Curiosidades

Entenda porque comer macarrão ou arroz de cinco dias pode ser mortal

0

A nossa alimentação está entre as coisas mais importantes de nossas vidas. Afinal, é por meio da ingestão dos alimentos que trazemos ao corpo as vitaminas e os nutrientes que precisamos. Seguir uma dieta saudável é essencial e não quer dizer que devemos cortar a pizza que comemos uma vez por semana, por exemplo. Quer dizer que devemos nos atentar para ingerir cada vez mais alimentos saudáveis e menos açúcar ou gordura, por exemplo.

E quando falamos de ingerir alimentos, algumas regras tem que ser seguidas. Como por exemplo, se uma carne for deixada em cima de um balcão por muito tempo todos sabem que é preciso jogá-la fora. Mas e com relação ao arroz ou a uma massa?

Por mais que esses carboidratos possam parecer inofensivos depois de ficarem um tempo em cima de uma bancada, você provavelmente irá pensar duas  vezes antes de comê-los depois de ficar sabendo da bactéria Bacillus cereus.

Bactéria

Essa bactéria não é um germe particularmente raro, e ela viverá feliz onde puder. Seja no solo, na comida ou então no intestino humano.

“Os habitats naturais conhecidos de B. cereus são amplos, incluindo solo, animais, insetos, poeira e plantas. As bactérias se reproduzem utilizando os nutrientes dos produtos alimentícios incluindo arroz, laticínios, especiarias, alimentos secos e vegetais”, disse Anukriti Mathur, pesquisador de biotecnologia da Australian National University.

Algumas cepas dessa bactéria são úteis para os probióticos. No entanto, outras podem causar um surto horrível de intoxicação alimentar se elas tiverem como crescer e proliferar, como acontece quando se armazena um alimento de forma errada. E nos piores cenários ela pode levar até a morte.

Um desses casos foi registrado em 2005 pelo “Journal of Clinical Microbiology”. Cinco crianças de uma família ficaram doentes por terem comido uma salada de macarrão que já estava com quatro dias.

Caso

Segundo o estudo do caso, a salada de macarrão foi feita em uma sexta-feira e levada para um piquenique no sábado. Depois desse evento, ela foi guardada na geladeira até segunda-feira à noite, que foi quando as crianças comeram de novo no jantar.

Na mesma noite, as crianças começaram a vomitar e foram levadas para o hospital. Infelizmente, o filho mais novo da família morreu. Um deles tinha insuficiência hepática, mas conseguiu sobreviver. E os outros tiveram intoxicações alimentares menos graves e conseguiram ser tratados somente com fluidos.

B. cereus é uma causa bem conhecida de doenças de origem alimentar, mas a infecção por este organismo não é comumente relatada por causa de seus sintomas geralmente leves. Um caso fatal devido à insuficiência hepática após o consumo de salada de macarrão é descrito e demonstra a possível gravidade” explicaram  os pesquisadores.

Por mais que essas mortes seja raras, elas já foram registradas na literatura médica mais de uma vez. Em 2011, outro caso foi publicado com a história de um estudante belga de 20 ano que preparava suas refeições da semana. E na fatídica ocasião, ele preparou um espaguete com molho de tomate.

O macarrão tinha sido cozido cinco dias antes e ele aquecia junto com o molho No dia, o jovem deixou acidentalmente sua comida na bancada da cozinha por um tempo não especificado. E depois de ter diarreia, dor abdominal e vômitos profundos, ele faleceu.

Armazenamento

Mas um ponto importante de ser levantado é que a maior parte das pessoas que adoecem com o B. cereus não acaba tendo insuficiência hepática. Geralmente, é apenas um caso leve de intoxicação alimentar.

“É importante observar que B. cereus pode causar condições graves e fatais, como sepse, em pessoas imunocomprometidas, bebês, idosos e mulheres grávidas. A maioria dos indivíduos afetados melhora com o tempo, sem qualquer tratamento. Esses indivíduos não vão ao médico para receber um diagnóstico” e, portanto, são pouco relatados”, explicou  Mathur.

“É importante que as pessoas lavem bem as mãos e preparem os alimentos de acordo com as normas de segurança. Além disso, aquecer os restos de comida adequadamente irá destruir a maioria das bactérias e suas toxinas”, concluiu ele.

Pesquisadores encontram artefatos da Primeira Guerra Mundial nos Alpes italianos

Matéria anterior

Relâmpago tem propriedades poderosas de purificação de ar, de acordo com análises

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos

Fatos Desconhecidos Nós gostaríamos de enviar notificações dos últimos conteúdos e atualizações que fazemos.
Dismiss
Allow Notifications