História

Cinco curiosidades sobre a Polônia

0

A Polônia é um país do Leste Europeu habitado por cerca de 37 milhões de pessoas. A história do país é repleta de conflitos e marcos importantes, já que foi palco de grandes decisões mundiais. Além disso, é berço de personalidades como Nicolau Copérnico, Marie Curie e o Papa João Paulo II.

A Polônia está entre as dez maiores economias europeias e foi o único país a evitar a recessão que atingiu a Europa entre 2008 e 2009. Confira, abaixo, algumas curiosidades da nação que desperta tanto interesse em historiadores e turistas.

1. Existem quase 10 mil lagos no país

A Polônia é o nono maior país da Europa, com uma área de mais de 312 mil km². Ela fica localizada na região central da Europa e faz fronteira com a Lituânia, Bielorrússia, Eslováquia, República Tcheca, Rússia (Kaliningrado), Alemanha e Ucrânia.

Uma curiosidade interessante é o fato do país abrigar cerca de 9,3 mil lagos. Apenas no Distrito dos Lagos de Mazury, famoso por sua beleza e por atrair turistas, existem mais de 2 mil lagos. É uma região literalmente banhada pelas águas.

Universo Marino

1. 86% da população é católica

A maioria da população polonesa é cristã, com mais de 86% dos habitantes do país cristãos praticantes da Igreja Católica Apostólica Romana. Existem outras igrejas e religiões no país, como a Igreja Ortodoxa, Testemunha de Jeová e Igreja Metodista, mas ficam restritas à minoria.

Devido à forte devoção cristã, grande parte dos estabelecimentos comerciais ficam fechados no país durante os feriados e festivais religiosos. É tradição que as famílias polonesas se reúnam nos feriados e programem idas a igrejas e templos.

3. Bandeira da Polônia

A bandeira polonesa tem apenas duas cores: branco e vermelho. Apesar dos civis utilizarem as duas cores desde 1792, somente em 1831 é que elas foram reconhecidas oficialmente como sendo as cores nacionais polonesas.

No entanto, apenas no século XIV a flâmula vermelha com uma águia branca foi estabelecida como a bandeira do Reino da Polônia. Há muitas semelhanças entre as bandeiras da Polônia, da Indonésia, de Mônaco e da Thuringia, que é uma província alemã.

Polônia

Freepik

Atualmente, o dia da bandeira polonesa é celebrado no dia 2 de maio. De fato, na Polônia sente orgulho em celebrar a bandeira conquistada por eles.

4. Poloneses migraram para o Brasil

No século XVII, os poloneses iniciaram o processo de imigração para o Brasil para lutar ao lado dos holandeses contra os portugueses e espanhóis. Já no século XIX, o governo brasileiro passou a incentivar a entrada de imigrantes para substituir a mão-de-obra escrava e, com isso, uma quantidade ainda maior de poloneses migrou para o país.

Durante este período, os poloneses estavam à procura de melhores condições de vida, já que o país começou a enfrentar uma crise rural. Somado ao incentivo brasileiro, cerca de 80 mil poloneses se instalaram principalmente na região sul do Brasil. Em grande parte, os imigrantes passaram a trabalhar nas lavouras de café.

Nos dias de hoje, ainda existem diversas famílias de origem polonesa na região sul do Brasil. Algumas cidades são inteiramente baseadas nas culturas polonesa e alemã, o que atrai, inclusive, turistas.

5. Altos índices de poluição

A Polônia registra altos índices de poluição durante os meses de inverno. Isso se dá porque, no país, ainda existem casas antigas com sistemas de aquecimento semelhantes a lareiras.

Esforços têm sido realizados pelas autoridades do país para resolver o problema ambiental, mas os resultados ainda não foram suficientes para melhorar a qualidade do ar nos meses mais frios.

 

 

 

Segredos que os pilotos de avião não te contam

Matéria anterior

Lugares com as águas mais cristalinas do mundo

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos