• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Cientista explica porque tantos X-men têm a pele azul

POR Letícia Dias    EM Fatos Nerd      05/08/19 às 15h50

Noturno, Fera, Mística. Esses são alguns dos X-Men mais famosos, ao mesmo tempo, os três partilham uma similaridade fenotípica: a cor azul. Partindo dessa variação genética adicionada à popularidade dos personagens, um cientista resolveu utilizar as figuras dos quadrinhos para dar uma aula de biologia. E toda essa iniciativa partiu de uma premissa de democratização da ciência.

A Science Of é  uma organização formada por educadores e comunicadores de áreas envolvendo ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Esses profissionais buscam utilizar referências da cultura pop como forma de facilitação do aprendizado. Se você é uma daquelas pessoas voltadas pra área de humanas, sabe o quanto é difícil aprender as fórmulas de física sem nenhum macete. Por isso, o pessoal da instituição busca romper com o estereótipo de que ciência é algo difícil. Para tornar o conteúdo de ensino mais atrativo, eles resolveram explicar o porquê dos mutantes serem azuis.

Do reino animal aos quadrinhos

O Dr. Eric Spana, apesar de ser xará do Magneto, é professor de biologia na Universidade Duke. O cientista resolveu apontar a colorização azul no reino animal como analogia à pele de mesma cor dos X-Men. Já sabemos que essa diferença cromática é frequentemente utilizada para denotar o "outro" no Universo Marvel. Sim, não basta ser mutante, tem que ser um mutante diferentão.

"Existem apenas alguns organismos na Terra que podem produzir o pigmento azul. Algumas espécies de borboleta, por exemplo". O professor, que não é o Xavier, explicou que os humanos não produzem quitina, então já são descartados dessa seleta lista de azulados. A queratina é uma proteína, que está presente tanto em penas quanto no cabelo e unhas humanos. Logo, o pelo azul do Fera "deriva de duas mutações diferentes: uma que provoca os pelos longos e outra que faz com que a queratina no cabelo reflita a luz azul. Como um gaio-azul". Porém, essa situação não é aplicável a todos os casos. "Noturno, no entanto, não tem excesso de pelos, mas continua tendo a pele azul. Sua mutação pode ser nas fibras de colágeno, o mesmo visto nos narizes e costas dos mandris", explicou Spana.

Próxima Matéria
Imagens Marvel Fox
Letícia Dias
Trabalhando pra falar de super-heróis, filmes e séries em tempo integral | @letdiax
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+