Curiosidades

Como o Twitter e outras redes sociais ganham dinheiro?

0

A tecnologia evoluiu em um curto período de tempo. É quase impossível pensar que, há poucas décadas, a Internet nem existia. Ela criou uma verdadeira bola de neve de tecnologia, o que nos deu várias ferramentas para nos comunicarmos. Em pouco tempo, uma variedade de redes sociais, como MySpace, Orkut, Facebook, Twitter e Skype, mudaram drasticamente a forma como nos conectamos.

No caso das redes sociais, geralmente uma fica mais em foco que a outra e acontece uma mudança constante nisso por  inúmeros fatores. Por exemplo, o Twitter ficou muito em foco ultimamente por Elon Musk ter se tornado acionista majoritário da rede social depois de uma compra de 44 bilhões de dólares.

Depois de ter comprado o Twitter, com certeza, o próximo passo de Musk é fazer com que essa compra valha a pena. Contudo, o Twitter não figura entre as redes sociais mais rentáveis. Tanto que, nos últimos dois anos, ele deu um prejuízo de 1,6 bilhão de dólares.

Twitter

Superinteressante

Embora o Twitter tenha um modelo de negócios parecido com o de outras redes sociais, seu alcance é consideravelmente menor. Isso pode ser uma das razões para explicar, pelo menos em parte, o motivo de o site não ir tão bem assim.

Isso se vê na quantidade de usuários. O Twitter tem 217 milhões de pessoas, em comparação, o Instagram tem mais de dois bilhões de usuários, e o Facebook, mesmo continuamente perdendo popularidade, tem 1,9 bilhões de pessoas.

Além disso, ainda que o Twitter seja usado por muitos famosos e pessoas influentes, e seja uma rede onde debates políticos se destaquem, ela não atrai tanto os anunciantes. É por isso que a rede social não rende tanto dinheiro.

Até porque, a forma mais comum das redes sociais ganharem dinheiro é vendendo anúncios e impulsionando contas e posts. Por exemplo, tanto os textos como imagens com a indicação “promovido” no Twitter aparecem para mais usuários dependendo da quantia paga pelo anunciante. Isso é a principal fonte de renda da rede social e gerou a ela 1,57 bilhões de dólares. Desses, 1,41 bilhões foram obtidos no último trimestre.

Renda

Nas notícias

Além da publicidade, a principal fonte de renda do Twitter provém do licenciamento de dados, conhecido como “firehose”. Ele nada mais é do que a venda de dados públicos das redes sociais para empresas que analisam tendência e dizem às marcas como elas estão sendo vistas pelo público, e como seus produtos e serviços são recebidos.

Nesse modelo, quanto mais usuários uma rede social tiver, melhor ele funciona. Justamente por isso o Twitter tem uma desvantagem. Isso se vê no valor de mercado que a rede social tem, mesmo ela tendo sido comprada por 44 bilhões de dólares.

Depois da venda, é esperado que Elon Musk mexa no funcionamento da plataforma. Algumas das possibilidades é que ele diminua a moderação de conteúdo, altere a verificação de perfis, torne público o algoritmo da plataforma ou possibilite a edição de posts.

Contudo, também se especula que o novo dono da rede social faça alterações pensando em fazer com que a plataforma seja mais rentável. Nesse ponto, as coisas que podem ser feitas são cortes de gastos, como por exemplo, diminuição da equipe responsável pela moderação de conteúdo na plataforma, a adoção de uma estratégia para atrair mais usuários e anunciantes para a plataforma ou até a venda do acesso ao Twitter.

“Liberdade de expressão é a base do funcionamento da democracia, e o Twitter é a praça de discussão digital, onde são debatidos os assuntos vitais para o futuro da humanidade. Também quero tornar o Twitter melhor ao aprimorar o produto e acrescentando novos recursos”, disse Musk em um comunicado.

Fonte: Superinteressante

Imagens: Superinteressante, Nas Notícias

Fernanda Souza e a importância de não rotular a sexualidade alheia

Matéria anterior

Estudo mostra que dinossauros tinham penas coloridas

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos