Curiosidades

Transmissões de TV pirata ao vivo poderão ser bloqueadas pela Anatel

0

No começo de fevereiro, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) apresentou seu plano de bloqueio dos equipamentos de IPTV pirata no país todo. Com isso, as pessoas que usam TV Box que não são homologadas irão perder o acesso ao sinal que elas têm, de forma ilegal, mesmo com o aparelho já instalado na casa.

Agora, a agência divulgou mais uma estratégia para o combate da transmissão pirata de conteúdos online e através de aparelhos como as IPTVs. Segundo o site Telesíntese, a Anatel tem um laboratório equipado para conseguir bloquear ao vivo as transmissões que forem consideradas ilegais. Em outras palavras, ela tira esse conteúdo pirata do ar enquanto ele está sendo transmitido.

“Isso é muito importante. É diferente você bloquear ao vivo uma partida de futebol. Depois de um dia, o jogo já acabou. Não vamos acabar com a pirataria, mas vamos reduzir. O usuário que consome esse serviço fica desanimado”, disse Moisés Moreira, conselheiro da Anatel, no Encontro Nacional Abrint 2023, em São Paulo.

Corte de transmissões

Jovem pan

Esse laboratório vai ficar no mesmo prédio onde a Anatel funciona e faz parte da parceria da agência como a Agência Nacional de Cinema (Ancine). O que eles esperam é que até o fim desse ano os primeiros sinais ao vivo já sejam derrubados.

Esse corte nas transmissões de filmes, séries, programas de TV e eventos esportivos ao vivo não são tudo o que a Anatel está fazendo para combater a pirataria. O órgão também reforçou o compromisso em apreender e bloquear as IPTVs piratas do Brasil.

As TV Box que não são homologadas pela Anatel não são autorizadas a funcionar no Brasil por conta de “preocupações com a segurança do consumidor”. Até porque, elas têm o potencial de ser um risco para a cibersegurança do usuário, que pode acabar tendo os dados roubados ou caindo em um golpe.

Pirata ou não

Jovem pan

Com o bloqueio das TV Box piratas já acontecendo, muitas pessoas que têm o aparelho em casa ficam com a dúvida se ele irá ou não ser bloqueado. Por conta disso, a Anatel colocou no seu site informações bem úteis para os consumidores conseguirem ver se o seu aparelho é ou não pirata.

Conforme a própria Anatel informou, é possível que produtos mais novos ainda não estejam colocados na lista. Pensando nisso, o órgão divulgou também outras maneiras de as pessoas saberem se sua TV Box é ou não pirata.

1 – Vem com adesivo

A primeira coisa que as pessoas devem observar em seu aparelho é que, se ele for legal, ele tem que ter o selo de homologação da Anatel. Esse adesivo tem que estar colado no aparelho e se ele não existir, a agência considera essa TV Box como sendo pirata.

2 – Pesquise

O segundo passo para essa verificação pode ser feito pesquisando. Isso porque o selo tem um número correspondente ao Certificado de Homologação do modelo do produto. Com esse código, a pessoa também consegue consultar na base de dados da Anatel, que é o sistema Mosaico/SCH, ou no Painel de Dados Anatel destinado à Certificação de Produto.

3 – Muitas regalias

A terceira forma de saber se a TV Box é ou não pirata é vendo o que ela promete. Se o produto disser que ele dá ao cliente acesso livre e irrestrito aos canais pagos e serviços de streaming, é provável que esse aparelho seja pirata, mesmo se ele tiver o adesivo de homologação. Se esse for o caso, além de ele ser pirata, esse código pode ser falso.

Resumindo, para um aparelho ser considerado ilegal, ele não tem homologação, e decodifica canais de televisão pagos através do IPTV sem ter autorização para isso.

Para ficar ainda mais fácil para as pessoas, a agência fez uma lista com as marcas e os modelos que são regulamentados no Brasil. Dentre as principais estão:

  • Apple TV
  • Google Chromecast
  • Xiaomi Mi TV Stick
  • Amazon Fire TV
  • Roku Express

Fonte: Mundo conectado,UOL

Imagens: Jovem pan

Recorde de maior camiseta do mundo feita de recicláveis é dos romenos

Artigo anterior

Essa posição pode queimar mais de 200 calorias durante o sexo

Próximo artigo