Curiosidades

Cientistas finalmente sabem o motivo do siso aparecer apenas quando as pessoas estão quase adultas

0

Em suma uma das primeiras coisas que as pessoas mais notam nas outras são os dentes. Eles viraram uma grande preocupação, por isso, vários e novos tratamentos foram feitos para eles. Isso porque perder os dentes pode ser algo assustador, para qualquer pessoa.

Ademais se engana quem pensa que os dentes são apenas para mastigar. Quanto mais se descobre sobre eles, mais se vê que eles estão ligados amplamente com a saúde do corpo, funcionamento mental e muito mais.

Em nosso desenvolvimento tudo tem seu tempo. Um exemplo disso é que os últimos dentes dos humanos começam a crescer, geralmente, quando a pessoa está quase saindo da adolescência.

Siso

O motivo disso acontecer é um mistério bem difícil de resolver. Contudo, pesquisadores da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, acreditam que podem finalmente ter desvendado esse mistério.

“Um dos mistérios do desenvolvimento biológico humano é como a sincronia precisa entre a emergência molar e a história de vida surgiu e como ela é regulada”, disse a antropóloga e autora principal, Halszka Glowacka.

A autora do estudo contou com a colaboração de Gary Schwartz, um paleoantropólogo do Instituto de Origens Humanas da Universidade do Arizona. E juntos eles reuniram exemplos de crânios diferentes para comparar o seu desenvolvimento.

Os pesquisadores transformaram ossos e dentes de 21 espécies de primaras em modelos 3D. Com isso, eles descobriram que o tempo dos nossos molares adultos tem bastante a ver com o equilíbrio da biomecânica nos nossos crânios em crescimento.

Crescimento

Geralmente, as formas adultas dos dentes que se usa para triturar a comida em uma pasta emergem em três estágios. São eles, por volta dos seis, 12 e 18 anos, mais ou menos. Enquanto, outros primatas tem seus molares adultos mais cedo. Embora tenhamos muitas semelhanças com os chimpanzés, seus molares vem com idade entre três, seis e 12 anos.

Um outro fator bem importante que restringe esse momento em que os dentes podem aparecer é o espaço. Se a mandíbula não for grande o suficiente, não faz sentido eles nascerem para apertar os outros dentes.

Como os humanos não tem muito espaço na boca, os dentes siso são um grande problema para a nossa espécie. Contudo, isso não explica porque eles aparecem tão tarde.

“Acontece que nossas mandíbulas crescem muito lentamente, provavelmente devido às nossas histórias de vida lentas e, em combinação com nossos rostos curtos, atrasos quando um espaço mecanicamente seguro, ou um ‘ponto ideal’, está disponível, resultando em nossas idades muito tardias de emergência molar”, disse Schwartz.

Observações

Como os humanos tem rostos mais achatados, o tempo que leva para o crânio desenvolver uma estrutura adequada para os dentes mais próximos dos músculos próximos à dobradiça é maior. Por isso que precisamos esperar até que os crânios se desenvolvam até um ponto onde as forças aplicadas em cada conjunto de molares não danifique a mandíbula em crescimento.

Saber disso não apenas dá aos pesquisadores uma nova forma de avaliar as condições dentais, como também pode ajudar os paleontólogos a entenderem melhor a evolução das nossas mandíbulas que são únicas entre os ancestrais hominídeos.

“Este estudo fornece uma nova lente poderosa através da qual as ligações há muito conhecidas entre o desenvolvimento dentário, o crescimento do crânio e os perfis maturacionais podem ser visualizadas”, concluiu Glowacka.

Fonte: https://www.sciencealert.com/we-now-know-why-we-don-t-get-our-wisdom-teeth-until-we-re-basically-an-adult

Quanto tempo os poços de água subterrâneos podem durar?

Matéria anterior

7 romances e traições que mudaram a história

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos