Como eram os penteados femininos nos anos 1930?

POR Júlia Marreto    EM Curiosidades      05/12/16 às 16h38

A moda é um reflexo da sociedade, não à toa é temporal, apesar de na atual década estar se tornando cada vez mais uma mistura do antigo com o antigo e um toque de novo, também conhecido com "vintage". A década de 30 começou no buraco deixado pela crise de 1929.

A queda da Bolsa de Valores de Nova Iorque (EUA) abalou, economicamente, o mundo todo. Por conta das reviravoltas sociais (milionários ficando pobres da noite para o dia, empresas falindo, milhões e milhões de pessoas perdendo os empregos...) a moda também precisou acompanhar o novo ritmo social.

Ao contrário do que acontecera nos anos 20, os 30 redescobriram a mulher, suas formas de maneira elegante. As saias ficaram longas; os vestidos justos e retos, acompanhados de capas ou boleros; por conta da crise era preciso utilizar materiais mais baratos, principalmente nos vestidos de noite, sendo muito utilizados o algodão e a casimira.

Além disso, os cabelos também começaram a crescer. No quesito penteados, eram usados cabelos bem ondulados, também conhecidos como Finger Waves, ao contrário dos aparatos que temos hoje em dia, naquela época as mulheres usavam pentes, alfinetes e os dedos para conseguir o efeito de S, funcionava tanto em cabelos longos quanto em curtos, sendo que as pontas podiam ser alisadas ou cacheadas, mas sempre com ondas bastante definidas bem próximas à cabeça; esse corte era muito comum entre as estrelas de Hollywood.

Já os cortes curtos eram resquícios da década de 1920, podia ser levado até a altura do queixo ou um pouco mais longo, acima dos ombros, mas enquanto a década de 20 valorizava os cabelos lisos, a década de 30 dava atenção às ondas e cachos; alguns cortes muito famosos dessa época foram: Varsity Bob, que era bem aparado atrás com pontas longas na frente; Lorelei, curto com uma onda bem definida na frente ou do lado; e Clara Bow, que imitava o corte curto da atriz.

biografias-5643c05592660

Outro penteado muito famoso da época eram os cachos feitos com secador, para conseguir esse efeito, as mulheres torciam as mechas molhadas ao redor do indicador, até a raiz, prendiam o cacho com um grampo e secavam o cabelo, retirando os grampos de depois de secos. Dessa forma, os cachos ficavam flexíveis no comprimento e pontas, já no topo da cabeça eram feitas ondas bem definidas.

Também não podemos deixar de mencionar os chapéus, tão comuns naquela época e muito utilizados em todos os tipos de ocasiões. Podiam ser de feltro, palha ou veludo, sempre acompanhados de um belo penteado. Eram muito utilizados os chapéus tipo turbante.

Greta Garbo, estrela hollywoodiana, usava um chapéu fedora. Já outras preferiam ser menos tradicionais e usavam chapéus bastante vanguardistas, com formas estranhas, além de serem adornados com penas, flores de veludo, jóias...

Pensando nos cortes e penteados da época, nós aqui da redação da Fatos Desconhecidos selecionamos uma listinha de imagens com alguns deles. Confira:

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16 17 18 19

20

Então pessoal, o que acharam desses penteados? Será que eles podem voltar à moda algum dia? Ou ainda tem muita gente usando eles por aí? Encontraram algum erro na matéria? Ficaram com dúvidas? Possuem sugestões? Não se esqueçam de comentar com a gente!

Via   almanaque     ehow  
Júlia Marreto
É a dona de um coração esculpido pela literatura e preenchido pelos bons vinhos de Baco. Guiada nas artes da vida por Ares, possui a discreta delicadeza de um elefante pulando carnaval numa loja de cristais! Movida diariamente pelo combustível da vida: o café, essa garota possui raízes profundas na poesia da vida. É muito séria, mas sabe brincar na hora certa. Ama os animais e detesta filme de terror. Apesar de cantar mal, canta com sentimento. E adora musicais! Sua principal tentativa desportiva é o baralho. Ela gosta mesmo é de coisas antigas, apaixonada pela vida e sonha com o universo. Instagram: juliamarreto

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+