Ciência e TecnologiaCuriosidades

Cientistas descobrem como adicionar visão noturna em olhos humanos

0

Foi comprovado cientificamente que animais como cães, gatos e raposas possuem uma visão capaz de enxergar quase qualquer coisa no escuro. A ótima visão se deve a uma estrutura especial chamada de tapetum lucidum, que seria uma membrana posicionada dentro do globo ocular de alguns animais vertebrados, que reflete a luz que adentra nos olhos, como um espelho.

É por isso que os gatos, por exemplo, ficam com os olhos assustadoramente brilhantes no escuro. E se algo parecido fosse implantado em humanos fazendo com que estes passassem a ter visão noturna? Foi exatamente o que aconteceu.

vision-nocturna1

Alguns cientistas bioquímicos norte-americanos descobriram como adicionar visão noturna em olhos humanos.O experimento permite que um homem consiga enxergar até 50 metros na escuridão total por horas. A substância que produz essa visão incrível chama-se Clorina E6 (CE6), e tem origem em criaturas marinhas. A CE6 já é utilizada desde os anos 1960 para tratar diferentes tipos de câncer, e agora está revolucionando a ciência.

t3-ce6-rebuildable-clearomizer

 

A cobaia do experimento foi um rapaz chamado Gabriel Lucina. Ele recebeu 50 ml da substância CE6 no seu saco conjuntival – uma bolsa que fica na parte inferior dos olhos. Essa estrutura carrega a substância química até a retina.

Depois de cerca de uma hora, o experimento começou a dar certo. Gabriel foi colocado em um local com total ausência de luz, e logo começou a reconhecer formas e símbolos que estavam a 10m de distância. Com o tempo, ele enxergou pessoas que estavam a 50m distância, entre algumas árvores.

Quando questionado, Gabriel Lucina acertou o que eram os objetos em 100% das vezes. Ou seja, ele realmente adquiriu visão noturna. O efeito da CE6 passou depois de cerca de 20 dias, sem nenhum dano ou efeito colateral.

E aí, você toparia experimentar?

Êxtase Cerebral: O que é? Como ter?

Matéria anterior

O que acontece se você colocar uma lata de coca na lava vulcânica?

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos