiam era que a morte do casal influenciaria também no resto do mundo. Se você está confuso, explicamos o que acabou de acontecer. Caso não saiba, Bruce Wayne e Selina Kyle estão de casamento marcado. O grande evento ocorrerá em Batman #50, com lançamento previsto para 4 de julho. Como imaginado, todos os heróis foram convidados. E Gladiador Dourado teve uma grande ideia para presentear Bruce - ou nem tanto... Em Batman #47, ele viajaria no tempo, impediria o assassinato de seus pais e, dessa forma, mostraria à sua versão adulta o heroísmo e as amizades que poderia ter perdido. Com isso, ele pretendia deixar Bruce decidir aceitar que sua tragédia foi para um bem maior. A intenção talvez fosse boa, mas o resultado passou longe disso.

O peso da vida

Com tanta experiência, Gladiador Dourado deixou sua ingenuidade falar mais alto. Ele não contava com o desastroso efeito borboleta que seu ato poderia causar. Portanto, ao realmente salvar Thomas e Martha, o herói impediu o surgimento do Batman. Afinal, Bruce continuou uma criança feliz, com um lar, seus pais e tudo mais que desejasse. Entretanto, Gotham se transformou em um lugar muito pior. Na verdade, existia um Batman na cidade, mas com boas e más notícias. O lado bom era que Dick Grayson era o homem por trás da máscara, já o ruim era que, sem as orientações de Bruce, ele não possuía qualquer código moral. Dick tentava ajudar Gotham e seus habitantes, mas sem medir os custos. Isso significava matar, caso necessário.

Gladiador Dourado quase acabou como uma de suas vítimas; não por ser um herói, mas por ter poderes. Coringa lançou seu gás venenoso na cidade e, para evitar que o Gladiador se tornasse um perigo, Dick não hesitou em mata-lo. Lanterna Verde, por exemplo, foi tão afetado que estourou a própria cabeça com seu Anel do Poder. Como se não bastasse, sem o Batman certo, por assim dizer, Ra"s al Ghul e a Liga dos Assassinos controlavam livremente o supercontinente conhecido como Eurasia. Eles possuíam negócios por todo o mundo e, inclusive, sua própria versão do Coringa. A pior parte veio na descoberta de que, sem Batman, não existia Liga da Justiça e, portanto, não havia heróis para salvar Gotham e o mundo.

Colando as pontas

Por fim, Thomas foi visto lamentando por seu filho nunca ter tido a chance de conhecer Gotham como uma cidade livre de tantos corruptos. Ele se entristeceu por Bruce ter crescido em um lugar marcado por zonas de guerra e desastres constantes. O casal tentou salvar o lugar por décadas, mas não conseguiu chegar a lugar algum.

Ao perceber o grande erro cometido, Gladiador Dourado tenta reverter a situação. Eventualmente ele consegue, mas não antes de ter aprendido e ensinado algo aos leitores. Batman foi a base para a existência da Liga da Justiça - e sem Liga não há salvação maior. Porém, o Cavaleiro das Trevas só pode existir em um mundo no qual seus pais não vivem mais.

Via   SR  
Imagens SR
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Mais aventuras em Instagram: @gabinoronhaf

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+