Curiosidades

Casal gasta 400 reais em restaurante e finge passar mal para não pagar a conta

0

Sair para comer em um restaurante bom é um costume muito comum entre as pessoas, seja para comemorar algo, ter um encontro, reunião em família ou apenas para se alimentar. Só que às vezes, os clientes querem comer em determinado lugar, mas não querem ter a parte “chata”, que é pagar a conta.

Esse parece ter sido o caso desse casal, que foi comer em um restaurante japonês no bairro Batel, em Curitiba, e tentou aplicar um golpe no estabelecimento. Eles foram ao restaurante na noite do último sábado e, segundo relato, o casal fez uma conta de 401,30 reais. Contudo, depois de terem jantando, eles alegaram estar passando mal.

Por conta disso, uma equipe médica foi chamada até o estabelecimento e disseram que o casal estava bem. Então, devido à simulação feita por eles a Polícia Militar foi chamada ao restaurante. Quando isso aconteceu, o casal apresentou a ela documentos falsos.

Toda a situação gerou uma confusão no restaurante japonês e o casal foi encaminhado à Central de Flagrantes. Lá, eles foram autuados por estelionato e permanecem presos.

Golpe

Freepik

O jantar do casal foi cheio de sushi, sashimi e muito shoyu, mas terminou na delegacia. Depois de ter consumido vários pratos típicos da culinária japonesa, o casal pediu uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Quando a equipe médica chegou ao local, eles entraram no restaurante e fizeram o atendimento ao casal. Contudo, constataram que o par não tinha nenhum problema de saúde e que não estava passando mal.

Portanto, com uma suspeita de crime, a Polícia Militar foi até o restaurante japonês e pediu a documentação do casal. Nesse momento, tanto o homem quanto a mulher entregaram documentos falsos à polícia.

Quando a polícia os questionou a respeito do pagamento da conta, o casal disse que não tinha dinheiro para pagá-la. Por conta de toda a situação que tinha se formado, o casal foi encaminhado à Central de Flagrantes.

Já na Central de Flagrantes, o sistema da polícia foi verificado e com isso eles viram que o casal já tinha cometido esse mesmo golpe em outros estabelecimentos da capital paranaense.

Outro caso

G1

Parece que “passar mal” para evitar pagar conta de estabelecimentos está na moda. Isso porque, além do casal de Curitiba, um homem também tentou aplicar esse mesmo golpe em um bar em Goiânia.

Segundo a comanda do cliente, ele pediu vários tipos de bebidas alcóolicas, como por exemplo, whisky, cervejas e gin, além de ter comido várias carnes. Segundo a TV Anhanguera, o cliente estava acompanhado de amigos e mulheres, mas todos foram embora e o deixaram sozinho no bar. Então, assim que o cliente disse que estava passando mal, o gerente do bar chamou os bombeiros para que eles prestassem os primeiros socorros.

No entanto, assim como aconteceu com o casal, depois que os bombeiros chegaram ao local e examinaram o homem, eles perceberam que ele estava fingindo. Foi então que a Polícia Militar foi acionada pelo gerente do bar.

Quando os policiais militares chegaram ao bar, o cliente se negou a dar sua identificação correta e também se recusou a assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Seguindo com o processo na Justiça, a juíza Lívia Vaz da Silva concedeu liberdade provisória ao suspeito mediante o pagamento de fiança de 10 mil reais. O homem, também como o casal de Curitiba, já tinha aplicado esse mesmo golpe em outros estados brasileiros.

Em Goiânia, ele conseguiu ser liberado da prisão mesmo sem pagar a fiança. E impressionantemente, dias depois, ele tentou aplicar o mesmo golpe em Tocantins. Contudo, lá ele foi preso e continua na prisão pelo golpe aplicado.

Fonte: Ric mais,  G1

Imagens: Freepik, G1

Com a carne mais cara, o que brasileiros estão comendo?

Matéria anterior

Mural de Marília Mendonça que foi vandalizado em SP é corrigido por artistas

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos