• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Como seria o mundo se o teletransporte existisse?

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      22/02/19 às 18h20

A maioria das pessoas gosta de viajar e conhecer outros lugares, mas às vezes têm preguiça de todo o preparo da viagem e do longo percurso a ser percorrido. E com certeza, todos nós já pensamos em como seria mais fácil se conseguíssemos viajar por teletransporte. Evitar, trânsito, perda de tempo e estar no destino desejado em questão de segundos.

Mas trabalhar em Tóquio, almoçar na Cidade do México e terminar o dia em Nova York parece coisa que só acontece em filmes de ficção científica. Até agora! Os cientistas estão começando a descobrir tecnologias que podem ser capazes de trazer o tão sonhado teletransporte para fora do âmbito da ficção e transformá-lo em realidade.

A forma mais provável na qual isso se tornaria realidade e os humanos poderiam começar a se teletransportar seria através de uma coisa chamada teletransporte quântico. Esse teletransporte envolve a varredura de um objeto e a transmissão da sua informação para outro lugar que usará essa informação para remontar aquele objeto com diferentes moléculas e átomos.

E para que esse teletransporte funcionasse em humanos, isso significaria que o mundo poderia ser muito diferente do que nós conhecemos atualmente. Por exemplo, as pontes e estradas acabariam se tornando terras abandonadas e cidades cheias poderiam se tornar uma coisa do passado. Além disso, a exploração espacial poderia acelerar em um ritmo que nós mesmos não estamos preparados para lidar.

E tudo isso começa com uma pequena coisa chamada entrelaçamento quântico. Ele envolve unir as partículas e deixá-las conectadas mesmo em grandes distâncias. Quando essas partículas estão emaranhadas, isso quer dizer que elas são forçadas a manter estados mutuamente exclusivos e por isso se soubermos o estado de um, saberemos o estado do outro.

Explicando isso em outras palavras, seria como se você pedisse um hambúrguer de carne de vaca e um hambúrguer de frango e claramente não soubesse qual é qual sem abrir cada uma antes. Mas quando você abrisse uma delas e visse qual era a do hambúrguer, você automaticamente saberia o que está na outra caixa, não importando o quão longe ela estivesse.

Parece complicado, mas quando duas ou mais partículas ficam emaranhadas isso significa que conseguimos teletransportar informações entre elas. E pesquisadores da China conseguiram provar que isso realmente funciona transferindo propriedades de uma partícula para um satélite no espaço.

Pessoas

O nosso corpo é composto de bilhões de átomos e cada um é um conjunto de dados que descreve o tipo de átomo, localização, estado de energia e outras coisas. Na teoria, é possível escanear a informação atômica de um corpo humano, teletransportá-lo para algum lugar e reconstruí-lo do mesmo jeito.

Mas não é tão simples assim. Para que fosse descoberto o estado físico de cada átomo que faz uma pessoa, ela teria que ter o corpo todo desintegrado, o que quer dizer que toda vez que alguém se teletransportasse, seria como se estivesse cometendo suicídio e renascendo em outro lugar.

Por esse motivo, o emaranhado quântico é um processo delicado de se mexer e por isso ninguém transmitiu tanta informação sobre o tema ainda. Além do que, o teletransporte humano, nesse ponto, seria uma missão suicida.

Próxima Matéria


Matérias selecionadas especialmente para você

Via   Insh  
Imagens Zap
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+