Como funciona o banheiro de uma nave espacial?

POR Magno Oliver    EM Ciência e Tecnologia      13/02/17 às 19h02

Você sabe o que acontece com o corpo quando se fica tempo demais em uma viagem espacial? Aqui no site da Fatos Desconhecidos nós já exibimos para você o resultado disso.

As sondas espaciais são aeronaves de muita utilidade para a ciência. Segundo o jornal estadão, "uma sonda espacial da Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos, confirmou, quase cem anos depois, previsões cruciais feitas pelo físico alemão Albert Einstein em 1915.

As observações da sonda de gravidade (GP-B) comprovaram que a massa da Terra está sutilmente causando uma curvatura no tempo e no espaço ao seu redor, e até arrastando-os consigo".

Como funciona o banheiro de uma nave espacial? Como é o funcionamento de um?

Por conta da ausência de aceleração gravitacional, as coisas acabam se tornando um pouco diferentes. A vida no espaço é muito diferente do que as pessoas na Terra imaginam.

De acordo com o portal G1, a astronauta italiana Samantha Cristoforetti contou como ela e seus colegas da Estação Espacial Internacional fazem a as necessidades e higiene pessoal dentro da nave.

Segundo publicação, "Ao contrário do que se pode pensar, muitos instrumentos que são utilizados para o asseio - escova de dente, banho e desodorante não diferem muito daqueles que usamos.
As toalhas, porém, são um assunto à parte: possuem um material absorvente, mas fino, e são substituídas uma vez por semana.
A cada dois dias, os astronautas podem, no entanto, se dar ao luxo de usar outra toalha que Cristoforetti chama de "acampamento", usada úmida para esfregar o corpo.
A água é armazenado em um pequeno recipiente e, em seguida, aplicado ao corpo.
Pela falta de gravidade, no entanto, a água não cai no chão, mas permanece sobre a pele em forma de bolhas.
E adicionando um pouco de sabão líquido, que não faz muita espuma e não requer enxágue, o astronauta pode "tomar banho" e desfrutar de uma sensação de limpeza igual a que tinha em terra firme.
No entanto, explica Cristoforetti, nem sempre esse processo pode ser feito por falta de tempo."

Fazer os números "1" e "2"

Esse banheiro é usado para fins de treinamento na Terra. O modelo que é instalado nas naves espaciais é quase idêntico ao de treinamento, não muda basicamente muita coisa.

A astronauta italiana conta que "quando se trata de ir ao banheiro, há uma pequena sala com um sistema para que os astronautas possam se aliviar.
Para urinar, os astronautas usam um pequeno funil ligado a um tubo com um aspirador para que o líquido não saia flutuando.
A urina é, então, filtrada e, por uma série de processos químicos, se torna potável e adequada para o consumo humano.
E quanto ao "número dois"? Segundo Cristoforetti, "o princípio é exatamente o mesmo: o de sucção".
O vaso sanitário está conectado a um recipiente para resíduos sólidos, que, com uma tripulação de três astronautas, é trocado aproximadamente a cada dez dias".

Cuidar dos cabelos

Segundo consta a publicação, "lavar o cabelo não é tão complicado. Só é necessário um shampoo que não exige enxágue, adicionar algumas gotas de água e massagear o cabelo normalmente. O excesso de água é então removido com uma toalha.
As toalhas são depois deixadas para secar nas proximidades do sistema de ventilação. A água evapora e um sistema de ar condicionado a condensa e a recupera.
"Não desperdiçamos nenhuma gota de água que usamos para o banho", diz a astronauta italiana".

Cortar as unhas

Já para cortar as unhas, o processo é cuidadoso pois "também é preciso ter cuidado para que -por causa da gravidade zero- não espalhar pedaços flutuantes em todos os lugares. 'O melhor é fazê-lo perto da saída de ventilação para que os pedaços de unha sejam sugados e fiquem ali', diz Cristoforetti. 'Ai depois você remove tudo com um aspirador de pó'".

O que você achou dos hábitos de higiene no espaco? Mande seu comentário para gente

Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+